Blog :: Xalingo

Tag - diversão

Montando e pintando animais divertidos

post2

post2

O Dia da Criança já passou, mas o presente que a Xalingo preparou para a criançada segue disponível no site do Clubinho. É o novo joguinho Montar & Pintar!

 

Neste jogo, as crianças podem combinar partes de diferentes animais, fazendo diversas composições para criar animais personalizados e muito divertidos. Para completar a diversão, depois de montar os animais, elas podem colori-los. As possibilidades de combinar e colorir são praticamente infinitas! E ainda é possível incluir um cenário de fundo antes de salvar ou imprimir o animal personalizado.

 

O joguinho estimula a criatividade e imaginação, além de trabalhar a coordenação motora fina, proporcionando muita diversão para os pequenos.

 

Acesse agora e chame os pequenos para se divertir montando e pintando animais incríveis:

post2b

 

Dica: para continuar a brincadeira offline, a criança pode montar seu animal sem pintar e selecionar o fundo branco, para colorir à mão e desenhar o cenário que quiser.

 

 

 

Fonte: Clubinho Xalingo

Atividade: vitral geométrico

post3

post3

As crianças costumam adorar atividades que envolvam água e cores. Por isso, trouxemos uma brincadeira divertida, que faz pouca bagunça e vai encantar crianças de diversas idades, além de estimular o desenvolvimento delas. Prepare os materiais e mãos à obra!

 

Materiais:

– tesoura

– celofane colorido

– moldes de formas geométricas (pode usar objetos de casa mesmo, como caixas e potes)

– borrifador de água

 

Como fazer? É só recortar formas geométricas no celofane colorido e escolher o local (uma superfície de vidro como box do banheiro, janela grande ou mesmo tampo de mesa).

 

Com o borrifador, as crianças umedecem a superfície e a mágica acontece: o celofane gruda! Assim, elas podem criar mosaicos incríveis e coloridos combinando as formas geométricas recortadas, formando um vitral.

 

Os pequenos vão se encantar colando e deslizando as peças de celofane no vidro molhado e, mais ainda, ao perceberem que com a transparência, conseguem enxergar colorido através dela.  Eles podem combinar cores e formas, sobrepor peças…

 

Essa brincadeira é bastante simples, mas traz uma infinidade de descobertas para as crianças. Além disso, ainda estimula a concentração, a visão, o tato, coordenação motora, raciocínio lógico, a linguagem e, claro, a imaginação.

 

 

Dicas:

– O celofane gruda em qualquer superfície úmida, possibilitando que a brincadeira seja feita em azulejos, espelhos e janelas.

– Esta brincadeira também é ótima para entreter a criança naquela fase de fugir do banho, tornando-o um momento divertido ao colar as peças de celofane no box.

– Como em qualquer atividade que envolva água, certifique-se de que o local escolhido está preparado para evitar escorregões no piso molhado e com toalhas ou pano para enxugar os molhados extras.

– Evite deixar pedaços muito grandes de celofane ao alcance dos pequenos e cuide para que eles não cubram o rosto com ele (para evitar qualquer possibilidade de sufocamento).

– Depois da brincadeira, você pode esperar o celofane secar e guardar os recortes no meio de livros ou revistas para usá-los novamente.

 

 

 

 

Fonte e Imagem: MassaCuca

Criança diz cada uma…

post2

post2

“Criança diz cada uma…” era como se chamava a coluna do médico, dramaturgo e escritor Pedro Bloch, na revista Pais & Filhos nos anos 1980. A coluna fazia sucesso, trazendo relatos de histórias e frases engraçadas, protagonizadas ou proferidas por crianças.

 

As frases e histórias vinham de seus pequenos pacientes no consultório pediátrico, e depois ele começou a receber muitas outras, através da colaboração de pais e professores. Depois de alguns anos, essas preciosidades proferidas pelas crianças foram compiladas no livro o Dicionário de Humor Infantil – Frases do cotidiano de crianças de 3 a 11 anos. Como o livro já se encontra fora de linha na editora, reproduzimos aqui alguns verbetes.

 

Quem sabe eles sirvam de inspiração para que pais, familiares e cuidadores resgatem esse hábito de registrar os dizeres e acontecimentos engraçados da infância dos pequenos, para além das fotos e vídeos, tão comuns atualmente. E o melhor de tudo é que, para conseguir colher esse tipo de registro, só convivendo de pertinho e tendo um ótimo relacionamento entre pais e filhos, no qual realmente se escuta e se dedica atenção mútua.

post2b

Confira algumas pérolas do livro de Pedro Bloch, aproveite para relembrar sua infância e se divertir com a sabedoria infantil dos verbetes.

 

ADULTO: “É uma pessoa que sabe tudo, mas quando não sabe diz logo: ‘veja na enciclopédia’.”

ALEGRIA: “É um palhacinho no coração da gente.”

AMAR: “É pensar no outro, mesmo quando a gente nem tá pensando.”

BOCA: “É a garagem da língua.”

BONITA: “Se eu sou bonita ou inteligente? Se eu sou bonita, você vê na cara. E se eu sou inteligente, nem respondo a uma pergunta boba dessas.”

CABELO: “É uma coisa que serve pra gente não ficar careca.”

CALCANHAR: “É o queixo do pé.”

CHOCOLATE: “É uma coisa que a gente nunca oferece aos amigos porque eles aceitam.”

COBRA: “É um bicho que só tem rabo.”

CRIANÇA: “Ser criança é não estragar a vida.”

DISTÂNCIA : “A Europa fica mais longe que a Lua. A Lua eu vejo.”

ESCURO: “Tenho mais medo de avião que de escuro. É que escuro não voa, nem cai.”

ESPERANÇA: “É um pedaço da gente que sabe que vai dar certo.”

FUTEBOL: “É um jogo em que, às vezes, a trave joga melhor que o goleiro. Pega tudo.”

FUTURO: “É tudo que vem depois e, quando chega, já era.”

GÊMEAS: “Eu vi duas meninas de cara repetida.”

HORA: “A melhor hora da minha escola é a hora da saída.”

JARDIM ZOOLÓGICO: “O bicho que eu mais gostei, no jardim zoológico, foi o vendedor de sorvete.”

MISTÉRIO: “É uma coisa que a gente não sabe explicar direito e, quando explica, já não é.”

NEVOEIRO: “É poeira do frio.”

PACIÊNCIA: “É uma coisa que mamãe perde sempre.”

PAI: “Ser pai é mais difícil que ser mãe. Pai precisa usar gravata.”

POLUIÇÃO: “É sujeira do progresso.”

QUANDO PUDER: “É muito tarde.”

REDE: “É uma porção de buracos amarrados com barbante.”

REFLEXO: “É quando a água do lago se veste de árvores.”

RELÂMPAGO: “É um barulho rabiscando o céu.”

SAUDADE: “É quando uma pessoa que devia estar perto está longe.”

SOL: “Eu não errei na prova. Só disse que o Sol nasce no nascente e dorme no dormente.”

SONO: “É saudade de dormir.”

SORTE: “É a gente acordar, se preparar pra ir pra escola e descobrir que é feriado nacional.”

STRIP-TEASE: “É mulher tirando a roupa toda, na frente de todo mundo, sem ser pra tomar banho.”

VEIAS: “São raízes que aparecem no pescoço das meninas que gritam.”

VIDA: “A vida a gente não explica. Vive.”

 

 

 

Fonte: Minuto Criança

 

Ecologia no dia a dia das crianças

post3

post3

Por mais que a escola possa ensinar e incentivar, a consciência ecológica dos pequenos deve começar dentro de casa. Pensando nisso, trouxemos algumas dicas de como levar a sustentabilidade para o dia a dia da família.

 

Mesmo morando em grandes cidades, é possível encontrar formas de fazer com que o contato com a natureza e o respeito ao meio ambiente façam parte da rotina da família, para que as crianças possam desenvolver essa relação de cuidado e envolvimento com a sustentabilidade de ecologia. Confira algumas formas de fazer isto na prática.

 

Tenha uma composteira em casa

Até para quem mora em apartamento e não possui muito espaço, é possível fazer compostagem. É um processo relativamente simples, mas que pode ensinar muito às crianças sobre os ciclos na natureza.

 

Dê à criança uma planta para chamar de sua

Para incentivar e ensinar a criança a cuidar de uma planta, designe uma que vá ficar sob a responsabilidade dela para regar, adubar, podar. Ou, ainda, você pode recorrer à clássica experiência do feijão brotando no algodão ou, quem sabe, dar um vaso pequeno com alguma flor ou erva aromática como hortelã, manjericão, alecrim ou mesmo tomate cereja, para que seu pequeno possa criar uma rotina de cuidados e observar o crescimento da plantinha.

 

Consciência e alimentação andam juntas

Se tiver espaço para fazer uma pequena horta em casa, você terá uma ótima aliada para conscientizar e ensinar as crianças a respeito da alimentação saudável. Cultivando algumas hortaliças ou tubérculos para consumo da família, é um ótimo jeito de evitar agrotóxicos desde cedo. Em pouco tempo elas mesmas conseguirão perceber a diferença de sabor entre os alimentos cultivados em casa, com cuidado e carinho, daqueles consumidos em restaurantes e aprenderão a valorizar os alimentos saudáveis.

 

Frequente parques e praças

Brincar ao ar livre é essencial para as crianças. Descubra espaços verdes em sua cidade para curtir com a família. Você pode organizar um piquenique e brincadeiras, além de aproveitarem para explorar e tentar identificar as plantas do parque ou praça onde estiverem.

 

Sem nojinho de terra!

As crianças não costumam ter nojo de mexer na terra – até que percebam o nojo no adulto. É sabido que há micróbios na terra, mas já foi provado que esse tipo de ‘sujeira’ é benéfico para o desenvolvimento do sistema imunológico da criança. Portanto, diga não ao nojinho e, não só permita que eles brinquem e mexam na terra, como aproveite para brincar junto. Vocês terminarão a brincadeira com as energias – e as defesas do organismo -renovadas!

 

 

 

Fonte: Catraquinha

Bonecos de bexiga

post3

post3

O passo a passo de hoje permite que com materiais simples – e só um pouquinho de bagunça – as crianças tenham muitas possibilidades de diversão. Vem com a gente aprender a fazer bonecos de bexiga e farinha.

 

Materiais:

Bexigas/balões coloridos

Caneta tipo marcador permanente

Farinha de trigo

Funil

Lã (opcional, para fazer os cabelos)

 

Confira o passo a passo no vídeo e boa diversão!

Além de muita diversão e desenvolvimento da coordenação motora para os pequenos, esses bonecos de bexiga também são ótimas bolinhas anti-stress para os adultos.

 

 

 

Fonte: YouTube

Brincando na Cidade do Futuro

post2

post2

Os jogos eletrônicos vêm conquistando a garotada e o Clubinho Xalingo disponibiliza diversas opções. Mas que tal juntar a diversão tecnológica com um brinquedo clássico?

 

O jogo Xalinguinho na Cidade do Futuro foi inspirado no tradicional brinquedo da Xalingo, Brincando de Engenheiro, que é composto de pequenos cubos de madeira e oferece infinitas possibilidades de montagem e muita diversão. Nesta versão game, os pequenos devem ajudar o personagem a superar todos os obstáculos na Cidade do Futuro, fazendo o Xalinguinho voar alto, acima dos prédios desta grande metrópole futurista.

 

Vamos jogar? Clique e acesse.

 

 

 

Clique aqui e confira as versões do Brincando de Engenheiro no site da Xalingo.

 

 

 

Fonte: Clubinho Xalingo

Reciclagem de giz de cera

Depois de muito desenhar e pintar, é inevitável as crianças começarem a ter um estoque que pedaços de giz de cera. Ao invés de jogá-los fora, que tal reciclar?

 

Você pode juntar pedaços de cores próximas, para os pequenos continuarem utilizando para pintar. Ou, ainda, fazer um mix colorido e usar como objeto decorativo. Separe os materiais e confira o passo a passo no vídeo.

 

Materiais:

– forma de silicone

– pedaços de giz de cera

– microondas

 

Passo a passo:

 

 

Algumas dicas:

 

– Para facilitar o derretimento, quebre o giz de cera em pedacinhos ainda menores, colocando-os dentro de um saco plástico e batendo com algum objeto duro.

 

– Você pode criar novos gizes multicoloridos, misturando cores próximas, como vermelho, laranja e rosa ou diferentes tons de azul.

 

– O tempo de derretimento pode variar conforme a potência do microondas. Acompanhe a cada minuto e deixe até que tudo derreta completamente.

 

– Certifique-se de que sua forma pode ser usada em microondas. Também é possível derreter em forno convencional.

 

– Chame as crianças para participar, peça para que ajudem a quebrar e misturar as cores. É importante elas aprenderem que materiais sem uso podem ser reaproveitados e transformados.

 

– Cuidado! A cera derretida pode provocar queimaduras. Deixe esfriando longe do alcance das crianças e só desforme quando estiver totalmente frio.

 

– Caso sobrem resquícios de giz na forma, lave com água bem quente.

 

 

 

Fonte: MassaCuca

Desenhando e apagando

Toda criança adora desenhar. E é uma atividade que garante diversão com qualquer tempo. Então que tal possibilitar que elas desenhem, apaguem, desenhem novamente e apaguem diversas vezes? É muito fácil fazer em casa um quadro-branco apagável. Confira!

 

Você vai precisar de:

– envelope plástico (daqueles usados para proteger folhas em pasta/classificador)

– folha de papel cartão branco

– caneta de quadro branco

– papel toalha ou paninho limpo para apagar*

 

Basta colocar a folha branca de papel cartão dentro do plástico e pronto! Seus pequenos terão um quadro-branco apagável portátil, para rabiscar e desenhar infinitas vezes.

 

Ficou com dúvida? Confira o vídeo:

 

*caso o plástico fique manchado rapidamente, você pode aplicar um pouco de álcool gel ou usar lenços umedecidos para remover as marcas.

 

 

 

Fonte e imagem: Planning Play Time

Experiência: Isopor e Acetona

post2

post2

O que acontece quando colocamos um pedaço de isopor dentro de um recipiente com acetona? Chame as crianças e venha com a gente conferir essa experiência química incrível!

 

O isopor é comercialmente chamado de poliestireno expandido. Isto quer dizer que ele é um tipo de plástico e, na sua fabricação, ele é misturado a um solvente que se expande quando esquentado, fazendo com que o ar ocupe seu espaço interno – criando essas bolhas que vemos nas placas de isopor.

 

Quando colocamos isopor em contato com a acetona – que é outro tipo de solvente – ela faz liberar todo o ar que estava aprisionado no material. E sabe o que acontece? Vira uma grande meleca! E que criança não gosta de fazer experiência com melecas, não é mesmo?

 

Então confira no vídeo abaixo e depois reproduza a experiência em casa com os pequenos.

 

 

 

 

Fonte e imagem: Manual do Mundo

Filmes para assistir em família

Portrait of beautiful mother and her daughters eating popcorns at home.

Nada melhor que uma boa diversão em família – seja na praia, num parque, passeando ou até em casa mesmo. Quando o tempo não colabora, você pode preparar uma sessão de cinema em casa. Reserve o sofá, prepare a pipoca e confira estas dicas de filmes leves e divertidos para a família assistir juntinha.

 

Up – Altas Aventuras

Um velhinho rabugento, machucado pelas perdas da vida e um garoto que aparece de repente na sua casa embarcam em uma aventura que vai render muitos risos (e lágrimas).

Assista o trailer.

 

Heidi

Heidi perdeu os pais aos 5 anos e foi morar com o avô nos Alpes suíços. Em pouco tempo, a menina consegue derreter o coração de gelo do velhinho.

Assista o trailer.

 

Tarzan

Ele vivia tranquilo na floresta com sua família de gorilas. Mas o que acontece quando ele descobre que é humano?

Assista o trailer.

 

Doze é demais

Um técnico de futebol americano arruma emprego em uma grande universidade e se muda com a família para Chicago com seus 12 filhos e, claro – muitas confusões acontecem.

Assista o trailer.

 

Nárnia

Mandados a uma casa de campo por segurança durante a II Guerra Mundial, quatro irmãos descobrem um guarda-roupa mágico que os leva às mágicas terras de Nárnia.

Assista o trailer.

 

Nanny McPhee e as lições mágicas

Nanny McPhee chega à fazenda Green para ajudar a Sra. Green a cuidar da família com magia e disciplina enquanto seu marido luta na II Guerra Mundial.

Assista o trailer.

 

O Menino Maluquinho

O menino maluquinho é um garoto normal, feliz e bem cuidado pela família. Enquanto ele aproveita a infância brincando com seus amigos, ele também observa o mundo e aprende a lidar com a vida.

Assista o trailer.

 

 

 

Fonte: Pais & Filhos