Blog :: Xalingo

Tag - brincadeiras

Para começar a semana bem #2

 

Se vocês adoram ver os seus filhos brincando com os pets, vão adorar essa seleção de vídeos que fizemos para começar a semana muito bem.

 

Husky “Conversando” com Bebê

 

O gatinho faz o bebê dormir

 

Bebê rindo do cachorro comendo bolhas

 

Bebê rindo do cachorro comendo pipoca

 

Cão ensinando o bebê a engatinhar

 

5 atividades para fazer com as crianças na Páscoa

Happy easter! A mother and her daughter painting Easter eggs. Happy family preparing for Easter. Cute little child girl wearing bunny ears on Easter day.

 

As crianças esperam muito pela Páscoa, pois adoram ganhar chocolates e os brinquedos que vem dentro dos ovos de chocolate. Que tal preparar brincadeiras para deixar o domingo ainda mais divertido? Separamos 5 atividades simples para fazer em casa com as crianças, vamos lá?

 

1 – Caça aos ovos – Um clássico que nunca sai de moda.

Assim que os pequenos acordarem, conte para eles que o coelhinho passou (isso se você incentiva a criança a acreditar na fantasia do coelhinho) e escondeu alguns ovos pela casa, ou quem sabe pelo pátio. As criança vão sair para procurar. Para dar dicas, ou quem sabe despistar um pouco, pode ser feito várias pegadas de coelho indicando como se ele tivesse passado por ali.

 

2 – Jogo de perguntas e respostas

Para que as crianças aprendam sobre o significado da data, crie perguntas sobre a história da Páscoa e para quem acertar, dê ovinhos de chocolate como prêmio.

 

3 – Pintura de ovos

Junte as crianças para colorir as cascas de ovos de galinha. Depois de pintadas, vocês podem encher de guloseimas e presentear os parentes. Para essa atividade, escolha um local que a sujeira não seja um problema.

 

4 – Corrida dos ovos

A clássica corrida do ovo na colher. Cada criança segura uma colher e tenta equilibrar um ovo com ela, quem chegar primeiro sem quebrar o ovo é o campeão. O ideal para a brincadeira é fazer no quintal evitando sujeira dentro de casa.

 

5 – Pega coelhinho

Na noite de sábado, antes da Páscoa, junte a garotada para montar pequenas armadilhas para o coelhinho. Pegue pequenas cenouras e espalhe pela casa. Quando os pequenos estiverem dormindo, coma um pedaço de cada cenoura e no lugar, deixe um ovo de chocolate. Quando todos acordarem no domingo, o coelhinho terá “passado” pelas armadilhas, mas como ele é muito esperto, ele não será pego.

Brincadeiras para fazer na piscina

Aproveitar os dias quentes e ensolarados na piscina é uma das atividades favoritas de muitas crianças durante as férias. Para aumentar a diversão, trouxemos algumas sugestões de brincadeiras para fazer em grupo – e até com os adultos. Confira!

 

 

Elefante colorido

 

Que tal levar para a água essa brincadeira clássica? Todos os participantes se juntam em um lado da piscina, exceto o pegador. Todos gritam:

– Elefante colorido, podemos passar?

– Só se tiver uma cor!

– Que cor?

Aí o pegador fala uma cor e quem a tiver na roupa de banho ou algum acessório, pode atravessar a piscina sem problemas. Os demais terão que tentar atravessar sem serem pegos. Se alguém for tocado pelo pegador, fica com o pique, tornando-se o pegador na rodada seguinte.

 

 

Nado ou pulo maluco

 

Aqui, a brincadeira é inventar um nado ou um pulo, para os demais copiarem. Quanto mais maluco, melhor! Apenas atenção para que as crianças não acabem escorregando ou batendo a cabeça na borda da piscina.

 

 

Boiando na correnteza

 

Se a piscina for pequena e rasa, uma boa ideia para entreter as crianças maiores é brincar de correnteza. Todos correm em fila para o mesmo lado, para criar uma corrente de água. Depois é só deitar e flutuar.

 

 

Importante: para a realização das brincadeiras, o ideal é que as crianças sejam maiores de 7 anos e saibam nadar.

 

 

 

 

Fonte: Tempo Junto

Limpando bonecas riscadas

post1

 

Que mãe ou pai nunca se deparou, depois de uma longa tarde de diversão e brincadeiras das crianças, com bonecas com o rosto todo rabiscado de caneta? Vale dar um bronca, sim, porque afinal, não é legal estragar os brinquedos. Mas também não há motivo para pânico, pois existe um jeito de limpar os riscos e deixar a boneca com cara de nova.

 

Você vai precisar apenas de uma pomada à base de peróxido de benzoíla (muito usado em produtos para acne, disponíveis em qualquer farmácia).

 

Basta aplicar generosamente a pomada sobre os rabiscos, cobrindo bem as manchas, e deixar agir por pelo menos 3 horas – de preferência exposta ao sol.

 

Passado esse tempo, remova os resíduos com um paninho limpo e pronto. Funciona como mágica!

 

 

Fonte: Portal Casa da Vovó

Imagem: Pinterest

 

Brincadeiras com fita crepe

fitacrepe

 

Fita crepe é um material simples, barato e muito versátil para inventar diversas brincadeiras. Confira algumas ideias que selecionamos.

 

1. Corrida de Aviões

Use a fita crepe para fazer marcações de pontuação, conforme a distância, no chão. Depois, é só fazer aviões de papel com as crianças para iniciar os lançamentos e ver quem consegue fazer mais pontos.

 

2. Jogo do caminho

O jogo do caminho é ótimo para desenvolver a coordenação motora das crianças pequenas. Você usa a fita crepe para fazer caminhos no chão para que elas andem sobre ele. Elabore curvas, zigue-zagues, etc. Também pode colocar obstáculos que elas precisem pular para seguir no caminho ou saltar de um lado para outro da linha. Use a criatividade. Talvez os muito pequenos não consigam seguir a linha exatamente, mas vão se divertir mesmo assim.

 

3. Descolar fita crepe

Outra atividade bacana para crianças pequenas, agora para estimular a coordenação motora fina, é fazer uma teia de pedaços de fita crepe na mesa e pedir para a criança descolar. Também serve como uma maneira de distrair os pequenos no restaurante, por exemplo.

 

4. Formas no chão

Nesta atividade, você pode usar a fita crepe para fazer formas geométricas no chão e propor uma série de tarefas para as crianças. Pode ser desenhar no papel as mesmas formas, pular de uma para outra, organizar brinquedos dentro delas ou encontrar outros objetos com a mesma forma.

 

 

Fonte: Catraquinha 

Imagem: Tempo Junto 

 

 

Brincadeiras que atravessam gerações

Devido a uma série de fatores, as crianças brincam na rua cada vez menos. Porém, na medida do possível, é necessário criar oportunidades para isso e, mais ainda, resgatar antigas brincadeiras. Mais do que diversão, muitos jogos e atividades praticados antigamente também ajudavam a desenvolver habilidades nas crianças. Que tal relembrar a sua infância, ensinando às crianças algumas daquelas brincadeiras?

 

amarelinha

 

Confira algumas brincadeiras clássicas e as habilidades que elas estimulam.

 

Coordenação motora

Amarelinha, peteca e pião são ótimas para desenvolver a coordenação motora nas crianças, além de trabalhar força, destreza e senso de distância.

 

Ritmo

Atividades como corrida de saco, corda, elástico e pula-sela desafiam os participantes a se superar fisicamente, para conseguir combinar o ritmo e os movimentos necessários.

 

Habilidades físicas

Barra-manteiga, cabra-cega, caça ao tesouro, mãe da rua, morto-vivo, pega-pega, esconde-esconde… Estas brincadeiras oferecem grande potencial de desenvolver habilidades físicas, como agilidade, correr e pular. Além disso, elas promovem o pensamento estratégico e fazem com que as crianças se coloquem no lugar do outro, trabalhando espírito de cooperação e equipe.

 

União

Brincando de cabo de guerra as crianças aprendem a importância de unir forças, coordenar movimentos e cooperar como time.

 

Raciocínio

Gamão, dados, dama, dominó, memória, mico, quebra-cabeça, jogos de percurso e xadrez são jogos de mesa interessantes para trabalhar o raciocínio, para se pôr no lugar do outro, aprender a esperar a vez e a sincronizar jogadas com o parceiro ou o adversário.

 

Agilidade

Brincadeiras como bambolê, batata-quente, dança das cadeiras, iô-iô, jokempô (pedra, papel e tesoura), pau de sebo e queimada também são ótimas, pois misturam desafios à coordenação motora fina, agilidade e ritmo das crianças.

 

Cultura

Brincadeiras de roda, como ciranda-cirandinha, escravos de Jó e corre-cotia são boas pedidas para ampliar o repertório cultural de canções populares de várias regiões e épocas. Trabalham também o vocabulário e a noção de coletividade.

 

 

 

Fonte: Revista Crescer 

 

Driblando o cansaço

maefilho

 

Ser mãe é tudo de bom. Mas por mais que seja lindo, tem dias em que o cansaço toma conta, especialmente para mães que trabalham fora.

No entanto, é muito importante para o desenvolvimento das crianças conseguir dedicar um tempo a elas diariamente. Por isso, trouxemos algumas ideias de brincadeiras para fazer sem gastar muita energia. As crianças vão adorar e nem vão perceber que você está cansada:

 

– Ver fotos de família: tire aqueles álbuns antigos do armário e relembre com seu filho alguns momentos. Mostre fotos de sua infância, do seu casamento, da gravidez… E pode propor a brincadeira de encontrar a mamãe ou outros membros da família em diferentes fotografias.

 

– Tirar selfies com as crianças fazendo caretas. Se quiser incrementar a brincadeira, separe alguns acessórios divertidos, como óculos e chapéus para vocês usarem. E vale também fazer pequenos vídeos.

 

– Fazer dobraduras. Além de ser terapêutico para você, os pequenos vão adorar. Pode ser um barquinho, um chapéu, o que você souber! E as crianças podem dar o toque final, desenhando e pintando nas dobraduras.

 

– Fazer bolhas de sabão. Simples e divertida, essa brincadeira agrada e encanta crianças de qualquer idade.

 

– Relembre e explore brincadeiras antigas, em que se usa apenas as mãos, como “adoleta”, “bolinha zum”, esconder uma bolinha em uma das mãos e adivinhar em qual está, ou ainda, jogar cinco marias.

 

– Com bebês, você pode brincar de “Cadê? Achou!”, escondendo o rosto entre as mãos e mostrando novamente alguns segundos depois.

 

– Leitura é sempre uma ótima opção. Escolha uma historinha bem bacana e divirtam-se.

 

Esses momentos divertidos com seu filho serão tão gratificantes, que você vai até se esquecer do cansaço, mesmo depois de um dia estressante de trabalho.

 

 

Fonte: Revista Crescer 

 

Como incentivar o bebê a engatinhar

post2

 

Aprender a engatinhar faz parte do desenvolvimento da criança e cada uma tem o seu tempo para isso. Porém, é possível ajuda-la, incorporando estímulos ao momento de brincar.

 

A ideia é fazer com que as brincadeiras ajudem o bebê a conquistar novas habilidades e a desenvolver todo o seu potencial. Nesse sentido, pode-se elaborar diferentes brincadeiras ou “desafios”, que irão instigar a criança e fazer com que ela aprenda e se divirta ao mesmo tempo.

 

As possibilidades são muitas, como, por exemplo, fazer um mini túnel com uma caixa de papelão, colocando o bebê de um lado e um brinquedo do outro. Quando este estiver fácil, pode-se aumentar a dificuldade do desafio, fazendo um túnel de cadeiras mais longo, para a criança atravessar. Outra ideia é criar um percurso com brinquedos ou blocos colados no chão com fita adesiva, formando caminhos e obstáculos para a criança ir de um brinquedo a outro.

 

Mais uma ótima opção é trabalhar com as texturas. Basta reunir diferentes materiais – vale toalha, cobertor, almofada, tapete, plástico-bolha, EVA – e dispô-los no chão, criando um caminho para o bebê. Tentando se locomover sobre essas superfícies com diferentes texturas, ele desenvolve a coordenação motora e aprende a explorar com os sentidos.

 

Como o processo de aprender a engatinhar é uma tarefa por vezes árdua para o bebê, esteja sempre presente, acompanhando para evitar acidentes e também para incentivar e vibrar com ele a cada desafio superado.

 

 

Fonte: Tempo Junto