Blog :: Xalingo

Tag - sustentabilidade

Aprenda a transformar potes de papinha em porta temperos

5 passos para agregar novos potes ao armário da cozinha.

Confira este porta temperos com imãs para pendurar na geladeira e organizar com charme. Para fazer o seu porta temperos, é muito fácil e você gastará apenas alguns minutos. Siga estes passos:

1) Lave bem potinho e a tampa;

2) Pinte a tampa com tinta spray da cor da sua preferência;

3) Para deixar o pote ainda mais lindo, corte uma tira de papel ou tecido adesivo no meio de cada um;

4) Imprima as etiquetas em papel adesivo e cole em cima da tampa. Você pode encontrar esse papel em qualquer papelaria;

5) Se quiser pendurar na sua geladeira, cole imãs grandes e fortes no fundo do potinho com cola universal.

E para ficar por dentro das últimas novidades da Xalingo Brinquedos, inscreva-se em nosso canal no Youtube.

Fonte: https://revistacrescer.globo.com/Colunistas/noticia/2019/11/como-transformar-potes-de-papinha-em-porta-temperos-charmosos.html

6 dicas de como economizar água e luz em sua casa

Reduzir o consumo de luz e água, além de serem atitudes sustentáveis, também podem dar um grande alívio em seu bolso. Confira 6 dicas de como economizar água e luz em sua casa, que selecionamos para você!

 

1) Escolha do chuveiro

 

Um dos pontos cruciais na redução do consumo de água e luz passa pela escolha do seu chuveiro. Por exemplo, se a residência dispõe uma tensão de 127 volts, o chuveiro não pode exceder 5.700 watts. Caso a voltagem disponível seja 220 volts, o limite é 7.800 watts.

 

Os disjuntores também devem corresponder às especificações de voltagens, 50 amperes para 127 volts e 40 amperes para 220, além da fiação de 10 milímetros em ambos os casos. “Utilizar um aparelho fora do padrão correspondente pode ocasionar o consumo elevado de energia, curtos e, até mesmo, queima de fiação”, ressalta André Amado, gerente da rede de prestadores da Allianz Assistance.

 

2) Utilize redutor de vazão

 

Esse dispositivo gera uma compensação de pressões de água dentro do chuveiro, impedindo a passagem de um fluxo maior do que o pré-estabelecido, economizando água e, no final das contas, energia para aquecê-la.

 

3) Diminua o tempo do banho

 

Não dá para fugir dessa dica. Faça um esforço e tome banhos de, no máximo, 10 minutos. E se, por acaso, o chuveiro queimar, não faça remendos. Além de perigoso, essas gambiarras consomem mais energia. A melhor solução é comprar uma resistência nova.

 

4) Mantenha a porta da geladeira fechada

 

Pode até parecer implicância de mãe, mas deixar a porta da geladeira aberta irá exigir que o motor trabalhe mais para resfriá-la novamente, o que impacta diretamente na conta de energia, e ainda pode causar desgastes na placa e no compressor.

 

5) Temperatura ideal da geladeira

 

Outra dica é regular o termostato do equipamento de acordo com a temperatura externa à geladeira, não sendo recomendado deixar o aparelho em nível mais alto ou mais baixo que o necessário.

 

6) Verifique se a descarga está funcionando corretamente

 

Quase um terço da água da casa vai para a descarga, por isso é bom estar atento ao sistema. Para seu funcionamento correto, ela deve estar a 90º em relação ao pino acionador. Caso a tampa da válvula do vaso fique muito inclinada, pode ficar danificada e gerar vazamentos e aumento no consumo. Outro ponto importante é o registro interno da válvula que, em boa regulagem, reduz o consumo em até 50%.

 

Gostou das dicas e tem outras sugestões sustentáveis? Então comente abaixo!

 

E para ficar por dentro das últimas novidades da Xalingo Brinquedos, inscreva-se em nosso canal no Youtube.

 

Fonte:
https://revistacasaejardim.globo.com/Casa-e-Jardim/Sustentabilidade/noticia/2019/07/28-dicas-simples-para-economizar-energia-e-agua-em-casa.html

 

Veja como a sustentabilidade pode ser ensinada às crianças

A conscientização das crianças sobre a natureza e o meio ambiente deve começar em casa. E isso pode ser ensinado de formas divertidas, tornando-se parte da rotina diária delas.

 

Existe uma série de atividades e brincadeiras que estimulam a consciência ecológica nas crianças. E nada melhor do que envolvê-las desde pequenas em atitudes sustentáveis, para que se tornem hábitos em sua vida adulta. Vale conversar com elas sobre a destruição do planeta, as consequências do consumo excessivo, a alta produção de lixo, os desperdícios de água e alimentos, entre outros temas. Mas isso pode ser feito por meio de atividades e, claro, dando o exemplo em casa. Confira algumas possibilidades:

 

1) Fazer uma pequena horta em casa

Ensinar e envolver as crianças no ato de plantar faz com que elas entendam a procedência dos alimentos e todo o processo que envolve até eles chegarem à mesa. Elas devem aprender a colher apenas aquilo que vão comer, evitando o desperdício. Aproveite para buscar receitas que utilizem os alimentos em sua integridade – cascas, folhas, etc. Além de reforçar a questão do aproveitamento total dos alimentos, ainda ajuda a ampliar o paladar e a ingestão de nutrientes dos pequenos.

 

2) Criar brinquedos com sucata

Um ótimo jeito de incentivar a reciclagem e ainda gerar muita diversão para as crianças é criar brinquedos a partir de embalagens que seriam descartadas. Reúna caixinhas, lata, saquinhos, tampinhas, garrafas pet, fitas e toda a sorte de sucatas para que as crianças soltem a imaginação criando diversos jogos e brinquedos. As possibilidades são praticamente infinitas, basta usar a criatividade e a imaginação.

 

3) Confeccionar objetos com sucata

Além de criar brinquedos, as sucatas reunidas também podem servir para criar objetos decorativos para a casa. Existem muitos tutoriais na internet com ideias fáceis e resultados lindos para você fazer com as crianças. Elas vão adorar ver suas ‘obras’ dando um toque especial à decoração da casa. Use a criatividade!

 

 

E para ficar por dentro das últimas novidades da Xalingo Brinquedos, inscreva-se em nosso canal no Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCEu_wTApB06msiH5SXQ-JRg

 

Fonte:
http://www.disneybabble.com.br/br/ecologia-e-meio-ambiente/sustentabilidade-de-forma-divertida

 

3 atividades sustentáveis para fazer nestas férias

As férias das crianças chegaram. E você pode incluir a sustentabilidade na vida do seu filho através de divertidas atividades.

 

E para este novo ano que está chegando, você vai gostar das dicas que selecionamos para incluir a sustentabilidade no vocabulário e nas ações dos pequenos. Afinal, divertir-se com responsabilidade também é muito importante para a construção de um ser humano.

 

Confira abaixo como você pode ajudar seu filho a entender a importância dos cuidados com o meio ambiente:

 

1) Construa uma hortinha em casa

Praticar a jardinagem com as crianças é uma ótima maneira de mostrar a elas a importância da natureza para o nosso dia a dia, incentivando a preservação do meio ambiente. Plante diferentes tipos de vegetais e frutinhas e ensine como funciona o ciclo de vida de um alimento, desde a plantação da sementinha até o colhimento final. Além de acompanhar de perto esse processo, as crianças também terão mais consciência e evitarão o desperdício de comida.

 

2) Joguinho da sustentabilidade

Faça uma tabelinha com diversas tarefas simples e sustentáveis que fazem a diferença no dia a dia e insira um espaço para marcar quais delas foram feitas pelas crianças. Por exemplo: apagar a luz antes de sair, fechar a torneira enquanto estiver escovando os dentes, não demorar no banho, etc. Cada vez que uma tarefa for realizada, a criança ganhará um pontinho na tabela, e no final do mês ela poderá ser recompensada com uma surpresinha bem legal preparada pelos papais.

 

3) Passeios sustentáveis

Contribuir para a preservação do meio ambiente não é apenas reaproveitar objetos, plantar árvores e reciclar o lixo. Nós precisamos nos conscientizar que os carros também poluem o nosso planeta. Por isso, que tal sair com os pequenos para passear a pé ou andar de bicicleta no parque? Além de serem passeios sustentáveis super divertidos, também são ótimas atividades físicas para a saúde dos pequenos.

 

Gostou das dicas? Então comente abaixo!

E para ficar por dentro das últimas novidades da Xalingo Brinquedos, inscreva-se em nosso canal no Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCEu_wTApB06msiH5SXQ-JRg

 

Fonte: https://www.portalmoranguinho.com.br/4-atividades-sustentaveis-para-fazer-com-as-criancas/

 

Alternativas às fraldas descartáveis por um mundo menos poluído

Talvez muita gente não saiba, mas as fraldas descartáveis são sinônimo de problema ao meio ambiente. Compostas por uma camada exterior de polietileno sintético (derivado de petróleo), e uma parte interna feita com papel e poliacrilato de sódio, estima-se que, em um ano, uma única criança seja responsável pelo uso de 130 quilos de plástico, contando também as embalagens, além de algo entre 200 a 400 quilos de pasta de papel.

 

As fraldas descartáveis representam cerca de 2% do lixo de um único aterro sanitário. Elas podem demorar até 500 anos para se decomporem e representam uma ameaça à natureza. No Brasil ainda não há planos para usinas de reciclagens desse tipo de material, mas há países como a Inglaterra que já disponibilizam usinas para o tratamento de todos os componentes das fraldas descartáveis, que após serem lavadas e processadas, se transformam em telhas e capacetes para ciclistas. Segundo a BBC, o país deve ter mais três usinas (só uma existe – que custou US$ 17 milhões).

 

Alternativas às fraldas descartáveis

O mercado de fraldas resolveu investir na tradicional opção das fraldas reutilizáveis de pano como matéria-prima para o produto. Os modelos disponíveis não apresentam alfinetes e são mais fáceis de usar.

 

Existem novos tipos de fraldas que se assemelham a absorventes. Eles são recobertos por uma parte de plástico e preenchidos com material orgânico e descartável. Dessa forma, a parte suja vai para o lixo sem grandes transtornos e a parte externa é reaproveitada.

 

E para ficar por dentro das últimas novidades da Xalingo Brinquedos, inscreva-se em nosso canal no Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCEu_wTApB06msiH5SXQ-JRg

 

Fonte:  https://www.ecycle.com.br/component/content/article/35-atitude/811-o-problema-das-fraldas-e-suas-alternativas.html

 

Dicas para incentivar a sustentabilidade nas crianças

post2

 

Se trabalhada desde a infância, a sustentabilidade pode se tornar um hábito quando os pequenos crescerem. Conversar com seus filhos, afilhados e sobrinhos sobre consumo consciente e os seus efeitos, ajuda as crianças a entender melhor sobre questões ambientais. E isso cria uma mudança de comportamento que eles levarão para a vida toda. Com algumas dinâmicas diárias, é possível incentivar o pensamento sustentável nos pequenos.

 

Confira as dicas que selecionamos para ajudar as crianças a cultivar uma visão mais ecológica e sustentável do mundo e suas relações.

 

Interruptores de luz com desenho de super-herói

Apagar as luzes nos ambientes que não estão sendo usados é uma das melhores formas de economizar energia em casa. Para um adulto, lembrar de apagar a luz já é habitual, mas para uma criança ainda não. Que tal instalar ou personalizar alguns interruptores com o desenho do super-herói ou personagem favorito das crianças, para incentivá-las a apagar a luz? É uma medida simples, mas que aproxima a criança do conceito de sustentabilidade, uma vez que se pode aproveitar para explicar a ela que a energia elétrica é uma forma de consumo que impacta no ambiente.

 

Transforme o tempo de banho em uma corrida

Um ou dois minutos a menos em cada banho pode economizar até 150 litros de água por mês, sem contar na economia de energia elétrica. Para ajudar a acelerar o banho dos pequenos, cronometre o tempo deles, oferecendo pequenas recompensas a cada banho com o tempo dentro do estipulado.

 

Coloque as crianças no comando da reciclagem

É bacana ensinar as crianças a fazerem a reciclagem dos resíduos alimentares em casa, através da compostagem. Para envolve-los de verdade nisso, atribua à molecada o controle da reciclagem. Isso estimulará a importância e o valor da separação do lixo doméstico. Além de ensinar sobre a reciclagem, é fundamental que os pequenos aprendam também a reduzir o consumo e, consequentemente, gerar menos resíduos.

 

Reaproveitando a água da chuva

Ensine às crianças que a água da chuva pode ser reaproveitada. Quando estiver para chover, basta colocar um balde fora da casa com uma pedra dentro para não tombar e esperar. Depois que a chuva passar, a água coletada pode ser usada para molhar plantas ou até nos vasos sanitários. Essa atividade é mais fácil para quem mora em uma casa, mas se morar em apartamento, é só descer no térreo.

 

 

Fonte: E-Cycle

Ecologia no dia a dia das crianças

post3

Por mais que a escola possa ensinar e incentivar, a consciência ecológica dos pequenos deve começar dentro de casa. Pensando nisso, trouxemos algumas dicas de como levar a sustentabilidade para o dia a dia da família.

 

Mesmo morando em grandes cidades, é possível encontrar formas de fazer com que o contato com a natureza e o respeito ao meio ambiente façam parte da rotina da família, para que as crianças possam desenvolver essa relação de cuidado e envolvimento com a sustentabilidade de ecologia. Confira algumas formas de fazer isto na prática.

 

Tenha uma composteira em casa

Até para quem mora em apartamento e não possui muito espaço, é possível fazer compostagem. É um processo relativamente simples, mas que pode ensinar muito às crianças sobre os ciclos na natureza.

 

Dê à criança uma planta para chamar de sua

Para incentivar e ensinar a criança a cuidar de uma planta, designe uma que vá ficar sob a responsabilidade dela para regar, adubar, podar. Ou, ainda, você pode recorrer à clássica experiência do feijão brotando no algodão ou, quem sabe, dar um vaso pequeno com alguma flor ou erva aromática como hortelã, manjericão, alecrim ou mesmo tomate cereja, para que seu pequeno possa criar uma rotina de cuidados e observar o crescimento da plantinha.

 

Consciência e alimentação andam juntas

Se tiver espaço para fazer uma pequena horta em casa, você terá uma ótima aliada para conscientizar e ensinar as crianças a respeito da alimentação saudável. Cultivando algumas hortaliças ou tubérculos para consumo da família, é um ótimo jeito de evitar agrotóxicos desde cedo. Em pouco tempo elas mesmas conseguirão perceber a diferença de sabor entre os alimentos cultivados em casa, com cuidado e carinho, daqueles consumidos em restaurantes e aprenderão a valorizar os alimentos saudáveis.

 

Frequente parques e praças

Brincar ao ar livre é essencial para as crianças. Descubra espaços verdes em sua cidade para curtir com a família. Você pode organizar um piquenique e brincadeiras, além de aproveitarem para explorar e tentar identificar as plantas do parque ou praça onde estiverem.

 

Sem nojinho de terra!

As crianças não costumam ter nojo de mexer na terra – até que percebam o nojo no adulto. É sabido que há micróbios na terra, mas já foi provado que esse tipo de ‘sujeira’ é benéfico para o desenvolvimento do sistema imunológico da criança. Portanto, diga não ao nojinho e, não só permita que eles brinquem e mexam na terra, como aproveite para brincar junto. Vocês terminarão a brincadeira com as energias – e as defesas do organismo -renovadas!

 

 

 

Fonte: Catraquinha

Aprendendo sobre sustentabilidade

post3

A conscientização das crianças sobre a natureza e o meio ambiente deve começar em casa. E isso pode ser ensinado de formas divertidas, tornando-se parte da rotina diária delas.

 

Existe uma série de atividades e brincadeiras que estimulam a consciência ecológica nas crianças. E nada melhor do que envolvê-las desde pequenas em atitudes sustentáveis, para que se tornem hábitos em sua vida adulta. Vale conversar com elas sobre a destruição do planeta, as consequências do consumo excessivo, a alta produção de lixo, os desperdícios de água e alimentos, entre outros temas. Mas isso pode ser feito por meio de atividades e, claro, dando o exemplo em casa. Confira algumas possibilidades.

 

Fazer uma pequena horta em casa

Ensinar e envolver as crianças no ato de plantar faz com que elas entendam a procedência dos alimentos e todo o processo que envolve até eles chegarem à mesa. Elas devem aprender a colher apenas aquilo que vão comer, evitando o desperdício. Aproveite para buscar receitas que utilizem os alimentos em sua integridade – cascas, folhas, etc. Além de reforçar a questão do aproveitamento total dos alimentos, ainda ajuda a ampliar o paladar e a ingestão de nutrientes dos pequenos.

 

Criar brinquedos com sucata

Um ótimo jeito de incentivar a reciclagem e ainda gerar muita diversão para as crianças é criar brinquedos a partir de embalagens que seriam descartadas. Reúna caixinhas, lata, saquinhos, tampinhas, garrafas pet, fitas e toda a sorte de sucatas para que as crianças soltem a imaginação criando diversos jogos e brinquedos. As possibilidades são praticamente infinitas, basta usar a criatividade e a imaginação.

 

Confeccionar objetos com sucata

Além de criar brinquedos, as sucatas reunidas também podem servir para criar objetos decorativos para a casa. Existem muitos tutoriais na internet com ideias fáceis e resultados lindos para você fazer com as crianças. Elas vão adorar ver suas ‘obras’ dando um toque especial à decoração da casa. Use a criatividade!

