Conexão Xalingo – Blog

Uma escola diferente

post02

Criada por ex-funcionário do Google, a Altschool é formada por oito unidades e conta com mais de 100 alunos, do berçário à oitava série.

Max Ventilla é o nome por trás da escola, que possui semelhança com startups de aplicativos para celular. A escola é baseada em tecnologia e constantemente aprimorada por equipe de engenheiros e designers vindos do Facebook, Google e Apple.

A escola é conhecida como “lab school” (escola laboratório), onde a tecnologia é aliada ao protagonismo do aluno. Isso favorece a autonomia do estudante, possibilitando que ele defina seus próprios caminhos de aprendizagem. A ideia é que, no futuro, o projeto possua inteligência artificial, deixando os professores mais focados nas estratégias de ensino, livres assim, de trabalhos repetitivos.

Os pais ficam próximos à escola, já que têm acesso à plataforma digital do projeto, a Playlist. Através dela, as crianças acessam a lição de casa, o que é mais importante para ser estudado e tem comunicação com o professor.

A filha do fundador Max Ventila tem 5 anos e também participa da escola. Ela está aprendendo sobre frações e proporções. Um dos projetos recomendados para ela, na plataforma, foi criar uma réplica em bloco do Burj Kalifa, que é o maior arranha-céu do mundo. Max estava em viagem para a cidade onde fica o prédio e pode mostrar, por videoconferência, como ele era construído. Ou seja, o estudo é bem mais dinâmico através da ferramenta, possibilitando diversas interações.

Crédito da imagem: AltSchool

Fontes:
http://porvir.org/altschool-escola-tecnologia-dna/

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *