Blog :: Xalingo

Tag - enjoos

Evitando enjoos em viagens com as crianças

post1

post1

Vai viajar com as crianças neste final de ano? Então confira estas dicas para evitar enjoos durante a viagem e garantir um passeio tranquilo para a família toda.

 

É comum algumas pessoas, e especialmente crianças, sentirem algum mal-estar em viagens. Estômago embrulhado, dor de cabeça e tontura são os sintomas mais relatados. E eles aparecem quando o mecanismo de equilíbrio que existe dentro do nosso ouvido interno é afetado por mudanças bruscas de movimento (seja carro, ônibus, avião ou navio), enviando mensagens ao cérebro de que algo está errado.

 

No entanto, é possível amenizar esses sintomas tomando algumas medidas. Confira!

 

1. Coloque as crianças no assento em que o movimento é menos percebido. No carro, é no meio do banco de trás e, no avião, são as poltronas da frente. Assim, o desconforto pode ser menor.

 

2. Ajude seu filho a se distrair, observando a paisagem. Mas oriente-o a não fixar a visão em objetos externos. Isso piora a vertigem. Lançar mão de livrinhos coloridos, predominantemente com figuras ou joguinhos físicos para distração também pode ajudar.

 

3. Sentir calor ou abafamento pode piorar os sintomas, enquanto que o frio ameniza o enjoo. Portanto, evite roupas pesadas e deixe o ar-condicionado ligado ou as janelas abertas.

 

4. Ler, desenhar ou mexer em celular ou tablete tende a piorar o enjoo para muitas crianças. Assim, proponha outras atividades, como cantar, ou brincadeiras com as mãos.

 

Siga estas dicas e boa viagem!

 

 

 

Fonte: Crescer

Saiba mais sobre a doença da Princesa Kate Middleton

kate-middleton-filho1375193181

O nome é esquisito e complicado, mas, foi manchetes em jornais de todo o mundo no final do ano passado, quando levou a princesa Kate Middleton ao hospital nas primeiras semanas de gestação. A hiperêmese gravídica (hiper = muito e emese = vômito) é o excesso de vômito na gravidez. Ocorre, geralmente, no primeiro trimestre da gestação e acomete até 2% das grávidas. Na grande maioria dos casos, ela se despede na 20ª semana.

Náuseas e vômitos são persistentes e não melhoram com tratamentos simples. A gestante vomita várias vezes ao dia e sempre que ingere algo, seja líquido ou sólido. A perda de peso e a desidratação chegam a ser preocupantes – já que pode levar a quadros extremos de disfunção hepática ou renal – além de não conseguir levar uma vida normal de tão desconfortáveis que são os sintomas. Algumas gestantes perdem mais de 5% da massa corporal em relação ao peso normal, de antes da gestação.

A hiperêmese torna impossível curtir a gravidez. Algumas mulheres se isolam das pessoas e também do parceiro. Os especialistas não sabem ao certo dizer qual a origem do problema, porém, acredita-se que possa ter relação com o aumento dos níveis hormonais.

Não existe um método de prevenção. Neste caso, a orientação é o melhor remédio. Se a doença for diagnosticada, a gestante precisará da ajuda de pessoas mais próximas. Alguns cuidados podem ajudar:
– Descansar bastante.
– Ingerir bastante líquido. Se não conseguir, apelar para as pedras de gelo.
– Procurar se alimentar, mesmo com os enjoos e vômitos.
– Pedir ajuda aos familiares para as tarefas cotidianas.
– Se melhorar a sensação, procurar soluções caseiras ou terapias alternativas – como chá de gengibre ou acupuntura. É importante avisar o médico para que não ingira ou faça nada que prejudique a saúde da mamãe ou do bebê.

kate-middleton-filho1375193181