 

 

 

Fonte: Disney Babble

Instrumentos musicais feitos com material reciclado

coleta-seletiva-2

É possível fazer muitos brinquedos legais com materiais que iriam para o lixo. Com um pouco de criatividade e paciência, é possível fazer coisas muito legais que a criançada vai adorar.

 

Que tal aprendermos como fazer instrumentos musicais a partir do lixo? Você pode montar uma banda completa somente com materiais reciclados. Chame seu filho para ajudar você nessa tarefa e depois peça para que ele chame os amigos para fazer aquele som!

 

Tambor: pegue uma lata de leite em pó ou achocolatado vazia. Cole tiras de fita isolante por toda a boca destampada da lata, até cobri-la por completo. Pegue um pedaço de cartolina ou outro papel colorido e envolva a parte cilíndrica da lata. Decore-o como quiser! Para as baquetas, pegue dois lápis e envolva suas pontas com lenços de papel prendidos com fita adesiva. Está pronto o tambor para as crianças começarem a batucar!

 

Chocalho: encha 1/3 de uma latinha de molho de tomate ou uma latinha de refrigerante com pedrinhas pequenas ou açúcar cristal. Passe fita adesiva colorida na tampa, para decorar e evitar de que se abra. Está pronto o chocalho! Basta balançá-lo no ritmo da música.

 

Xilofone: você vai precisar de 5 garrafas de vidro do mesmo tamanho, uma vareta de madeira, água, funil e tinta guache. Encha a primeira garrafa até o gargalo. Para a segunda, e assim sucessivamente, vá enchendo com dois dedos de água a menos.  Colora a água de cada garrafa com gotinhas da tinta guache e mexa bem. Está pronto! Basta você bater cada garrafa com a varetinha para ver a diferença nos sons de cada uma, uns mais agudos e outros mais graves.

Brincadeiras para ensinar reciclagem para as crianças

A sustentabilidade é um tema que está cada vez mais em voga, e que por questão de princípios, coloca a necessidade de ser ensinada às novas gerações. Tendo em vista que os recursos do planeta são finitos, e que muitos deles estão realmente acabando, a prática da reciclagem é a melhor resposta e a solução mais viável para esse problema.

 

Como as crianças serão os adultos de amanhã, e infelizmente viverão tempos ainda mais escassos de recursos naturais, é necessário educá-los sob o lema da sustentabilidade. E existe modo mais legal de ensinar e de aprender do que com brincadeiras?

 

Acertando o cesto: Essa brincadeira ensina às crianças de quais materiais os objetos são feitos e qual é o cesto correto da coleta seletiva para cada um deles. Com um toque de velocidade e competição saudável, as crianças irão se divertir e aprender brincando! Para essa brincadeira é necessário no mínimo duas crianças; 5 cestos coloridos e com os nomes dos materiais: metal, plástico, vidro, papel e madeira e vários objetos feitos com todos esses materiais. Cada jogador terá um minuto para colocar os objetos nos devidos cestos. Ganha a rodada quem conseguir colocar o maior número de objetos nos cestos corretos em menor tempo!

 

Jogo de boliche: Para fazer o jogo você vai precisar de: 8 garrafas pet de 600 ml, areia, papel crepon, jornais e fita adesiva. Como fazer: encha cada garrafa com um pouquinho de areia e tirinhas do papel crepon colorido até a tampa. Feche as garrafas. Para a bola, amasse folhas de jornal e as envolva com fita adesiva para dar firmeza e forma definida. O objetivo do jogo é arremessar a bola em direção às garrafas e derrubar o máximo de garrafas possível!

 

Jogo de damas: O tabuleiro pode ser feito com uma placa de madeira ou mesmo com uma folha de cartolina, e o seu desenho deverá compreender 64 quadradinhos, 8 na vertical e 8 na horizontal, coloridos de forma intercalada. As 24 pecinhas serão feitas com tampinhas de metal ou de plástico, metade de uma cor e metade de outra. E pronto! Basta posicionar as tampinhas, uma de cada lado nos quadrinhos coloridos, e começar a jogar!

 

Fantoches: Os fantoches de meias velhas ou sem par são uma brincadeira tradicional e fácil de fazer. Você precisará das meias, botões de roupa, novelos de lã coloridos, canetinhas e potinhos de iogurte limpos. Para a confecção dos fantoches vale a criatividade. Nós sugerimos os botões para os olhos, a lã para fazer os cabelos, os potinhos de iogurte para um chapéu e as canetinhas para desenhar outros detalhes. É possível fazer vários personagens e montar uma peça de fantoches reciclados com seus pequenos. Não é demais?

 

reciclagem

 

Fonte: http://blog.retroca.com.br/