Blog :: Xalingo

Tag - novidades

Brincar de cozinhar ficou ainda mais divertido

0423-0---Cozinha-Casinha-Flor-TOP-Xalingo

As mães falaram e nós ouvimos: agora a linha Casinha Flor está de cara nova! Motivados pela igualdade de gêneros e pela preocupação com uma alimentação saudável, renovamos a linha para oferecer mais diversão na cozinha para meninos e meninas.

Deixando de lado a tradição do rosa, sempre associado ao feminino, a linha Top Casinha Flor de cozinhas de brinquedo surge em cores vivas como vermelho e cinza, para agradar meninos e meninas. Já que o “boom” dos programas de TV sobre culinária tem colaborado para despertar um maior interesse dos garotos pela cozinha, nada mais natural do que ter um brinquedo que seja convidativo também para eles.

Os pais têm adorado a novidade, que oferece diversão e ainda ajuda a desmistificar a ideia de que cozinha é só para meninas. Outro ponto positivo é essa possibilidade mais lúdica de ensinar aos filhos sobre a importância de uma alimentação saudável. Brincando de preparar seu próprio alimento, os pequenos tendem a reproduzir os bons conselhos recebidos, fazendo com que os bons hábitos se tornem parte do dia a dia.

0423-0---Cozinha-Casinha-Flor-TOP-Xalingo

 

O primeiro produto desta nova linha é a Cozinha Top Casinha Flor, uma cozinha completa para o seu mini chef. Indicado para maiores de 3 anos, ela vem equipada com pia, fogão, coifa, forno, tábua para corte, lavadora de roupas e ainda 18 utensílios como pratos, talheres e panelas. Ou seja, tem tudo para despertar verdadeiros mestres-cucas na criançada! :)

Com o sucesso deste primeiro item, já estamos preparando mais novidades para a linha, na qual não importa se é menino ou menina, a única regra é se divertir. Em breve, estarão disponíveis também o Fogão Top Casinha Flor e o Refrigerador Top Casinha Flor, para completar a brincadeira dos pequenos chefs.

0421-0---Fogao-Chef-Gourmet-Casinha-Flor-TOP-Xalingo0422-1---Refrigerador-Side-by-Side-Casinha-Flor-TOP---Produto-Aberto 0422-1---Refrigerador-Side-by-Side-Casinha-Flor-TOP---Produto-Fechado

Cientistas italianos criam roupa que monitora funções vitais de recém-nascidos

97e68b3a16f706b9289a9f77f3f53019

Ter um bebê prematuro é mesmo um grande desafio. Sabemos que a criança tem pouco minutos por dia para estar com os pais e que vivem em uma rotina desgastante com muitos exames e atendimento médico 24 horas.

Para amenizar o sofrimento de pais, mães e também do bebê, três italianos (um engenheiro, um médico e uma empresária do ramo têxtil) criaram uma roupa com tecido especial capaz de monitorar dados cardíacos, respiratórios e de movimentos dos bebês.

Na verdade, os cabos e sensores ainda estão lá, mas integrados ao tecido. É como se os recém-nascidos “vestissem” os eletrodos. Feitos de prata, os fios inteligentes são bons condutores de eletricidade.

Um modem preso à roupa transmite por rede sem fio os dados captados por sensores. As informações podem ser, então, analisadas por computador, tablet ou celular.

O uso do tecido inteligente diminui o impacto psicológico na mãe, que já está sensível pela gravidez encerrada antes da hora. Também evita uma terapia incômoda, em que os eletrodos presos à pele do bebê devem ser trocados diariamente.

Nos testes, os bebês eram duplamente monitorados, pelo método tradicional e pela roupa. Cientificamente os dois bebês apresentaram os mesmos resultados, porém aquele que usou a roupa especial teve menos estresse e a mãe acabou tendo a descida do leite materno de uma forma mais rápida.

Segundos dados oficiais, nascem cerca de 40 mil bebês prematuros a cada ano na Itália, o que representa cerca de 7% do total de partos. Nestes casos, a roupa oferece um tratamento mais humanizado.

97e68b3a16f706b9289a9f77f3f53019

Concurso cultural homenageia as crianças

4

Está no ar o novo concurso cultural da Xalingo Brinquedos destinado às crianças. “Por que é bom ser criança” tem como objetivo ajudar a Xalingo, que em 2012 completou 65 anos, a entender a relação das crianças com a infância.

Para participar, basta acessar o hotsite aqui, preencher o formulário, fazer o upload de um desenho e responder, em até 300 caracteres, “por que é bom ser criança?”. O envio de frases vai até 20 de novembro.

Serão selecionados dez participantes, que ganharão automaticamente um kit de produtos Xalingo. Seus desenhos e frases entram em votação online de 28 de novembro a 12 de dezembro. O mais votado ganhará, além do kit, um prêmio especial.

Estudo aponta mães como maior fonte de inspiração

Já tornou-se rotina ouvir – e até repetir, como conselho – que os filhos espelham-se nos pais e nas mães para formarem seu caráter, seu comportamento e sua forma de encarar o mundo. Mas o que era antes era somente um conselho, agora tem comprovação em números. Segundo o estudo “Quem me inspira”, realizado pela Giacometti Comunicação, as mães são a maior fonte de inspiração dos consumidores.

A proposta da pesquisa foi avaliar quais pessoas e valores são capazes de inspirar transformações, além de identificar personalidades mais admiradas. Em resposta à pergunta “quem te inspira?” a resposta “mãe” foi citada por 46% dos entrevistados. Em segundo lugar, aparece “pai” (com 33%) e em terceiro “amigos” e “irmãos” (10% cada).

A admiração pelas pessoas também foi pesquisada. Entre os famosos, os mais citados foram o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (19%), Silvio Santos (10%), Ivete Sangalo e Ronaldo Fenômeno (6% cada). Já entre os ídolos, lideraram as escolhas Jesus Cristo (10%); o ex-presidente Lula (7%); Chico Xavier (5%); Ronaldo Fenômeno (5%); os pais (4%) e Ayrton Senna (4%).

A pesquisa foi dividida em duas fases: qualitativa e quantitativa. No total, foram entrevistadas 400 pessoas divididas em classe AB (100 homens e 100 mulheres) e classe C (100 homens e 100 mulheres).

Como manter o estilo durante a gravidez

Se vestir durante esse período tão especial não é uma tarefa fácil: as roupas de antes da gravidez não servem mais e as roupas para gestantes que vemos por aí geralmente são caretas (a velha dupla macacão jeans e camiseta não parece mais caber aos dias de hoje, não é?) e caras. Além do mais, comprar um monte de peças novas que serão usadas por apenas alguns meses não parece uma boa idéia, certo?

Pensando nisso, selecionamos algumas boas dicas para vocês se manterem lindas e cheias de estilo nesse momento tão importante de suas vidas. Além do mais, se sentir bonita faz muito bem para a auto-estima, e com certeza essa felicidade, confiança e bem-estar serão passados para o seu bebê.

  • Aproveite que as peças amplas estão na moda e compre batas, vestidinhos amplos e maxi regatas que você possa continuar usando depois da gravidez. Mas lembre de sempre “dar uma equilibrada” no visual: se a blusa for super ampla, use com uma calça mais sequinha; se a calça que for largona, use com uma camisetinha ajustada ao corpo…
  • Leggings são ótimas: se forem de cintura baixa, mesmo com o barrigão do final da gravidez você ainda poderá continuar usando as que você já tinha antes. Para não correr o risco de ficar vulgar com a super exposição do corpo, nem com cara de look de academia, use-as sob vestidinhos curtos, batas compridinhas ou maxi cardigans, e combinadas com botas de salto baixo, sapatilhas e tênis mais descolados e não esportivos (como os All Stars).
  • Calças com amarrações laterais de tecidos molinhos são ótimas para “acompanhar o crescimento” da barriga e depois podem ser usadas em looks descontraídos para praia ou finais de semana. Se for comprar novas, invista em tecidos bons e modelagens que você gostará de continuar usando depois. Se é para investir, que seja algo duradouro, certo?
  • Saias franzidas de malha também estão na moda. Como possuem a cintura elástica, você poderá continuar usando depois da gravidez. Use-as abaixo da barriga enquanto grávida, e com a cintura um pouquinho mais alta depois. Combine-as com sapatos de salto baixo, para manter o conforto, e camisetinhas mais delicadas, como as de malha podrinha ou rendadas. Um cardigan ou jaquetinha jeans vai bem por cima.
  • Os seus cardigans ou outros casacos de malha fininha, bem com os trench-coats provavelmente não fecharão mais logo que a barriga começar a crescer. Mas isso não é problema, porque cintos marcando a cintura sobre casacos abertos estão super em voga. Para não apertar a barriga, troque os cintos por faixas de tecido e amarre-as logo abaixo do busto. Essas faixas podem ser coloridas ou de tecidos estampados para dar um toque diferente ao visual. Experimente ir a uma loja de tecido e comprar faixas de 10cm de tecidos bonitos e que não desfiem (assim dispensa o acabamento) para amarrar por cima: malhas grossas e coloridas, renda, flanela xadrez, lurex, etc.
  • As camisas xadrez soltinhas que também estão na moda são ótimas para os primeiros meses de gravidez, e também para o período da amamentação: são práticas para abrir e costumam ser de tecidos que não amassam. O mesmo vale para vestidos com aberturas frontais.
  • E por fim, invista sempre em acessórios! O mesmo vestidinho preto, batinha branca e jeans de amarrar basiquinhos podem virar uma série de looks trocando a faixinha da cintura, os colares e brincões, os lenços no pescoço ou no cabelo, as bolsas diferentes e por aí vai.

Com essas diquinhas e toda a sua criatividade, temos certeza que você vai dar conta de se manter (ainda mais) linda e estilosa durante esses nove meses, curtindo ao máximo esse período tão especial. Aproveite!

Internet: limites e aprendizado

O uso da internet pelos filhos pode ser um problemão para muitos pais. Mas só porque eles querem, o grande segredo está em acompanhar de perto as atividades do seu filho na rede. Em pleno século XXI é impossível proibí-los de explorá-la. Em um mundo cada vez mais digitalizado, a utilização do computador – e da internet – por parte das crianças tornou-se tão corriqueira que até trabalhos escolares são feitos nas máquinas, não mais à mão.

Neste caso, o ideal é estar próximo, observar e conversar com os filhos em relação ao que acessam e usam. Jogos, sites, salas de bate-papo, tudo pode ser muito bem utilizado, desde que com a devida restrição e consciência. É normalmente a partir dos seis anos que a criança já quer iniciar a explorar o computador sozinha. Bate com o período em que ela começa a ter vontade de experimentar habilidades motoras e a leitura. Monitorar e ajudar são preceitos fundamentais.

Antes dos dez anos, é importante que os pais estejam sempre por perto, visto que assim é possível controlar e ensinar o que é correto e o que não deve ser acessado pelas crianças. Colocar o computador em um cômodo comum da casa é uma boa dica. Para maior tranquilidade, é interessante instalar filtros que protejam seus filhos de sites que contenham violência, apologia a drogas ou pornografia.

A internet é um mundo. Livre, extenso, informativo, rico, com muito conhecimento e também por vezes perigoso. Fazer seus pequenos terem consciência disso é fundamental para que depois, na adolescência, saibam navegar sem extrapolar os limites do bom senso.

Cinema para mamães e bebês

Notícia interessantíssima que vem do Canadá. Em Toronto, algumas salas de cinema oportunizam sessões especiais para mamães que não querem ficar longe de seus pequenos. Não se engane: não são filmes infantis, mas sim produções mais tranquilas, tais como comédias ou dramas, nas quais os pais podem assistir juntamente com seus filhos. Nada de terror ou ação, portanto.

A ideia partiu de uma jovem mãe chamada Robyn Green-Ruskin, que, no início da década passada, foi ao cinema com seu filho pequeno e, assim que as luzes se apagaram, a criança deu início a um berreiro de tempo indeterminado. Daqueles que pais e mães conhecem muito bem.

Foi em junho de 2001 que aconteceu a primeira sessão “Movies For Mommies”, o que em bom português quer dizer “Filmes Para Mamães”.

Recomendados para mães e pais com bebês entre 0 e 18 meses, os filmes da “Movies For Mommies” não têm contraindicações a pais que queiram levar seus filhos mais crescidinhos também – mas uma vez que os filmes não são para eles, há o risco de não se distraírem. O legal dessas sessões é que as mamães estão cientes da presença de bebês na sala. Amamentá-los durante os filmes, portanto, é totalmente permitido.

Além de Toronto, as sessões especiais dos “Movies For Mommies” também são exibidas em Oakville e em Waterloo, além das províncias de Quebéc, British Columbia, Saskatchewan e Alberta. Cinemas norte-americanos igualmente devem adotar a medida – se já não adotaram. Normalmente, os filmes vão ao ar em horários alternativos e o ingresso inclui lenços umedecidos e outros itens promocionais de cortesia.