Blog :: Xalingo

Tag - banho

Diversão para a hora do banho

post2

post2

As possibilidades de brincadeiras para estimular o desenvolvimento dos bebês são praticamente infinitas. E elas são ótimas para fazer com que eles cresçam de forma saudável. Por isso, trouxemos uma atividade simples, mas muito gostosa e divertida para fazer antes do banho*.

 

Materiais:

– Corante de alimentos

– Sabonete líquido infantil

– Potinhos

 

Coloque o sabonete líquido, um pouco de água e algumas gotas de corante em cada potinho. Tampe e agite bem ou bata com um mixer, para formar uma espuma bem consistente.

 

Depois, é só colocar o bebê na banheira e deixar os potinhos à disposição dele para que explore, coloque as mãozinhas na espuma, passe na pele… Só fique de olho para que ele não leve à boca.

 

Os bebês podem estranhar de início, mas costumam gostar da sensação da espuma e, mais ainda, de espalhar e misturar as cores na pele ou na própria banheira.

 

Conforme seu filho vai crescendo, é possível incrementar a brincadeira levando brinquedos para tomarem banho de espuma também ou, já maiores, pintar o box do banheiro com a espuma colorida.

 

 

*com bebês a partir de 10 meses, que já sentem sozinhos

 

 

 

Fonte e imagem: Tempo Junto

Viva o banho de balde!

post1

post1

Os adultos adoram um banho de banheira. Os bebês, por sua vez, nem sempre gostam tanto. As banheiras convencionais costumam passar uma certa insegurança a eles, que se sentem desprotegidos e, você já sabe… choram. Se isso acontece com seu bebê, o banho no balde pode ser a solução.

 

A prática de imergir o bebê na água até a altura dos ombros dentro de um balde é bastante antiga. Mas ela foi redescoberta recentemente e vem se popularizando, inclusive com aval dos médicos, pois remete o bebê à sensação de segurança e conforto que ele tinha dentro do útero da mãe. Isso faz com que eles relaxem e fiquem tranquilos durante o banho. Fique de olho, pois o bebê pode relaxar a ponto de cochilar!

 

Se a ideia for apenas um banho de relaxamento para aqueles dias em que o bebê está irritado ou choroso, o ideal é dar banho nele na banheira convencional antes. E ele não deve permanecer no balde por mais de 15 minutos, lembrando que a temperatura deve estar entre 36° e 37°C. Outro cuidado importante é segurar bem o bebê – caso ele ainda seja muito pequeno e o balde muito grande, para que ele não caia ou afunde demais no balde.

 

 

 

Fonte: Pais & Filhos

 

Bebês x Frio

post2

post2

Nos dias mais frios os cuidados com os bebês devem ser redobrados. E, inclusive, algumas rotinas normais devem ser dispensadas, para preservar a saúde deles. Confira.

 

Lavar primeiro a cabeça

Se normalmente a orientação é lavar primeiro a cabeça do bebê e depois o corpo, nos dias frios esta rotina deve ser invertida, pois a cabeça molhada favorece muito a perda de calor do bebê. Portanto, só lave a cabeça do seu bebê primeiro, se for secá-la imediatamente. Caso contrário, ele corre risco de pegar frio.

 

Banho todos os dias

A hora do banho é um dos momentos em que o pequeno mais tem chances de passar frio, por mais cuidados que se tenha. Muitos pediatras recomendam que em dias muito frios, os bebês tomem banho apenas três vezes por semana. Nos dias em que não der banho nele, faça a higiene das genitais, pescoço, pés e mãos com algodão e água quentinha.

 

Cuidados com o ambiente

Para dar banho no seu bebê nos dias frios é muito importante atentar para a temperatura do ambiente, que deve ficar entre 16 e 20 graus. Também é fundamental evitar correntes de ar, especialmente até o bebê estar completamente seco e vestido novamente.

 

 

 

Fonte: Bebê Mamãe

Seu filho já pode tomar banho sozinho?

post3

post3

 

Banho: algumas crianças adoram, outras detestam. Mas, de uma forma ou de outra, vai chegar o momento em que seu pequeno vai ter que aprender a tomar banho sozinho. Será que ele já pode?

 

Por volta dos 7 anos as crianças já devem saber fazer sua própria higiene, mas o treinamento pode começar bem antes. Lá pelos 5 ou 6 anos, quando a compreensão delas já é maior, você já pode designar algumas etapas do banho para elas fazerem sozinhas. É importante explicar a elas como a limpeza de cada parte do corpo deve ser feita – onde ficam as sujeirinhas e o suor depois de um dia todo correndo e brincando. Talvez ela não pegue o jeito logo de início, então os pais deverão ficar atentos e conferir depois.

 

Para as crianças que adoram tomar banho, talvez esse momento seja encarado muito mais como uma brincadeira e a parte da limpeza pode acabar comprometida. Do mesmo modo quando a criança não gosta de tomar banho e apenas ‘faz de conta’ que se lavou, para se livrar o mais rápido possível da tarefa. Então, a supervisão é fundamental. E lembre-se sempre de explicar e reforçar a importância da higiene, até que os pequenos adquiram o hábito e possam tomar banho sozinhos efetivamente.

 

 

 

Fonte: Revista Crescer

Cuidados essenciais com seu bebê

bebe

bebe

 

As mamães de primeira viagem vão adorar esse post. Trouxemos algumas dicas de cuidados com os bebês, que às vezes passam despercebidos. Confira.

 

Roupinhas para dormir

Durante o sono, os bebês se viram, podendo ficar descobertos e, consequentemente, com frio. Por isso, mais importante do que cobri-lo bem, é colocar uma roupa quentinha para ele dormir. Assim, se ele se descobrir, não ficará com frio. Macacõezinhos são ótimos para proteger o seu bebê. E, claro, sempre leve em consideração a temperatura da noite, para que ele não acabe ficando com calor e acorde suado, que também pode ser prejudicial.

 

Atenção redobrada na hora do banho

A temperatura indicada para o banho dos bebês é entre 36 e 37 graus. Se não dispuser de um termômetro específico para isso, você pode fazer o teste mergulhando seu antebraço na água. Quando for colocar o bebê, comece pelos pezinhos dele e observe sua reação, se ele parece confortável com a temperatura da água. Nos primeiros meses de vida, os banhos do bebê não devem ser muito longos. Procure não acrescentar mais água – nem quente, nem fria – durante o banho, enquanto o pequeno estiver na banheira. E, quando for secá-lo, lembre-se de cada dobrinha e também entre os dedinhos.

 

Escolha uma boa fralda

Escolher uma boa fralda é fundamental para que seu bebê fique sequinho e não tenha problema com vazamentos. Algumas marcas possuem indicador de umidade, para ajudar mamães e papais a saber que está na hora de trocar. Durante a noite, uma fralda que permanece sequinha pode ajudar seu bebê a dormir melhor, além de evitar assaduras e outras preocupações para os pais.

 

 

Fonte: Just Real Moms

Enfermeira francesa desenvolve banho inusitado para recém-nascidos

babybath

Quando deixa à barriga da mãe, o bebê sofre por um processo um tanto sofrido. Afinal, antes ele vivia em uma paz, cheio de proteção dentro do ventre, agora precisa enfrentar todos os obstáculos da vida “real” do lado de fora.

O primeiro contato com o mundo “externo” acontece através do primeiro banho. Normalmente ele é dado pelos enfermeiros na maternidade mesmo. Vários vídeos rodam pela Internet de profissionais que tratam os bebês como verdadeiros bonecos, o que pode assustar as mães de primeira viagem.

Mas esses profissionais têm treinamentos e anos de experiência na função. Mas claro que quando eles fazem um trabalho acima do esperado vale a gente divulgar por aqui.

Pois foi o que aconteceu na França com a enfermeira Sonia Rochel. Ela inventou um jeito bastante especial de dar banho em seus bebês. A técnica faz com que a criança retome às lembranças do útero da mãe através de uma massagem suave, água quente e um formato diferente de banheira. Isso tudo facilita a adaptação do bebê ao mundo, tão diferente da barriga da mãe.

Os bebês ficam visivelmente relaxados e quase adormecem nas mãos da enfermeira. Confira o vídeo!

Os benefícios do banho de ofurô para crianças

ofuro

Até alguns anos atrás a banheira era item essencial no enxoval do bebê. Hoje em dia, esse objeto está dando lugar ao baby balde, também conhecido como ofurô de plástico. Criado em 1997 por obstetras e parteiros de maternidades da Holanda, o baldinho oferece ao recém-nascido (e bebês de até 6 meses de idade) uma transição tranquila do útero para o mundo.

Segundo especialistas, quando os pequenos entram em contato com a água na hora do banho, logo se lembram do meio aquático do útero, um lugar fechado, escuro, quente e seguro. Como o ofurô remete a essa sensação intrauterina, os banhos sãos mais tranquilos e acalmam os bebês. Sem contar que os bebês  ficam em posição fetal, com pernas e braços encolhidos, submersos do pescoço para baixo e relaxam automaticamente.

As diferenças em relação a uma bacia comum aparecem na sua base interna bem arredondada, nas alças e nas bordas reforçadas — adaptações realizadas para aguentar o peso da criança. Alguns pediatras notaram esses benefícios e chegaram a adotar o banho de balde até nas maternidades.

Nas primeiras semanas, você pode envolver o corpo do seu bebê com uma manta fina de algodão e banhá-lo enroladinho, para promover ainda mais a sensação de aconchego. Na hora da higiene, retire a manta e passe o xampu e o sabonete. Nas primeiras vezes, o banho pode ser dado por dois adultos. Enquanto um segura o bebê pelas axilas, o outro se encarrega de lavar a criança com suavidade. Quando o bebê começa a ficar mais “durinho”, torna-se mais fácil para a mamãe dar o banho de balde sozinha.

Fonte: Bebê Abril

ofuro

Qual o momento de deixar o seu filho tomar banho sozinho?

Girl taking a bubble bath

Nós sabemos que criamos os filhos para o mundo, por isso, em determinados momentos precisamos deixar os nossos pequenos sozinhos nas tarefas do dia-a-dia, como tomar banho, por exemplo.

Mas qual a idade ideal para deixar a criança tomar banho sozinho? Com 5, 6 anos a criança já começa a realizar algumas atividades sozinha, como amarrar o tênis, arrumar o quarto e a cama. Este é o melhor período para dar início à independência do banho.

Vale lembrar que deixar a criança tomar banho sozinha não significa que ela não vai precisar de você nos primeiros meses para realizar esta tarefa. A supervisão dos pais é muito importante, até para não comprometer a higiene do seu pequeno. Supervisione e corrija o seu filho, ensine-o a se lavar da forma correta e de como é importante manter a higiene sempre em dia.

Se, para o seu filho, o banho não tem graça sem brincadeiras, use-as para ensiná-lo a se lavar. Vale improvisar uma música com o tema ou narrar o banho como se fosse uma partida de futebol. Mas lembre-se que o mais importante é deixá-lo fazer tudo sozinho.

Guia básico para dar segurança para o seu filho na hora do banho sozinho:
– Verifique a temperatura da água. Banho muito quente resseca a pele
– Procure usar produtos específicos para crianças, que são menos ácidos. Elas têm a pele e o couro cabeludo mais sensíveis
– Oriente a criança na quantidade de xampu para lavar os cabelos e cheque o enxágue para que não fiquem resíduos nos fios
– Estimule seu filho a caprichar na limpeza de certas áreas, como as axilas, atrás da orelha, as dobras de pele, a região genital e entre os dedos dos pés
– Limite o tempo do banho. Duchas prolongadas têm sobre a pele o mesmo efeito de um banho quente. Cerca de 20 minutos são suficientes para a criança brincar e se lavar.

Girl taking a bubble bath

Uma ótima ideia para não perder os brinquedos no banho

946870_389267314527024_622246528_n

A hora do banho é amada por muitas crianças, e odiada por muitas outras. Este é um momento em que os pais precisam de muita paciência, jogo de cintura e criatividade para encontrar maneiras de convence o pequeno a entrar no chuveiro ou na banheira.

946870_389267314527024_622246528_n
Então você e seu pequeno vão adorar esta ideia! Basta comprar uma cesta de plástico grande o suficiente para que seu filho consiga sentar dentro dela. Depois coloque a cesta dentro da banheira com aquela água morninha. Pronto! A cesta vai dar a segurança que seu pequeno precisa para ficar sentado e os brinquedos vão ficar todos no mesmo lugar!

Vamos tentar?

Fonte: Crie e Faça Você Mesmo (Facebook)

Cuidando da pele das crianças no frio

frio1

frio1 Todos sabemos que, no inverno, a pele resseca, fica avermelhadinha, até descasca. E não poderia ser diferente com os pequenos, que têm a pele ainda mais sensível. No caso deles, é possível até que se formem placas vermelhas, que coçam e acabam descamando. Por isso, é importante tomar alguns cuidados.

Em primeiro lugar, é importante dar muito líquido para a criança, já que a hidratação começa de dentro pra fora. Aposte no suco de laranja, que tem vitamina C e ajuda a evitar o resfriado – uma das coisas que contribui para o ressecamento da pele. Outra boa opção são os chás quentinhos, que ajudam a manter o corpinho aquecido.

Evite, também, deixar o aquecedor e o ar-condicionado ligados a noite toda, já que eles acabam com a umidade do ar. O ideal é deixa-los aquecendo o ambiente um pouco antes, e desliga-los quando entrar.

O mesmo vale para o banho. Banhos excessivamente quentes e demorados podem deixar a pele ainda mais sensível. Sabonetes antissépticos e buchas também devem ser usados com cuidado, além de ser dada preferência aos sabonetes cremosos e com hidratante, porém sempre específicos para crianças.

Na hora de vestir o pequeno, procure colocar roupas de algodão sob as outras, que além de deixarem a pele respirar, evitam coceira e outras irritações.

E se nada disso funcionar e o ressecamento for intenso, procure um pediatra!

frio2