Blog :: Xalingo

Tag - viagem

Evitando enjoos em viagens com as crianças

post1

Vai viajar com as crianças neste final de ano? Então confira estas dicas para evitar enjoos durante a viagem e garantir um passeio tranquilo para a família toda.

 

É comum algumas pessoas, e especialmente crianças, sentirem algum mal-estar em viagens. Estômago embrulhado, dor de cabeça e tontura são os sintomas mais relatados. E eles aparecem quando o mecanismo de equilíbrio que existe dentro do nosso ouvido interno é afetado por mudanças bruscas de movimento (seja carro, ônibus, avião ou navio), enviando mensagens ao cérebro de que algo está errado.

 

No entanto, é possível amenizar esses sintomas tomando algumas medidas. Confira!

 

1. Coloque as crianças no assento em que o movimento é menos percebido. No carro, é no meio do banco de trás e, no avião, são as poltronas da frente. Assim, o desconforto pode ser menor.

 

2. Ajude seu filho a se distrair, observando a paisagem. Mas oriente-o a não fixar a visão em objetos externos. Isso piora a vertigem. Lançar mão de livrinhos coloridos, predominantemente com figuras ou joguinhos físicos para distração também pode ajudar.

 

3. Sentir calor ou abafamento pode piorar os sintomas, enquanto que o frio ameniza o enjoo. Portanto, evite roupas pesadas e deixe o ar-condicionado ligado ou as janelas abertas.

 

4. Ler, desenhar ou mexer em celular ou tablete tende a piorar o enjoo para muitas crianças. Assim, proponha outras atividades, como cantar, ou brincadeiras com as mãos.

 

Siga estas dicas e boa viagem!

 

 

 

Fonte: Crescer

Viaje seguro com seu bebê

bebe

 

Assim como as cadeirinhas para crianças, o bebê-conforto é indispensável para transportar recém-nascidos e bebês em viagens de carro, pois ajuda a proteger de ferimentos graves em caso de acidentes de trânsito. Porém, um novo estudo da Universidade de Bristol, na Inglaterra, mostrou que seu uso pode trazer alguns efeitos adversos.

 

Pesquisadores da Universidade de Bristol construíram um simulador de movimento para avaliar como longas viagens de carro afetavam bebês com menos de um mês de vida. O estudo demonstrou que os recém-nascidos apresentavam dificuldades para respirar e alterações nos batimentos cardíacos se deixados no bebê-conforto por mais de meia hora, principalmente em movimento.

 

Segundo os pediatras, a idade mais segura para viajar com os bebês é a partir dos três meses. Viagens muito longas de carro são desaconselháveis e é fundamental que um adulto acompanhe o bebê no banco traseiro. Fazer paradas periódicas, retirando o bebê do suporte, para que o corpo dele descanse, também é recomendável. Outro ponto importante para garantir a segurança dentro do carro é instalar o bebê-conforto voltado para a traseira do veículo, pois é uma posição mais segura em caso de colisão ou freada brusca.

 

 

 

Fonte: Crescer  

 

Viajando com crianças

viajar

 

As férias de inverno estão chegando e muitas famílias aproveitam para viajar com as crianças. Se este é o seu caso, confira as dicas que selecionamos para ajudar a planejar sua viagem e garantir a diversão da família toda.

 

1) Escolha o melhor horário

Em caso de voos longos, prefira viajar durante a noite. Se tiver bebê de colo, procure reservar os assentos prioritários, onde o espaço é maior e o acesso aos banheiros é mais fácil.

 

2) Prepare a mala com antecedência

Faça uma lista de todos os itens que precisa levar, de roupas a brinquedos e remédios para as crianças. Para as viagens de avião, lembre-se de verificar todas as documentações necessárias e vacinas (dependendo do destino) para não faltar nada no último minuto.

 

3) Atente para restrições alimentares e leve lanchinhos

Em caso de restrição alimentar, algumas companhias aéreas – se avisadas com 24h de antecedência – podem providenciar alimentação especial para a criança. De qualquer forma, como as crianças podem nem sempre gostar da comida servida no avião, é recomendável levar lanchinhos para os pequenos. Mas lembre-se de verificar as quantidades de alimentos, líquidos e remédios permitidos a bordo por cada companhia aérea.

 

4) Como distrair as crianças durante o voo

Para a viagem ser mais tranquila, amamente o bebê no início da decolagem para que ele durma em seguida. Os bebês costumam cumprir o tempo e horário de sono que estão acostumados, então é provável que só acordem ao final do voo. Para as crianças maiores, vale recorrer a filmes, IPads com os aplicativos preferidos e brinquedos para distração. É importante conversar com elas sobre a viagem nos dias antecedentes e mostrar que após sair do avião, elas conhecerão um lugar novo ou alguma outra coisa interessante.

 

5) A rotina dos pequenos durante as férias

Viajar com os pequenos requer um planejamento maior, dando preferência a lugares que tenham alguma estrutura para as crianças. Chegando ao destino, tente seguir a rotina que a criança tem normalmente, principalmente os horários de alimentação e sono.

 

6) Relaxe e aproveite

Férias são o momento para aproveitar e relaxar! Então, tente não se estressar se algo não sair exatamente como planejado. Crianças são sempre uma caixinha de surpresas e, por mais que o roteiro tenha sido pensado para agradar aos pequenos, sempre tem alguma coisinha que sairá diferente do esperado. Curtam cada momento, tirem fotos, façam vídeos! Façam deste momento algo muito especial, pois as férias em família ficarão guardadas para sempre na memória.

 

 

 

Fonte: Just Real Moms 

 

Confira os documentos necessários para quando a criança precisa viajar sem os pais

A época das férias escolares chegou e os pequenos acabam aproveitando alguns dias de descanso longe da companhia dos pais ou responsáveis. Mas você sabia que para o seu filho viajar desacompanhado ele precisa de uma autorização especial.

Para viagens nacionais é obrigatória a apresentação de autorização de viagem para crianças menores de 12 anos que estejam desacompanhadas dos pais ou responsáveis. Ela é dispensável quando a criança estiver acompanhada por irmãos, avós e tios maiores de idade, desde que o parentesco seja comprovado com a certidão de nascimento.

 

Young boy looking out of an airplane window

 

Já em viagens internacionais, além do passaporte (também é preciso autorização dos pais para a emissão do documento) é preciso autorização para o menor de 18 anos que viajar sozinho. Esta autorização pode ser obtida no Manual relativo à viagens de menores ao exterior (http://www.dpf.gov.br/servicos/viagens-ao-exterior/3_edicao_manual_menores.pdf) da Polícia Federal. O manual orienta pais e responsáveis sobre os procedimentos necessários para obter documentos e expedir de autorizações. O material deve ser apresentado às autoridades nos postos que fiscalizam entrada e saída de pessoas do Brasil.

A autorização judicial para que crianças e adolescentes nascidos no Brasil viajem ao exterior é dispensável quando eles estiverem na companhia dos pais ou na companhia de apenas um deles, desde que exista autorização do outro com firma reconhecida. O mesmo caso vale para quando o menor de idade se deslocar para fora do País em companhia de terceiros: é obrigatória a permissão dos pais. No caso de morte de um ou ambos, é necessário apresentar o atestado de óbito. Essa situação exige autorização de um tutor judicialmente nomeado.

Tenha todos os documentos e autorizações em mãos para não estragar a viagem dos seus filhos. Sem contar que tudo isso serve para a segurança dele!

Viajando com crianças

Nessa época, surgem festas de final de ano, férias, visitas a familiares que moram longe… E tudo isso acaba envolvendo viagens! Todos sabemos que viajar com crianças é complicado: elas são impacientes, ficam inquietas por passar longos períodos dentro do carro, perguntam a toda hora se “estamos quase chegando” e reclamam do tédio.

Por isso, achamos ótimo compartilhar com vocês algumas ideia super criativas que encontramos por aí para facilitar e descontrair esse momento, além de evitar imprevistos.

Compre uma cestinha organizadora dessas que se encontra em lojas de artigos para o lar. Ela é ótima para acomodar o lanche dos pequenos e evitar que eles acabem derramando algo sobre os bancos.

Leve também uma bolsa com alguns petiscos, frutas e sucos industrializados (por não necessitarem de refrigeração) para evitar que se tenha que fazer muitas paradas. Se optar por fazer sanduíches e levar sucos naturais, dê preferência a uma bolsa térmica.

Providencie uma caixa com livrinhos e brinquedos práticos para distrair os pequenos durante o trajeto. Experimente pegar alguns brinquedos que eles gostem bastante e deixa-los “escondidos” por alguns dias antes da viagem. Assim, os pequenos estarão com saudades deles e se divertirão mais nesse momento.

Se eles já forem maiorzinhos, você pode fazer um pacotinho para cada cidade pela qual vocês vão passar e deixar um mapa do trajeto com eles. Ou ainda os pacotes podem ser por horários. Em cada pacote, coloque um lanchinho, um brinquedinho, uma foto (ou guia turístico, ou curiosidade) do lugar que vão visitar, uma guloseima, um jogo (não precisa ser novo, pode ser algo que você já tenha em casa mesmo), uma revistinha, etc.

Confira alguns outros posts anteriores que podem ajudar nesse momento:

Dicas para a primeira viagem com as crianças

Kit de sobrevivência para viagens familiares

Transforme seu porta-malas em um carro de bebê ambulante

Bons modos na casa dos outros

Passear na casa dos amiguinhos ou dos parentes é uma delícia! Mas é sempre bom lembrar os pequenos de que se deve respeitar o espaço alheio e se adequar à rotina da casa, não causando inconvenientes. Compartilhe essas dicas com os seus pequenos e garanta uma boa impressão – e a garantia de novos convites!

* Levar um presentinho é sempre de bom grado. Pode ser algo para os adultos ou até mesmo um lanchinho para compartilhar com os amiguinhos ou primos;

* Lembre as crianças de retirarem o seu prato da mesa e, no caso dos maiores, se oferecerem para ajudar em algo;

* Não é legal deixar seus pertences espalhados pela casa. Lembre os pequenos de, depois de usar, guardar roupas, escova de dentes e demais pertences na mochila;

* Ensine às crianças a respeitarem os horários da família que as está recebendo. Não reclamar da comida ou da estrutura que as recebe também é importante;

* Lembre-os de pedir licença para usar o telefone ou qualquer outra estrutura da casa. E, se quiser algo para comer ou beber, pedir antes;

* Se a criança levar lanchinhos próprios, lembre-a de oferecer para as outras crianças também;

* Jogos eletrônicos e outros brinquedos próprios exigem um bom cuidado. Além de às vezes terem sons, podem fazer a criança se distrair por muito tempo, esquecendo de interagir com os demais;

* Respeitar os mais velhos é uma regra que vale para todos os locais e situações.

Concurso cultural homenageia as crianças

Está no ar o novo concurso cultural da Xalingo Brinquedos destinado às crianças. “Por que é bom ser criança” tem como objetivo ajudar a Xalingo, que em 2012 completou 65 anos, a entender a relação das crianças com a infância.

Para participar, basta acessar o hotsite aqui, preencher o formulário, fazer o upload de um desenho e responder, em até 300 caracteres, “por que é bom ser criança?”. O envio de frases vai até 20 de novembro.

Serão selecionados dez participantes, que ganharão automaticamente um kit de produtos Xalingo. Seus desenhos e frases entram em votação online de 28 de novembro a 12 de dezembro. O mais votado ganhará, além do kit, um prêmio especial.

Organize uma viagem internacional com crianças – Parte II

Hoje continuaremos com o nosso roteiro para programar a viagem internacional com os seus pequenos!

Duas semanas antes:

• Ajuste o roteiro – Quem é mais espontâneo e não curte muito viajar com programação pode pular esta etapa. Mas ela é importante, especialmente para quem tem crianças, Imagine chegar ao seu destino sem saber programas legais para os pequenos? Além disso, definir o itinerário evita conflitos na estrada, permite separar itens que tenham relação com seus planos.

Uma semana antes:

• Comece a arrumar as malas – Este é um bom momento para selecionar o que você irá usar. Selecionar roupas é muito fácil se você sabe se o destino será mais quente ou mais frio do que em casa.  Se você não quiser começar a fazer malas, pense nos dias de viagem e faça uma lista do que será necessário. Inclua itens de higiene e beleza e primeiros-socorros.

Um dia antes:

• Esteja com tudo pronto – Se possível, deixe uma brecha na sua agenda para terminar as malas com antecedência e separe as roupas de todos para o dia seguinte. E descanse!

No dia da viagem:

• Feche as malas – Na manhã da viagem, arrume os itens que você usa diariamente e verifique se todos os documentos estão em ordem.

Organizando a viagem, você terá dias mais tranquilos e divertidos. E não precisará resolver pendências de última hora.

Organize uma viagem internacional com crianças – Parte I

Quem vai viajar para o exterior com crianças precisa se preparar. Há uma série de atividades que precisam ser feitas com antecedência, da mesma forma que quando viajamos sozinhos. Para facilitar, dividimos essa organização em uma linha do tempo. Planeje-se e garanta mais alegria e tranquilidade para todos!

Pelo menos dois meses antes:

• Emita os passaportes – Para sair do país, todos precisam de um documento de identidade de validade internacional. Em alguns países do Mercosul, basta a carteira de identidade. Confira no site da Polícia Federal.

• Pense no orçamento da viagem – viajar para o exterior não é barato, mesmo que vocês fiquem hospedados em casa de parentes ou amigos. Pelo menos dois meses antes de viajar, dê uma olhada no seu orçamento e nas despesas estimadas para a viagem.

• Compre as passagens – quanto mais antecedência, maior a chance de vocês conseguirem bons descontos nas passagens da família. Essa é uma das grandes vantagens da organização: economizar onde é possível e pagar com melhores condições de parcelamento, se for necessário. A reserva dos hotéis, se necessário, também pode ser feita nesse momento. Nessa etapa, pesquisa é tudo! Você pode se surpreender com as diferenças de valores…

Um mês antes:

• Leia sobre o seu destino – nada melhor do que chegar a outro país sabendo um pouco de sua história, hábitos e o que vocês vão encontrar por lá. Inclua as crianças nessas leituras, atiçando a curiosidade delas sobre o destino.

• Estabeleça um espaço em casa relacionado à viagem – Esta área será o local onde todos os itens relacionados viagem ficarão guardados. É onde você coloca passaportes, comprovantes de vacina (se o país de destino exigir alguma em especial), passagens…

Confira o restante da programação no nosso post de amanhã!

Kit de sobrevivência para viagens familiares

Vai aproveitar as férias escolares das crianças para visitar os parentes que moram longe, conhecer uma nova cidade ou voltar a um ponto turístico que vocês adoram! Que ótimo! Mas todos sabemos que viagens com crianças podem ser estressantes! Como comenta o escritor Ilan Brenman, na Revista Crescer, o repertório das crianças em trajetos de viagem varia em torno de “já estamos chegando?”, “falta muito?”, “estou enjoado” e “que chato ficar aqui dentro do carro” (ou do ônibus, ou do avião…).

O autor conta que, depois de alguns anos passando por essas situações, a família dele criou uma espécie de “kit salva-vidas” para viagens:

Eletrônicos (DVDs portáteis, joguinhos, etc.): São ferramentas excelentes para passar o tempo. Mas não se deve abusar, pois viciam e tiram completamente a oportunidade de nos aproximarmos das crianças. Mas ajudam muito na hora do desespero!

Músicas: Preparar um repertorio de CDs (ou arquivos) para rodar durante a viagem pode ser um momento único de trocas geracionais, isto é, mostrar músicas que nós, adultos, apreciávamos e apreciamos até hoje, assim vamos também apurando o gosto musical da criançada. Ilan conta que nas viagens familiares suas filhas descobriram de Beatles a Beethoven, passando por músicas típicas diversas, MPB…

Material para desenhar, escrever e ler: Papel, canetinhas, etc. Além de bons livrinhos de ler e de colorir!

Jogos de adivinhação: Peça, por exemplo, que alguém no carro pense em um animal e não conte qual é. Os outros deverão ir fazendo perguntas até acertarem o bicho escolhido, apenas com respostas de “sim” e “não”. Pode-se também pensar em comidas, personagens de desenho animado e por aí vai…

Comes e bebes: Ajuda também! Distrai e é gostoso. Mas tudo com controle, já que viagens podem contribuir para enjôos…

Conversas: Puxem assuntos para as crianças falarem e escutem as maravilhas que elas contam, é uma descoberta emocionante. Assuntos para desenvolver: escola, amizades, gostos e desgostos…

Aproveite esse momento para se aproximar dos seus filhos! 🙂