Blog :: Xalingo

Meu filho se recusa a comer. E agora?

post2

post2

A alimentação dos filhos é sempre uma preocupação para os pais, especialmente quando as crianças começam a se recusar a comer. Neste post você vai encontrar algumas dicas para lidar com esta situação.

 

1. Não se preocupe demais

Alimentação faz parte da aprendizagem dos bebês e crianças. Por isso, eles estarão mais dispostos a aprender em alguns dias do que em outros, do mesmo modo que acontece (ou acontecerá) na escola. Se seu filho apresentar um bom crescimento, sem sinais de doenças nem outro motivo para se recusar a comer, não há com o que se preocupar.

 

2. Observe os sinais de saciedade

Se seu filho já comeu um pouco, aprenda a identificar os sinais de saciedade dele, para não forçar a alimentação. As crianças têm necessidades diferentes dos adultos e seu sistema digestivo não é tão desenvolvido. Por isso, observe e aprenda a quantidade de alimento que seu filho precisa para se sentir satisfeito.

 

3. Varie alimentos e texturas

À vezes a criança não tem vontade de comer pois fica um pouco enjoada por lhe oferecerem sempre o mesmo. Varie os alimentos oferecidos, a forma de preparo e textura para estimular o paladar da criança e garantir uma gama maior de nutrientes.

 

4. Alimentos não são prêmios ou castigos

Quando os adultos dizem que a criança deve comer “pelo menos a carne” ou que ela deve “comer tudo, ou não ganhará sobremesa”, estão valorizando mais alguns alimentos em detrimento de outros, tornando a alimentação um castigo ou como uma forma de recompensa. Isso gera ideias erradas na cabeça da criança, aumentando a probabilidade de birras na hora das refeições.

 

5. Deixe a criança participar e evite distrações

As crianças costumam se distrair com muita facilidade, por isso, evite brinquedos ou deixar a televisão ligada na hora das refeições. Como alimentação também é aprendizagem, é importante que as crianças estejam atentas ao momento. Para ajudar nisso, deixe que elas participem mais ativamente, seja segurando algum talher ou tentando se alimentar sozinha. De acordo com a idade da criança, vale preparar alimentos que ela possa pegar com a própria mão e levar à boca.

 

 

 

Fonte: Mãe Me Quer

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *