Blog :: Xalingo

Utiliza bebê conforto com seu bebê? Então leia esta postagem

Pesquisadores alertam que os pais não devem trocar o berço pelo bebê conforto por conta do risco de mortes relacionadas ao sono infantil.

 

Segundo a Academia Americana de Pediatria (AAP), aproximadamente 3.500 crianças morrem todos os anos nos Estados Unidos enquanto dormem. Isso inclui o uso incorreto de assentos de carro. No estudo, publicado pela Pediatrics neste mês, pesquisadores da AAP analisaram dados de 2004 a 2014 do National Center for Fatality Review e Prevention.

 

De 11.779 mortes relacionadas ao sono infantil, 3% ocorreram em dispositivos de sentar. Destas, 62,9% eram de automóveis. No entanto, o que chamou atenção é que em mais da metade dos casos (51,6%), as crianças estavam sentadas no bebê conforto em sua casa quando as mortes ocorreram.

 

Bebê conforto serve apenas para o carro

 

Diantes desses números, os especialistas concluíram que os assentos de carro são fundamentais para permitir que os pais transportem seus filhos com segurança de um lugar para outro. No entanto, eles devem ser usados rigorosamente conforme as instruções.

 

De acordo com a AAP, eles não devem substituir a cama. Por isso, quando chegar ao seu destino, a orientação é transferir a criança para um berço. Os dispositivos não devem ser usados ​​para dormir regularmente, pois podem causar sérios riscos, como sufocamento – pela posição em que a criança dorme, com o pescoço dobrado – ou quedas.

 

“Enquanto assentos de carro são sempre o melhor lugar para bebês quando estão sendo transportados em um veículo, isso não significa que eles são o lugar mais seguro quando eles quando estão dormindo fora do carro”, finaliza o coautor do estudo, Jeffery D. Colvin, à AAP News & Journals.

 

E para ficar por dentro das últimas novidades da Xalingo Brinquedos, inscreva-se em nosso canal no Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCEu_wTApB06msiH5SXQ-JRg

 

Fonte:
https://revistacrescer.globo.com/Bebes/Seguranca/noticia/2019/05/bebe-conforto-estudo-adverte-quanto-ao-risco-do-uso-inadequado.html

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *