Blog :: Xalingo

Tag - Dia dos Pais

A importância do pai na vida do filho

O Dia dos Pais está chegando. E mais do que uma data comemorativa, ela também simboliza a importância deles na vida dos pequenos.

 

Segundo pesquisa realizada pela academia americana de ciências, National Academy of Sciences, homens que se tornam pais tendem a ficar menos agressivos e mais sensíveis. E para a criança, a participação ativa do pai é essencial para seu desenvolvimento cognitivo e socioemocional.

 

Claro: isso não significa que mães não exerçam esse papel também. É normal que mães e pais não tenham os mesmos estilos de comunicação e interação, e seus papéis são diferentes na educação dos filhos. A mãe vivencia a união com o bebê nos primeiros momentos, fazendo com que a criança sinta-se o centro das atenções. Com isso, a relação entre bebê e mãe se torna mais próxima.

 

Com o passar dos dias, meses e anos, a figura do pai torna-se igualmente importante para a criança. A presença sempre ativa e constante do pai nessa relação pode ajudar as crianças a se sentirem seguras ao expandirem suas experiências pelo mundo. É comum que o pai desafie a criança a ultrapassar seus limites quando estimula que ela balance mais alto, por exemplo. Ou que ensine sobre justiça e direito quando fala sobre regras, enquanto a mãe fala sobre empatia e relações interpessoais.

 

Mas e quando o pai não é presente?

 

A ausência do pai pode gerar insegurança ou até agressividade para a criança. Na escola, por exemplo, isso pode se refletir através da dificuldade de concentração e baixo rendimento escolar. No entanto, isso não é uma regra ou algo que não possa ser restaurado. A ausência do pai não necessariamente representa a ausência da representação da figura paterna, ou do masculino. Segundo a psicoterapeuta infantil e adolescente Monica Pessanha, “essa função pode ser feita por qualquer pessoa e irá permear o caminho da criança até a fase adulta”.

 

Estimulando o convívio entre pais e filhos

 

Além das tarefas do dia a dia, outra importante forma de criar ou aumentar o vínculo entre as crianças e os pais é por meio das brincadeiras. A psicoterapeuta sugere brincadeiras antigas, que quase nunca demandam um tempo muito longo ou muitos objetos para acontecerem. Jogos de tabuleiro, cinco marias, guerra de dedos, pedra papel ou tesoura… São brincadeiras simples que já tornam a relação entre pai e filhos muito mais próxima.

 

O importante é que todos saibamos que os pais têm grande importância na vida de seus filhos. E a eles, que educam, ensinam e compartilham momentos inesquecíveis com seus pequenos, o nosso Feliz Dia dos Pais!

 

E para ficar por dentro das últimas novidades da Xalingo Brinquedos, inscreva-se em nosso canal no Youtube.

 

Fonte:
https://leiturinha.com.br/blog/a-importancia-do-pai/

 

O ser pai

foto

Ser pai é ser o herói de verdade de quem tanto precisa de superpoderes. É guiar pelos melhores caminhos, em tempos de tantos atalhos para caminhos errados. É dividir novas responsabilidades para compartilhar novas alegrias.

 

Ser pai é muitas vezes ser o “durão”, o “chato”, o “estraga prazeres”. Mas se ser tudo isso é para o bem dos nossos pequenos, temos até orgulho de ser assim. Há aqueles que acham que somos 24 horas assim. Ah, que ledo engano… Nossos corações também são carregados de muito amor e cheios de alegrias, por tudo conspirar para sermos a melhor de todas as profissões: pai.

 

Profissão essa que não tem salário, não tira férias, não tem intervalo. Hora extra? Pfff… Nem pensar. Mas existe melhor bonificação do que ouvir o primeiro “papai” ou acompanhar os seus primeiros passos? Nem por muito dinheiro trocaríamos esse ofício. Pois o “produto final” é resultado de toda paixão e dedicação que não cabem em um contracheque.

 

Ser pai é ser único. É ser exemplo. É ser o super-herói que pra sempre vai fazer o possível e o impossível pra completar a sua missão: ser o melhor pai de todos.

 

A todos os melhores pais desse mundo, o nosso Feliz Dia dos Pais!

Pai: o que ele faz para ser celebrado?

post1

O Dia dos Pais foi no último domingo e, para além das homenagens que eles sempre recebem, muito se tem questionado sobre o papel do pai na criação dos filhos. Frente ao histórico perfil de ‘pai-provedor’ que apenas ‘ajuda’ a mãe e acredita que isto basta para ‘ser pai’, vemos novos modelos de pais surgindo. Mais participativos, mais presentes, mais… pais, de verdade. E foi um destes corajosos ‘novos-pais’ que escreveu o texto a seguir, fazendo uma importante reflexão acerca destes novos tempos. Confira na íntegra o texto dele.

 

 

O que você faz para ser celebrado?

 

Estamos no prejuízo. No Brasil já foram comemorados trinta e cinco Dias das Mães a mais que Dias dos Pais. O primeiro surgiu em 1918. O nosso apenas em 1953.

 

Trinta e cinco. É muito.

 

Pai e mãe existem desde que mundo é mundo. Mas desde quando damos motivos suficientes para sermos celebrados? Esqueça que estas datas têm, no fundo, um grande apelo comercial. O fato é: criaram uma data só para você. E é importante que você a honre.

 

Honrar significa olhar pra dentro e se perguntar: “O que eu tenho feito de verdade e de coração pelo meu filho? Ou melhor: pela minha família?”. Mas de verdade mesmo. Faça essa pergunta e no final se questione: “Eu mereço parabéns por isso?”. Espero que ouça um sim de você mesmo.

 

Honrar significa olhar nos olhos dos seus filhos e perceber que eles são orgulhosos de você. Por mais que nem saibam o que isso significa. Olhe pra ele agora. Você sente isso? É olhar para sua companheira sem que ela perceba e refletir: “será que formamos mesmo um time na criação do pequeno?”. Ou você só aparece aos 48 do segundo tempo?

 

Os tempos são outros e o homem mostrou ser capaz de evoluir como pai. Às vezes ainda sem jeito. Às vezes sem referência. Sem querer ser mãe. Sendo pai. Cada um do seu jeito. Mas evoluímos.

 

É hora do próximo passo. É hora de recuperar o tempo perdido por muitos dos nossos pais e avôs. É hora de estar junto, de fazer valer. É hora de crescer como homem, como ser humano. De ser uma referência. É a sua hora de ser pai. De bater no peito e simplesmente ser, pra valer, pra merecer.

 

É hora de, com o coração tranquilo, se deixar abraçar pelos filhos, esposa e ouvir cada letra bem dita de um “Feliz Dia dos Pais”.

 

Autoria: @eupapai 

 

 

 

Fonte: Just Real Moms

O papel do pai

paiefilho

 

O Dia dos Pais é neste domingo e, mais do que homenageá-los, trouxemos uma reflexão sobre o papel do pai nos dias de hoje.

 

Assim como as mães, os pais também não nascem pais. Eles se tornam pais. E nem sempre é fácil para eles assimilar a ideia de ter um filho, ainda mais que é no corpo das mulheres que os bebês se desenvolvem e são elas que tem todas as sensações – agradáveis ou não – da gestação.

 

Durante muito tempo, o pai tinha apenas o papel de provedor. Mas os tempos mudaram e, com a nova dinâmica da vida moderna, na qual as mulheres também trabalham fora o dia todo, a função de pai teve que ser reinventada. Eles precisaram começar a se envolver mais, participar mais e não apenas “ajudar”. Muitas atividades relegadas apenas às mães passaram a ser exercidas também pelos pais que, assumindo este novo papel, fazem com que a família toda saia ganhando. Mães menos sobrecarregadas, pais mais participativos, e, principalmente, crianças se desenvolvendo melhor e mais felizes com isso.

 

Mas o papel do pai na vida da criança começa muito antes… Existem pesquisas que comprovam que os bebês possuem memória pré-natal, sendo capazes de reconhecer as vozes de quem conversa com eles. Portanto, é possível começar diferente, estabelecendo um vínculo afetivo com seu filho, conversando com ele ainda na barriga da mãe. Após o nascimento, o comprometimento e a dedicação ao recém-nascido facilitarão a nova rotina da casa, além de tornar ainda mais forte o laço entre vocês!

 

Não existe uma fórmula pronta para se tornar um bom pai, pois cada pessoa, cada pai, cada filho, cada família, são únicos. Mas algumas atitudes podem ajudar os pais a serem mais participativos e presentes. Por exemplo, compartilhar dos cuidados diários do bebê junto com a mãe, assumir para si algumas tarefas para que a mãe possa descansar, além de ser proativo nos cuidados da casa também.

 

Ainda que o pai e a mãe façam as coisas de formas diferentes, é fundamental que partilhem dos mesmos valores e princípios. As brincadeiras ou a severidade com os filhos podem ser diferentes, mas tendo um cerne comum, essas diferenças entre pais e mães irão agregar ao desenvolvimento das crianças. Ser pai é uma experiência tão forte e encantadora quanto ser mãe. Ainda que existam dificuldades, cada dia é um novo aprendizado, uma descoberta, um encantamento. Ser pai é um dos melhores presentes que você pode dar a si mesmo. Seja pai, amigo e companheiro do seu filho. Reaprenda a brincar, a olhar o mundo de outra perspectiva a se superar a cada dia. Aproveite com seu filho cada etapa do desenvolvimento dele pois, como dizem, passa muito rápido.

