Blog :: Xalingo

Tag - alimentação saudável

Junho é tempo de festa junina: prepare a sua!

post 3

Chegamos a junho, mês das festas juninas. Momento de integração nas escolas, nos condomínios, nos clubes e também nas casas. Afinal, pode ser divertido juntar um grupo de crianças para curtir a música, dançar a quadrilha e saborear as comidas e bebidas típicas dessa festa tão brasileira que é uma homenagem a três santos: Santo Antônio, São João e São Pedro.

post 3

Arrume a casa

Decorar uma festa junina ou arraial pode parecer difícil, mas não é. O Pinterest  (Você conhece? Pois deveria conhecer o grande “mural de cortiça” da internet, é uma mão na roda para diversos momentos do dia a dia!) está cheio de referências do que você pode fazer em casa.

Para ajudar você, separamos as dicas da Dica de Beauté, do Artesanato Brasil e da Patrícia Gusmão. Indicamos três pastas mas não se engane, porque a busca é praticamente infinita: uma imagem leva a outra e você vai encontrar tudo o que precisa!

Prepare o cardápio

Para ter um cardápio bem típico você pode preparar curau, pamonha, cuscuz, canjica, bolo de milho, pipoca e arroz doce. Se o dia estiver mais frio, você pode incluir caldos, como o Verde ou o de Feijão.

Você pode optar por receitas mais saudáveis baseadas nas duas grandes estrelas da festa – mandioca e milho. Outro prato que faz um super sucesso é o amendoim, que pode aparecer em dadinhos, salgado, em musse e também no bolo.

Cuidados com a fogueira

Em muitas festas juninas, a organização faz uma linda fogueira e, por isso, pais e familiares precisam redobrar a atenção e manter os olhos firmes nos pequenos. Algumas pessoas também costumam usar artefatos como bombinhas e rojões, que também podem ser perigosos para as crianças.

Caso você vá fazer uma festa junina em casa, pode optar pela fogueira de brinquedo, usando papel celofane. É uma forma segura de ambientar o espaço com as características de um verdadeiro arraial.

Brincar de cozinhar ficou ainda mais divertido

0423-0---Cozinha-Casinha-Flor-TOP-Xalingo

As mães falaram e nós ouvimos: agora a linha Casinha Flor está de cara nova! Motivados pela igualdade de gêneros e pela preocupação com uma alimentação saudável, renovamos a linha para oferecer mais diversão na cozinha para meninos e meninas.

Deixando de lado a tradição do rosa, sempre associado ao feminino, a linha Top Casinha Flor de cozinhas de brinquedo surge em cores vivas como vermelho e cinza, para agradar meninos e meninas. Já que o “boom” dos programas de TV sobre culinária tem colaborado para despertar um maior interesse dos garotos pela cozinha, nada mais natural do que ter um brinquedo que seja convidativo também para eles.

Os pais têm adorado a novidade, que oferece diversão e ainda ajuda a desmistificar a ideia de que cozinha é só para meninas. Outro ponto positivo é essa possibilidade mais lúdica de ensinar aos filhos sobre a importância de uma alimentação saudável. Brincando de preparar seu próprio alimento, os pequenos tendem a reproduzir os bons conselhos recebidos, fazendo com que os bons hábitos se tornem parte do dia a dia.

0423-0---Cozinha-Casinha-Flor-TOP-Xalingo

 

O primeiro produto desta nova linha é a Cozinha Top Casinha Flor, uma cozinha completa para o seu mini chef. Indicado para maiores de 3 anos, ela vem equipada com pia, fogão, coifa, forno, tábua para corte, lavadora de roupas e ainda 18 utensílios como pratos, talheres e panelas. Ou seja, tem tudo para despertar verdadeiros mestres-cucas na criançada! :)

Com o sucesso deste primeiro item, já estamos preparando mais novidades para a linha, na qual não importa se é menino ou menina, a única regra é se divertir. Em breve, estarão disponíveis também o Fogão Top Casinha Flor e o Refrigerador Top Casinha Flor, para completar a brincadeira dos pequenos chefs.

0421-0---Fogao-Chef-Gourmet-Casinha-Flor-TOP-Xalingo0422-1---Refrigerador-Side-by-Side-Casinha-Flor-TOP---Produto-Aberto 0422-1---Refrigerador-Side-by-Side-Casinha-Flor-TOP---Produto-Fechado

Mais de 30% das crianças brasileiras consomem refrigerantes antes dos dois anos de idade

crianças_refrigerantes

Um dos maiores vilões da alimentação saudável e equilibrada é o refrigerante. Pois ele parece estar mais presente na vida das crianças brasileiras do que deveria. Um estudo inédito realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em parceria com o Ministério da Saúde traz alerta para saúde das crianças brasileiras. De acordo com a Pesquisa Nacional de Saúde (PNS), 60,8% das crianças com menos de dois anos de idade comem biscoitos, bolachas e bolos e que 32,3% tomam refrigerantes ou suco artificial. Os dados chamam atenção também para os crescentes índices de excesso de peso e obesidade em adultos.

“O excesso de peso é um problema grave, porque é um fator de risco para doenças do coração e outros problemas crônicos. É fundamental trabalharmos o incentivo a prática de exercícios e alimentação saudável desde cedo com as nossas crianças para reverter esse quadro. As crianças, muitas vezes, ajudam na conscientização e mudança de hábito dos pais”, destacou o ministro da Saúde, Arthur Chioro.

A obesidade infantil já começa a assustar as autoridades brasileiras. É preciso que os pais tomem consciência de que é na infância que a criança cria seus hábitos, que irão acompanha-la durante toda a vida. Por isso, uma alimentação saudável e balanceada e a prática de atividades físicas desde cedo podem ajudar a criança a se tornar um adulto mais saudável, menos propício a problemas cardíacos e de diabetes.

Claro que os produtos industrializados são fáceis e podem quebrar um galho na correria do dia a dia. Mas é preciso ter em mente que isso precisa ser exceção e não regra na alimentação. Pense na saúde do seu filho também no futuro!

crianças_refrigerantes

Confira algumas dicas para uma Páscoa mais saudável

Two young girls (8-9) with rabbit ears on laughing at camera

Alguns pais se preocupam muito com seus filhos durante a Páscoa. Afinal, a criançada ganha um monte de ovos de chocolate e a quantidade de doces ingeridos nesta época do ano acaba se tornando nociva para a saúde do seu filho.

A gente já comentou aqui no blog de qual a quantidade ideal de chocolate que seu filho deve ingerir diariamente. Pensando nisso, listamos algumas dicas simples para tornar a sua Páscoa mais saudável. Vamos a elas:

– Se seu filho tem menos de um ano de idade não ofereça chocolates. Crianças dessa idade não podem consumir chocolates, devido a grande concentração de açúcar.

– Se seu filho ganhar uma grande quantidade de ovos de Páscoa dos padrinhos, dos tios e dos avós, incentive a doação de alguns para as crianças carentes. Vocês fazem uma boa ação e ainda cuidam da saúde.

– Se a quantidade de chocolate for muita faça bolos, sobremesas e outras receitas para aproveitar esta delícia.

– Não pense que as versões diets são mais saudáveis do que as convencionais. Elas servem apenas para pessoas diabéticas e para as que necessitam de uma redução do açúcar em suas dietas.

–  O que transforma a Páscoa num risco real à boa forma e à saúde é o hábito de fazer dela uma oportunidade de consumo exagerado de chocolates, com o aval da festa. Terminada a Páscoa, guarde o chocolate que sobrou e o libere em pequenas porções, apenas nos finais de  semana.

Two young girls (8-9) with rabbit ears on laughing at camera

Estudo revela que as crianças devem comer menos pizza

Girl Eating a Slice of Pizza

Qual a criança que não adora pizza? Os pequenos se deliciam com essa delícia, mas nem sempre os pais estão dispostos a deixar a criança comer esse alimento altamente calórico e pouco nutritivo.

Um estudo realizado nos Estados Unidos mostra que a pizza é uma grande fonte de calorias, gordura saturada e sal na dieta das crianças e de adolescentes, e que comer não faz bem à saúde. A porção não pode ultrapassar duas fatias por refeição e o ideal é estar sempre acompanhada de uma salada.

Para os especialistas a recomendação é de diminuir o consumo da pizza, particularmente como lanche, pois é nesta refeição que ela tem o maior impacto sobre a ingestão calórica excessiva das crianças.

Estudos anteriores já haviam apontado que as crianças comem pizza com mais frequência do que os adultos, e que, juntamente com sobremesas, como bolos e biscoitos, é um dos alimentos mais calóricos.

Alternativa mais saudável
A gente sabe que cortar a pizza do cardápio das crianças e adolescentes é algo bem complicado. Mas isso não impede de tornar o alimento um pouco mais saudável, reduzindo a gordura saturada e o sal.

Opte por uma massa feita em casa com farinha integral, por exemplo, rica em fibras. O queijo muçarela também pode ser substituído por queijo branco, que possui menos gordura. Sem contar que os recheios podem contar com legumes como brócolis, milho e rúcula.

Girl Eating a Slice of Pizza

Algumas dicas para fazer o seu filho comer verduras, legumes e frutas

Family with two kids (4-5), (6-7) having meal in dining room

Um dos maiores problemas dos pais é fazer com que as crianças comam alimentos saudáveis como frutas e verduras. Afinal, fica difícil competir com delícias como chocolates, sorvetes, salgadinhos e todos esses alimentos que não fazem nada bem para a saúde se comidos em excesso.

Separamos algumas dicas para você introduzir esses alimentos saudáveis na vida do seu filhote. Confira abaixo e coloque-as em prática na sua casa:

– Leve seu filho para a feira: A feira de rua pode ser um bom ambiente para fazer com que a criança descubra cores, cheiros e sabores. Deixe-o tocar nas frutas, fazer perguntas e experimentar.

– Prato colorido: Um prato colorido e divertido pode fazer a diferença na hora da alimentação. Decore o prato de forma criativa, usando muitas cores e formas.

– Nomes divertidos: Renomeio os pratos do dia a dia para deixá-los ainda mais divertidos. Busque inspiração nos gostos da criança como filmes e personagens preferidos.

– Lanches mais saudáveis: Você não precisa esperar as refeições principais para introduzir legumes e verduras. Os lanches são ótimas opções para você incluir alface, tomate, cenoura e o que mais tiver vontade. Substitua a batata-palha do cachorro-quente por cenoura ralada. Que tal?

– Nada de camuflar: Jogue limpo com seu filho. Por isso, nada de esconder legumes nos alimentos preferidos dele. A criança precisa experimentar esses alimentos de forma integral, afinal, esconde-los fará a criança comer, mas não fará ela gostar deles.

– Respeite o gosto da criança: Não adianta forçar. Se seu filho não gosta de cenoura e briga para comer, substitua por outro legume e pronto. Não cause um trauma no pequeno forçando-o a comer aquilo que ele não quer.

– Não fale que ele não come verduras e legumes: Quando a criança percebe que os pais, de certa forma, entregaram os pontos, aí mesmo é que poderá recusar com veemência as hortaliças.

– Seja o exemplo: Você quer que seu filho coma de tudo, então, você precisa servir de exemplo. Não adianta fazer com que ele coma de forma saudável e você não coloca nenhuma verdura, legume ou fruta no seu prato. A criança precisa de estímulo e ele precisa ser dado por toda a família.

Family with two kids (4-5), (6-7) having meal in dining room

Alimentação saudável nas festas de final de ano

Hungry Boy Waiting for Dinner

Fazer com que as crianças tenham uma alimentação saudável pode ser um desafio todos os dias. E na época das festas de final de ano, quando tipicamente é feito um banquete com muitas opções de comida e nem todas saudáveis, pode ser ainda mais complicado. Pensando nisso, relacionamos algumas sugestões para fazer com que os pequenos se alimentem bem neste Natal.

– Envolver as crianças na preparação dos alimentos faz com que elas fiquem mais interessadas por aquilo que estão fazendo e curiosas sobre o sabor. Que tal pedir ajuda para fazer uma salada? Duas opções que podem envolver é a salada de grãos de trigo, Tabule, ou salada de grão de bico.

– Frutas, mesmo que secas, podem ser sugeridas não somente na ceia. Esse tipo de alimento é ótimo para saciar a fome entre as refeições.

– Outro alimento comum nas ceias é a farofa, geralmente feita com farinha de mandioca. Se as crianças já gostam desse complemente, é possível deixá-la ainda mais nutritiva adicionando castanhas, em pedaços ou trituradas. Castanhas ou nozes são ricos em minerais e gorduras saudáveis, que equilibram o funcionamento do corpo.

O importante é lembrar que o exemplo e o incentivo são sempre melhores e mais eficazes que a obrigação. Deixar a criança curiosa quanto em relação à alimentos novos pode ter muito sucesso. Experimente você também.
Hungry Boy Waiting for Dinner

Ensine seu filho a fazer trocas e faça com que ele tenha uma alimentação mais saudável

Kids playing with fruit

Somos um exemplo para os nossos filhos, por isso, se nos alimentamos de forma errada os nossos filhotes farão o mesmo. Manter uma alimentação saudável e regrada é essencial para adultos e crianças, ainda mais com a obesidade infantil crescendo cada vez mais no mundo. Dados da Organização Mundial de Saúde apontam que a doença deve alcançar 75 milhões de crianças nos próximos 10 anos.

Além disso, cada vez mais cedo as crianças estão apresentando patologias como o diabetes do tipo 2, doenças cardiovasculares, e as psicológicas, como depressão e transtornos de ansiedade. Alguns problemas podem ser revertidos com uma alimentação saudável e atividades físicas, e claro, um acompanhamento médico sempre é essencial.

Para tornar essa etapa mais fácil para o seu filho, e também para você, comece fazendo pequenas trocas na alimentação. Elas podem significar muitos ganhos e ainda uma mudança de hábitos que começa aos poucos mas que vai dar muitos resultados.

– Refrigerante x Sucos Naturais: Além de não ter valor nutricional, os refrigerantes contém sódio e açúcares em excesso. O consumo de sucos naturais, com pouco ou sem açúcar, é uma forma de garantir que as crianças recebam os nutrientes das frutas e se acostumem com seu sabor.

– Bolachas Recheadas x Frutas : Os biscoitos são práticos, mas também são ricos em gorduras, açúcares e sódio e não contêm quantidade acentuada de vitaminas e minerais. Frutas como as uvas são fáceis de comer e contêm vitamina C, vitaminas do complexo B e sais minerais como ferro, cálcio e potássio.

– Salgadinhos x Frutas Cortadas: Tirar os salgadinhos industrializados da dieta das crianças é também outra oportunidade para inserir as frutas. Além de nutritivas, melão, melancia, banana e maçã cortadas em pequenos pedaços podem ser divertidas.

Kids playing with fruit

Como fazer uma lancheira saudável para o seu filho

Mother and son packing lunch box

Alguns estudos apontam que o ambiente escolar pode ser prejudicial para que o seu filho desenvolva hábitos saudáveis. Nós sabemos que as cantinas escolares são uma verdadeira tentação com doces, salgados, refrigerantes e outras delícias que não fazem nada bem para o nosso corpo.

Sem contar que a maioria das crianças prefere comer uma “porcaria” a fazer uma refeição mais saudável. Todos nós já fomos crianças e sabemos que é muito difícil pensar de outra forma. Por isso, cabe a nós pais, fazer com que os pequenos desenvolvam hábitos saudáveis desde cedo e que no futuro possam ter uma saúde melhor.

Uma opção para deixar a cantina de lado é fazer o lanche em casa. Desta forma, você consegue saber o que o seu filho come e elaborar cardápios mais saudáveis e que agrade ao paladar do pequeno.

Confira algumas dicas de alimentos que são amigos da lancheira saudável:
– Frutas: Inclua uma porção de fruta todos os dias. Pode ser aquela que o seu filho mais gosta, mas tente variar para ele não enjoar com facilidade.
– Biscoitos integrais e orgânicos: São uma ótima opção para substituir as famosas, e nada saudáveis, bolachas recheadas.
– Sucos: São nutritivos e as crianças adoram. Opte sempre pelo suco natural e evite os de caixinha, que normalmente estão cheios de conservantes. Algumas marcas, porém, já produzem sucos orgânicos, saudáveis e muito gostosos.
– Água de coco: também é uma boa opção de bebida para substituir o suco industrializado e o refrigerante.
– Barrinha de cereais: Podem ser uma boa opção, mas evite aquelas que possuem cobertura de chocolate, pois estas tendem a agregar gordura saturada em sua composição.
– Sanduíches naturais: Faça em casa o sanduíche do seu filho. Opte por pão integral, queijo branco, raspas de cenoura, alface e tomate. Eles podem substituir os salgados vendidos na cantina da escola.
– Nada de bolinhos prontos: Devem ser evitados, pois possuem muito açúcar e não são nada saudáveis. Peça a ajuda do seu filho para fazer um bolo em casa. Você pode optar por farinha integral, leite desnatado e produtos mais saudáveis, sem contar que ir para a cozinha com as crianças é sempre muito divertido.
– Água: Essencial. Estimule o consumo de água. Envie uma garrafinha para que a criança não se esqueça de tomá-la.

Mother and son packing lunch box

Saiba qual a melhor panela para fazer a comida do seu filho

Mother and son (6-7) preparing food in kitchen

Você sabia que pode fazer diferença em qual tipo de panela você cozinha a comida do seu filho? Alguns materiais podem trazer benefícios para a saúde da criança, outros, no entanto, podem ser muito prejudiciais.

Confira alguns tipos de panela disponíveis no mercado e escolha a melhor opção para a sua família.
Panela de ferro – São ótimas para prevenir e também tratar doenças como a anemia. O ferro em sua composição é liberado aos poucos, sendo assim, são muito indicadas para aquelas pessoas que possuem certa carência desse mineral. Sua única restrição é que não seja usada para fazer frituras, pois pode favorecer a deterioração do óleo. A lavagem de uma panela de ferro deve ser feita de forma simples, com esponja macia e detergente neutro, para que, ao esfregá-la, não se produza ferrugem, o que será prejudicial à saúde.

Panela de vidro – Não libera nenhuma substância química e serve para cozinhar todo e qualquer tipo de alimentos, embora seja bastante indicada para preparar ensopados. O empecilho é que este tipo de panela é muito frágil e menos prática.

Panela de inox – Esse tipo de panela pode liberar substâncias como o níquel, ferro e cobre. Como o níquel é prejudicial à saúde, muitos não a consideram 100% segura. Se alguém da família tiver alergia ao níquel o melhor é não utilizá-la.

Panela de alumínio – Muitos são contra a utilização desta panela, portanto é muito importante saber que uma panela de alumínio não deve ser usada para a preparação de alimentos ácidos, como molho de tomate, por exemplo. Outra dica é jamais arear uma panela dessas, assim você evita a liberação de alumínio, um metal superpesado. O ideal é lavá-la com esponja dura e com detergente neutro ou sabão de coco.

Panela esmaltada (ágata) – Excelente opção por não trazer nenhum prejuízo à saúde. Porém, se sua panela esmaltada começar a descascar pode ser a hora de trocá-la. Quando ocorre este desgaste, a garantia de segurança já está comprometida.

Panela de teflon (T-fal) – Muito delicada, uma vez que qualquer utensílio que possa arranhá-la, automaticamente liberará óxido de cromo, que, segundo os especialistas, pode lesar o fígado e o pulmão. Portanto, cuide bem de sua panela de teflon! E ao utilizá-la lembre de sempre de untá-la antes com óleo e deixar aquecer uns dois minutos.

Panela de barro – É, sem dúvida, a mais indicada para o preparo de peixes. Mas, a panela de barro vitrificado, quando aquecida, pode liberar substâncias tóxicas como o silicato e o chumbo. A de barro cru, por outro lado, pode quebrar com mais facilidade e, por ser porosa, também pode tornar-se alvo de bactérias. Então, é imprescindível que essa panela seja bem administrada, tomando alguns cuidados como deixá-la no sol secando, sempre que possível.

Panela de cobre – Só utilize se for revestida de estanho ou aço inox. Caso contrário, o cobre puro, quando aquecido em altas temperaturas, pode ser prejudicial à sua saúde.

Mother and son (6-7) preparing food in kitchen