 

 

Fonte: Just Real Moms

Presentes para um Super Pai

pai-destaque

 

O Dia dos Pais está chegando! Que tal demonstrar seu amor dando a ele o prêmio de melhor pai do mundo?

 

No passo a passo de hoje, trouxemos 2 opções de lembrancinhas para você fazer para homenagear o seu pai: uma medalha e um troféu de super pai. Confira abaixo!

 

Para fazer a medalha, você vai precisar de:

– EVA nas cores azul claro e escuro, vermelho e amarelo

– cola instantânea

– tesoura

– palito de churrasco

– caneta permanente preta

– fita de cetim

 

Com o palito de churrasco, risque no EVA vermelho e recorte apenas a parte de dentro do símbolo super homem. Se precisar, peça a ajuda de um adulto para recortar. Cole-o  sobre o EVA amarelo, usando a cola instantânea. Em seguida recorte as bordas do símbolo.

Em seguida, recorte dois círculos, um no EVA azul claro e o outro no azul escuro, fazendo o corte para depois passar a fita. Cole o símbolo do super homem sobre os círculos e escreva “Super Pai” com a caneta permanente preta. Se quiser, também pode escrever o nome do pai na parte de cima. Para finalizar, coloque uma fita de cetim vermelha na medalha.

 

pai-medalha

 

Para fazer o troféu, você pode aproveitar o mesmo EVA amarelo e azul (ou outra cor, se preferir). Também vai precisar da cola instantânea, tesoura e palito de churrasco. O bacana desse troféu é que ele pode ser usado como porta-retrato, é só colocar uma foto do papai com você no espaço central.

Lembre de levar em consideração o tamanho da foto para ajustar o tamanho do troféu antes de começar.

O processo é parecido com o da medalha. Basta riscar as partes com o palito de churrasco sobre o EVA amarelo, recortar e colar conforme as imagens.

 

pai-trofeu

 

 

Fonte e imagens: Painel Criativo

 

 

 

Que tal ajudar seu filho a organizar um Dia dos Pais bem especial?

O Dia das Mães já passou e agora chegou a vez de homenagear os pais. Agosto é o mês deles e que tal dar aquela ajudinha para fazer dessa data um dia muito especial para toda a família?

A data precisa ser mais do que apenas presentes. Nada melhor do que aproveitar o dia para curtir com a família, fazer um programa bem divertido e diferente, e claro, qye tenha tudo a ver com os gostos do papai.

Confira algumas dicas, converse com seu filho e mãos à obra:

1. Cesta para o café. Tem gente que acha que cesta de café da manhã é só para mulher. Ridículo pensar dessa forma. Planeje um café da manhã com as coisas que ele mais gosta e aproveitem para curtir esse momento em família.

2. Fazer atividades que ele aadora. Pescar, ir jogar futebol, jogar baralho, ver um filme, caminhada ao ar livre, passeio no parque, sair para degustar uma cervejinha. Pode não ser a coisa que você mais gosta, mas é apenas um dia e você não vai morrer por causa disso. Dia dos Pais é só um por ano.

3. Almoço com a família. Não importa se vai ser em algum restaurante ou na sua própria casa, a maioria dos pais gosta de ver toda a família reunida. Que tal um churrasco com alguns com parentes mais próximos? Ou um almoço surpresa com o seu prato predileto.

4. Fazer as tarefas que o pai não gosta de fazer. Sempre tem aquela tarefa que o pai está sempre tentando empurrar para não fazer. Que tal fazer para ele? Pode ser lavar o carro, limpar o quintal, exgraxar os sapatos, etc. Será muito divertido.

5. Lembranças eternizadas. Os melhores presentes são aqueles memoráveis. Pegue as fotos antigas, faça cópias das fotos e colagens especiais. Use a criatividade. Ajude seu filho a criar um álbum personalizado. Fotos sempre garantem boas risadas e emoções.

6. Dê experiência. Não é porque o pai nunca fez uma determinada coisa que ele não irá gostar de fazer. Que tal o Dia dos Pais ser de novas experimentações para toda a família? Leve-o para um passeio de balão, viagem, trekking na montanha (pais esportistas), dia de spa (relaxamento, massagem), aula de culinária (para pais que gostam de cozinhar), passeio de barco.

Dad and son having fun together.

Que tal ajudar o seu filho no presente de Dia dos Pais

Agosto é o mês deles e nada melhor do que você, mamãe, ajudar o seu filhote a produzir um presente bem bacana para o papai.

Sabemos que os presentes feitos pelas mãos dos nossos pequenos sempre são mais especiais e trazem uma carga emocional muito intensa. São presentes que qualquer pai ou mãe vai guardar para sempre.

A ideia é você ajudar o seu filho a fazer um álbum de recortes para o papai. Então prepare os objetos, a criatividade e uma dose de amor e mãos à obra!

O que você vai precisar:
Um álbum de fotografias (pode ser também um caderno)
Cola
Fotografias da criança e do pai, de membros queridos da família e de lembranças (recortes de viagens ou coisas que o pai goste)

Instruções:

1 – Comece o projeto considerando o tipo de álbum que a criança quer fazer. Os temas populares geralmente são “Papai e eu” ou um livro cronológico que abarca desde seu nascimento até o dia de hoje.

2 – Pense no formato. Algumas pessoas preferem fazer um no estilo de um diário com apenas uma ou duas imagens por páginas e então uma narração para explicar cada fotografia. Outros preferem uma colagem com muitas fotos em cada página e um pouco de, ou nenhum texto.

3 – Junte as fotos e as lembranças para colocar no álbum de recortes. Você pode querer adicionar recortes de jornais, obras de arte feitas pelo seu filho entre outras coisas que o lembrarão de bons tempos juntos.

4 – Compre um álbum de recortes pronto, ou faça o seu grampeando, colando ou costurando as páginas. Antes de fixar as fotos e outros itens de forma permanente no álbum, exponha tudo junto e decida a ordem e a configuração.

5 – Lembre-se de permitir que seu filho o ajude nesse projeto. Certamente não será perfeito e é possível que vire uma bagunça que precisará ser limpa, porém o orgulho que seu filho sentirá ao fazer seu próprio presente compensará tudo isso.

6 – Planeje para que seu filho entregue o álbum ao pai em um momento que seja possível que eles olhem juntos. Deixe os sentar e apreciar as páginas. E como um toque final, você pode tirar uma foto deles olhando o álbum de recortes e colocá-la no final do álbum.

7 – Guarde o álbum em um lugar onde será mantido seguro e que também possa ser avistado com frequência.

DSC00284

Fontes: Álbum Dia dos Pais
Crédito da imagem: Adriana Amberquo 

 

 

Aproveite o Dia dos Pais para se tornar um pai ainda melhor

O Dia dos Pais está chegando e, com ele, vem também uma boa oportunidade de repensar o papel do pai na vida e na educação dos filhos. O que você, como pai, está fazendo para contribuir para a vida do seu filhote?

Esta é uma pergunta difícil, a gente sabe. Afinal, não é fácil ser pai e errar é humano. Mas você já se perguntou qual o seu papel na função de educar o seu filho? Você se considera um pai presente ou ausente na vida dele?

Hoje em dia o papel do pai vai além daquele provedor da casa e que está sempre trabalhando enquanto a mãe toma conta de tudo na educação dos filhos. O pai precisa se fazer presente na rotina da criança e contribuir na educação dos filhos desde o início, ajudando nas pequenas tarefas do dia-a-dia.

Leia a seguir cinco dicas para pais que querem assumir plenamente seu papel na vida e na educação dos filhos.

Faça o que eu digo – e também o que eu faço”
Ser um exemplo para o seu filho parece ser uma tarefa muito difícil. Pense que a criança aprende e é educada através do exemplo e as suas ações podem refletir no futuro do seu filho. Preste atenção nas suas ações e de que forma elas podem afetar a educação deles. Policie-se e busque alternativas para mostrar ao seu filho que você é um ser humano exemplar, mas com defeitos, como todo mundo.

Reserve tempo para brincar
A brincadeira é essencial na formação da criança, dentro e fora da escola, pois está diretamente associada ao crescimento e ao desenvolvimento infantil. Através da brincadeira o pai tem uma excelente oportunidade de conhecer melhor o seu filho, saber mais sobre a sua personalidade e aprender com ele. Aproveite estes momentos!

Seja presente e disponível
Escute a criança e mostre que ela não está sozinha não está sozinha. Tente atender os chamados do seu filho quando ele precisa. Estes gestos farão com que a relação de vocês seja ainda mais intensa e cheia de confiança.

Dê espaço ao diálogo e à diferença
Dialogar é importante não apenas na relação entre pais e filhos, mas também entre o casal. Em casa, é bom que o pai tenha a mesma autoridade que a mãe. Os dois juntos devem “falar a mesma língua” quando o assunto é a educação dos seus filhos.

Demonstre carinho por seu filho
É função tanto do pai quanto da mãe dar espaço ao contato corporal, ao carinho, ao abraço, ao beijo, ao toque, demonstrar o afeto e o amo.

Playing with Son in Field