Blog :: Xalingo

173 ComentáriosDeixe um comentário

  • Na minha infância, fui criada em uma cidade pequena do interior de Minas Gerais. Brincávamos de muitas coisas, queimada, amarelinha, boneca, pique esconde, pique bandeira; mas uma era especial. Sempre a noite, reuniámos na praça da cidade, várias crianças e até adolescentes para a brincadeira de pique pega. Era muito bom porque tinha muita gente, todos correndo tentando pegar um e depois o outro. Foi legal porque interagíamos, éramos unidos. Hoje em dia, penso que a criançada não aproveita nada, é só video game, internet, brinquedos eletrônicos. Éramos felizes e não sabíamos.

  • Morro de saudades da minha infância, de como a vida era COR DE ROSA naquela época. Principalmente de brincar de AMARELINHA com minhas amigas, porque na nossa inocência, entre risadas, pulos e bochechas VERMELHAS, tínhamos a certeza de que quem ganhasse a brincadeira realmente encontraria o AZUL do céu!

  • Morro de saudades da minha infância, de como a vida era COR DE ROSA naquela época. Principalmente de brincar de AMARELINHA com minhas amigas, porque na nossa inocência, entre risadas, pulos e bochechas VERMELHAS, tínhamos a certeza de que quem ganhasse a brincadeira realmente encontraria o céu AZUL!

  • Brincavamos de telefon sem fio,pegavamos latinhas e amavamos cordas e falavamos uns com os outros como se fose telefone de verdade,era muito divertido.

  • Brinquei muito quando criança na rua: de bola, bicicleta, esconder, roda, garrafão, boneca, casinha, mas também tinha a hora de ficar dentro de casa e havia também os momentos de lazer com a família irmãos, mãe, amigos… gostava muito de brincar de bingo, marcando as cartelas com carocinhos de feijão ou milho, era fantástico brincar com a família pois ao mesmo tempo que me divertia, me sentia segura e confortável em minha casa.

  • Minha infância foi muito divertida pois vivia escondida, sempre sorria ao ir pra escolinha só pra brincar de amarelinha, quando dava esticava uma hora pra brincar de elástico lá fora mas o melhor das brincadeiras era esquecer que um dia iria ter que crescer.

  • eu morei quando pequena em edifício,pois era filha do porteiro do mesmo!
    mais nos fins de semana eu ia para casa do meu avô no baixada fluminense no rio de janeiro,lá a rua era de barro e crianças humilde ,bairro bem pobre mais com uma alegria maravilhosa,sinto nesse momento o cheiro daquele momento,a brincadeira que mais gostava era pique bandeira,pois a gente se soltava ,gritava,suava,se abraçava!!
    tudo era maravilhoso e livre,que saudades da minha infancia!!!

  • Minha brincadeira preferida era pular elástico, pois podia leva-lo a qualquer lugar, podíamos brincar entre meninos e meninas, uma disputa saudável e muito barato, qualquer moedinha que ganhava eu comprava elástico e emendava pra ficar cada vez maior e mais crianças pularem juntas, era simplesmente o máximo.

  • Brinquei de tudo na minha infancia. Cidade do interior, muito pequena…então, sempre brincavamos nas ruas, de tudo. Mas, umas das brincadeiras que não esqueço, é das 5 marias. Geralmente brincavamos a familia toda, meus irmãos e meus pais, na sala. Quando não estava brincando na rua, estava com a familia toda reunida brincando…muito bom, muito divertido. Amo familia!!!!

  • Minha brincadeira preferida era construir carretas com quatro rodas e andar ladeira abaixo. Pegávamos as rodas de bicicletas velhas, restos de madeira, pregos, martelo, enfim, todas as ferramentas do meu pai para construir a jeringonça. O legal da brincadeira é que juntávamos todas as crianças da vizinhança para a diversão. Assim que amanhecia o dia já estavam todos prontos, à vezes nem dava tempo de tomar café, tanta era a ansiedade para começar a brincadeira. Ao meio dia era preciso voltar para casa, almoçar e ir para a escola….na volta já começava o planejamento para o dia seguinte. O bom de tudo que não havia preocupação, maldade, brigas, tinha até alguns desentendimentos…mas logo tudo era esquecido. Que saudades desse tempo que não volta mais….as lembranças boas nunca saem das nossas mentes…ficam para a eternidade…pena que muitos amigos se vão…fica tudo no passado… Pelo fato de poder lembrar já um momento especial…a sensação que estou descendo a ladeira de caroana com os meus irmãos… saudades… Beatriz.

  • Brincava de “caçador”, no meio da rua de chão batido, onde duas crianças ficavam nas pontas (os caçadores) e o resto do bairro ficava no meio (os caçados). Uma brincadeira que arrancava muitas gargalhadas, joelhos ralados, chinelos rasgados e chingão da mãe para entrar para o banho e jantar.

  • Na minha infância meus pais não tinham condições de comprar brinquedos.Mas mesmo assim eu fui uma criança muito feliz e inventava varios brinquedos.Perna de pau,carrinho de lata de leite,bolo de areia,pular corda com os elásticos das costuras da minha mãe e rodar pneu de bicicleta com se fosse bambolê rsrsrsEssa foi minha divertida infância que hoje não existe mais .

  • Muitos brinquedos foram importantes e marcaram minha vida!Mas em especial UM que ainda tenho guardado comigo,sua caixa já amarelada e laterais rasgadas,coladas com durex.Este brinquedo tão especial, chama-se Resta Um, seu tabuleiro é azul e suas peças brancas.E especial porque me ajudou muito a resolver problemas e buscar novos rumos.Amo demais!

  • Gostavamos de brincar de gata cega, esconde-esconde. Brincavamos geralmente no quarto (q/ tinha um certo espaço), entravamos nos armários, roupeiros, debaixo da camas . . . era o máximo. Ótimas lembranças . . . Obrigado por fazerem nós nos recordarmos desses momentos.

  • Apesar de ter passado muitos anos me lembro com se fosse hj,soltar pipa,mesmo sendo uma menina e sete anos mais nova que meu irmão,guardo com carinho e gostava muito pois não tive uma irmã e ele era como um espelho pra mim seguia todos seus passos,eu ainda moro no mesmo lugar de nossas brincadeiras de pipas mais ele esta longe…quando ele me visitar acho que vou matar saudades agora com nossos filhos.

  • bem eu morava no interior, e meus pais trabalavam na roça,
    e não tinha brinquedos como hj as crianças tem….
    então bricava de péga péga, passa anel,esconde esconde…..
    quando minha mãe ia fazer o acerto mensal . eu chorava para ir junto, só para ver” as bonecas da filha do dono da fazenda! ver poqque a menina não deixava pegar….ai eu voltava fingindo que não tava nem ai, e ia brincar com o que eu mais gostava,
    bonequinha de espiga de milho verde. bem cabeludas rsrsrs!
    e no final tudo éra muito divertodo!! bjoks!

  • Quando era criança era muito moleca, adorava correr na rua, pular corda e até jogar bolinha de gude, muita saudade desta época em que nada além de brincar me preocupava.

    • “De todas as bricadeiras que eu gosto a melhor é pular corda, é pular corda”… Esta minha brincadeira tem até música, e ainda esta semana as crianças da escola que eu trabalho como intérprete de Libras participaram de uma apresentação onde dublaram a música e pularam corda, que é também a brincadeira predileta delas, no horário de educação física. E eu apesar de meus cinquenta e poucos anos ainda me arrisco de vez em quando em dar meus pulinhos.

  • Na minha infância adorava brincar de Dominó, Dama e Jogos de Cartas com meu avô, era um momento de muita diversão estar ao lado dele recebendo carinho, amor, atenção, tudo que uma criança feliz precisa. Hoje com seus 85 anos bem vividos, não posso estar ao lado dele como gostaria, pois moro longe. Para diminuir está saudade gostaria de ganhar este Kit Xalingo para fazer um momento a três ( eu, meu avô e meu filho de 3 anos), no dia das crianças, que é quando irei visitá-lo. O SORRISO DE UMA CRIANÇA VALE MAIS QUE UMA SIMPLES PALAVRA!

  • Minha diversão preferida era brincar na terra; “escalar” a goiabeira de casa; empinar pipa; jogar bolinhas de Gude! Jogo praga nesses tabletes que aprisionam as crianças de hoje em um mundo sem cheiro; possui apenas tato! E alguns transportam você ao som triste da melodia chamada: Tecnologia!

  • Minha brincadeira favorita era andar de triciclo com meu irmão mais novo, colocava ele na garupinha (cadeirinha) e dava a volta na quadra levando ele comigo!!!Lembro das risadas, gargalhadas nossas.Meu irmão meu companheiro de vida!!!Doces lembranças.

  • Minha melhor brincadeira de infância sem dúvida era o tal “Carrim de rolamento”.Íamos longe em uma marcenaria pedir tábuas e ripas para a confecção do “possante”,depois era só contar com o apoio dos amigos e cada um tinha a sua vez,de (ser o motor) empurrar e de ser o piloto.Nossa,quanta saudade!!

  • Queimada,era a minha brincadeira preferida no colégio e em meu dia a dia.Porque??Hã,era a chance de “sapecar” as costas de quem me atormentava ou aquela amiga meio falsa (uma leva e tras)!!Quando a bolinha era de meia não tinha graça,bom mesmo era a de borracha.

  • Quando criança, eu era fascinado por Fliperama, queria descobrir como funcionava todos aqueles mecanismo, e não tinha dinheiro para jogar. Então resolvi criar o meu próprio Fliperama com apenas a experiência visual da máquina e alguns materiais que eu tinha em casa . Então peguei uma tabua, pedaços de madeira, borrachas de retalho de câmara de pneu de bicicleta, Pisca-pisca de árvore de natal, tampinhas de refrigerante, adesivos de bicicleta e bolinhas de Gude. Com estes materiais, montei um fliperama artesanal, que me diverti muito com meu amigos, que fizeram também os seu próprios fliperamas um diferente do outro.
    O que era mais legal e divertido e que eu criei, construí e brinquei com o meu próprio brinquedo.

  • Lembro da amarelinha, academia ou avião, não sei como é mais conhecida. Era um rabisco no chão onde iamos pulando de um pé só atras de uma pedra, onde a pedra não podia cair na linha desenhada e sim dentro do desenho. Isso que era brincadeira de criança, onde podiamos desenvolver movimentos saudáveis para nosso corpo e mente. Saudades!!!

  • Jogar Três Marias com minhas melhores amigas era a minha brincadeira favorita! Foi uma época em que os pensamento eram puros e inocentes, onde tudo tornava-se brincadeira e a única obrigação diária era sorrir para fazer os outros sorrirem.

  • “Minha brincadeira favorita era andar de bicicleta.Porque com ela eu me divertir,’pedalando’ em vários lugares,competindo corrida com os amigos e o mais importante aprendi a enfrentar o medo,tendo coragem e persistência no começo, pra aprender a ‘pilotar’ essa máquina que foi a alegria da minha fase de criança!’

  • Tenho tantas saudades de quando era pequena, e não tinha responsabilidades, como agora, apesar de naquela
    época, lembro, eu e meus irmãos não tinhamos brinquedos. E a minha mãe certa vez fez para mim e a minha
    irmã, que é mais nova que eu, duas bruxinhas com retalhos de pano, e com a passar do tempo a minha se
    acabou, não entendia o porque, mais por muito tempo senti a falta da minha bruxinha. Até hoje tenho vontade
    de ter uma boneca bem bonita, mesmo sendo mãe, procuro satisfazer na medida do possível a meus filhos,
    pois sei que bricar mesmo com uma bonequinha de pano, é maravilhoso.

  • Nossa!!!
    Deu saudades agora só de lembrar,como era bom.Eu adorava brincar de pular elástico,pique pega,queimado,salada mista… Nossa,eram tantas brincadeiras…Totalmente diferente dos dias de hoje,que as crianças ficam o dia todo em frente a tv,ou no game,ou no computador…A maioria não pratica uma atividade física. É uma pena,pois foi muito boa minha infância,temos é histórias para contar.

  • lembrar da minha infância e sentir o doce gostinhos das verdadeiras amizades,dos verdadeiros sorrisos e abraços ,e não podemos esquecer do doce gostinho das deliciosas guloseimas que quando chegava na ultima já estava eu querendo mais e mais as brincadeiras eram todas muito divertidas,mas eu amava pular elástico (uma brincadeira feito de elástico grosso amarrado as pontas ele formava um retângulo ao ser esticado entre as pernas de duas coleguinhas e dando um espaço pode ser pulado encima dele a cada acerto ele ia subindo de altura no corpo com uma nova musica e jeitos de pular) ate minha vo tinha que colocar o elástico na perna e a outra ponta em uma cadeira para eu pular quando as coleguinhas não podiam vir doces recordações eternos sentimentos.

  • Nossa quando criança brincávamos de muitas coisas, bola queimada, amarelinha, pular corda, de fazer bonecas de espiga de milho, esconde-esconde, cozinhar no fundo do quintal…era maravilhoso, mas o que eu mais adorava era de brincar de mãe pobre e mãe rica, era assim que chamávamos a brincadeira aqui, uma mãe rica ia até a mãe pobre cantado eu sou rica, rica, rica de maré, maré maré……pedia pra levar uma filha e a mãe pobre queria saber o que ia ser ensinado para a filha dizendo eu sou pobre, pobre, pobre de maré, maré, maré, eu sou pobre, pobre, pobre de maré de sí. Era muito legal. Todas as crianças queriam ir com a mãe rica, tanta ilusão né…..mas traz tanta saudade. Isso tudo foi até os nove anos tá…..com nove anos tive que ir trabalhar de pajém de um vizinho. ai acabaram-se as brincadeiras e ficou só a saudade e lembranças de um tempo tão bom, mas infelizmente tão curto.

  • Adorava brincar de “Mamãe posso viajar?” Varias crianças podiam participar onde uma era a mamãe que deveria sempre responder a pergunta dizendo o nome de uma cidade. As outras, uma de cada vez, perguntavam “Mamãe posso viajar?, conforme o lugar dito deveriamos dar os passos quantas sílabas a cidade tinha. Vencia quem chegava primeiro na mamãe. Hoje sou professora e vejo quão importante foi e é para a criançada esta brincadeira, pois brincando aprendemos muito.

  • Ahh!!Falar da infância é sem dúvida muito prazeroso.De todas as brincadeiras entre pique-escondes ,amarelinhas e pular corda…A minha preferida era sem dúvida, pular elástico,uma brincadeira somente entre meninas ,na qual nos mantinham próximas ,com nossas conversas e doces sonhos.Era a mais pura e sincera brincadeira da qual jamais esquecerei .

  • Pé na bola = pessoa ficava responsável pela bola e uma outra tinha q chutar, de preferência o mais longe possível,para que pudéssemos nos esconder melhor. A pessoa responsável pela bola tinha que sair a procura de todos e cada um que achava,tinha q por o pé na bola e falar o nome. E assim seguia a brincadeira

  • Minha brincadeira de criança favorita era ELEFANTE COLORIDO!Onde um amiguinho perguntava :Elevante Colorido ?Os outros respondiam :Que cor?Ele falava a cor e quem achava a cor primeiro era quem vencia e tinha direito de ditar a próxima cor!Era uma correria para achar a cor ,muitos esbarrões ,gargalhadas e diversão !

  • “Velhos tempos, belos dias …” como diz a música, hoje, mais de vinte anos se passaram e me vejo como a prova viva de como a brincadeira assim como o brinquedo são os moldes da nossa pesonalidade!
    Sempre gostei muito de brincar de correr e a brincadeira preferida era o pega e salvo que consisitia em pegar todos os participantes e quem não fosse pego poderia salvar os pegos (paralisados) e tinha também o carrinho de rolimã que cada um construia o seu!

  • Quando criança eu era super arteira, gostava de correr na rua, brincar de pique esconde, garrafão, batatinha frita 1, 2, 3 e por ai se estende minha doce lembrança de ter tido infância, uma delas entre as que não citei aqui me deixa saudade por naquela época ser apenas brincadeira, eu me divertia brincando de chefe de cozinha, tinha minhas receitas especias e até que eu me saia bem, hoje brincar se tornou arte e tenho comigo cada vez que faço uma receita a lembrança do que aprendi na minha brincaira de criança.

  • Quando criança eu era super arteira, gostava de correr na rua, brincar de pique esconde, garrafão, batatinha frita 1, 2, 3 e por ai se estende minha doce lembrança de ter tido infância, uma delas entre as que não citei aqui me deixa saudade por naquela época ser apenas brincadeira, eu me divertia brincando de chefe de cozinha, tinha minhas receitas especias e até que eu me saia bem, hoje brincar se tornou arte e tenho comigo cada vez que faço uma receita a lembrança do que aprendi na minha brincadeira de criança.

  • Quando criança eu era super arteira, gostava de correr na rua, brincar de pique esconde, garrafão, batatinha frita 1, 2, 3 eu tive infância, naquela época eu me divertia brincando de chefe de cozinha, até que eu me saia bem, hoje brincar se tornou arte.

  • Pular corda.Todo mundo sempre tinha uma corda à mão. Bastava juntar três, para logo olhar para trás e ver aquela fila enorme de crianças para pular.Então,começava os desafios para pularem mais pessoas ao mesmo tempo,pular mais rápido,passar a corda sem pular.Era diversão aliada ao exercício para a boa saúde.Isso,não tem mais hoje.

  • Quando eu era criança adorava a brincadeira de jogo de tacos, era muito divertida porque eu era criança. Hoje em dia quando eu conto para meus alunos dessa brincadeira eles costumam achar muito engraçado, pois dizem que é difícil imaginar o que eu estou falando e que seria mais engraçado ainda me ver praticando.

  • Na minha infância tive a oportunidade de morar em uma rua muito sossegada, tinha muitos amigos e adorava jogar queimada, vôlei, esconde-esconde, dominó, pular amarelinha, eram inúmeras brincadeiras, por isso posso dizer que tive várias brincadeiras , pois os brinquedos eram caros e as brincadeiras em turma faziam a alegria de todos, preservando assim a união e o raciocínio entre as crianças.

  • “De perna de pau, era muito legal, eramos bem pequeno, e com a perna de pau, ficamos maiores.

  • morro de saudades da minha infancia
    a minha brincadeira favorita era alerta e esconde esconde
    pena que muitas crianças nem sabem brincar eu ensino para meu filho pois tem que aproveitar enconto é criança pois depois a vida fica chata e cheia de correria

  • Que saudade da minha infancia querida,brincando de pega pega e corrida sempre uma motivação para viver a vida.
    Agora na era digital a brincadeira antiga passou a ser coisa banal.Mas precisamos resgatar a alegria e brincar a cada dia,
    fazer valer a pena e ficar com a alma plena.

  • QUE SAUDADE DA MINHA INFANCIA QUERIDA,QUANDO BRINCAVA DE PEGA PEGA E CORRIDA E VIVIA FELIZ A MINHA VIDA.
    MAS HOJE NA ERA DIGITAL,A BRINCADEIRA ANTIGA PASSOU A SER COISA BANAL…
    NÃO PODEMOS DEIXAR ISSO ACONTECER PARA NOS ENTRISTECER……
    VAMOS BRINCAR SEMPRE E VOLTAR A VIVER

  • MINHA BRINCADEIRA FAVORITA É SER FELIZ SEMPRE , EU ME DIVIRTO COM TUDO ATE COM UMA SIMPLES BRINCADEIRA BRINCADEIRA PODE SER TODAS BOM EU NÃO TENHO UMA FAVORITA , MAS BRINCAVA BASTANTE DE CASINHA RSRSR.

  • Adorava pular elástico com minhas amigas da escola! Era prático, todas tinham na mochila e na hora do recreio era a nossa diversão!

  • Na minha infância tive muitas brincadeiras: Com colegas de escola com os irmão, com amigos . Mas a minha favorita era “o jogo do osso” com meu Pai. Era nosso momento de compartilhar nosso dia.Foram muitas partidas, hoje sinto muita saudade daquele tempo em que um pedaço de osso trazia muita alegrias e felicidade para um senhor de idade e um menina pequena. São momentos para sempre em minha memoria.

  • Nossa eram tantas brincadeiras legais.Que enumerar apenas uma fica difícil, mais eu amava era subir em árvores com meus amigos. Elas eram juntinhas e a gente passava de uma para outra.
    As vezes ficava pendurado de ponta cabeça. E, chegar até o galho mais alto era como ganhar um troféu. Realmente Deus protege as crianças mesmo.

  • ADORO JOGOS DE TABULEIROS,TENHO A OPORTUNIDADE DE BRINCAR COM MEUS PAIS AMIGOS E IRMÃOS SOU ADOLESCENTE MAIS ME LEMBRO MUITO DE QUANDO PQNENINHO APRENDER A JOGAR LUDO Q ADORAVA AGORA COM MEUS IRMÃO MENORES BRINCAMOS DE TUDO PQ ALÉM DE SER CRIANÇA PRA UM DIVERTIMENTO NÃO TEM IDADE VALEU E MUITO OBRIGADO DANIEL FRANKLIN

  • A minha brincadeira de infância favorita era esconde-esconde porque reunia todos os amigos da rua à noite,nos divertiamos e escondiamos nos lugares mais inusitas,tinha muitos esconderijos e muita alegria.

  • Nossa é muito bom lembrar de minha infancia,nos brincavamos de amarelinha, passa anel ,pique esconde e eu pulava muita corda
    era uma turma muito unida todos os dia brincavamos,Feliz de quem teve infancia pra brincar

  • Pular elástico, esconde- esconde, subir em arvores, casinha alem das brincadeiras forem muitos saudaveis elas reuniam todas minhas amigas, voltavamos para a casa sujos, mas a falta que mais isso faz era poder brincar na rua sem ter medo de nada nem de ninguem. Não tinha essa violencia

  • Adorava todas as brincadeiras da minha infância: jogar bola na rua, esconde-esconde, queimado, pipa, pega pega…mas a minha preferida era jogar bola de gude com meu pai e amigos, porque eu tinha o maior prazer em ver meu pai voltar a ser criança também!

  • minha brincadeira favorita era pique esconde porque aonde eu morava eram tudo parentes e as pessoas custumava largar suas portas abertas e eu me escondia sempre dentro do guarda roupa e mesmo assim ninguém nunca me achavam e eu me divertia muito ,forão os melhores momentos da minha vida.

  • A brincadeira que mais gostava na minha infância era o FUTEBOL DE BOTÃO. Me divertia demais com meus amigos porque DRIBLAVA a chateação, trazia pra GRANDE ÁREA muita emoção e fazia vários GOLS de alegria e diversão!!!

  • A brincadeira de casinha com as minhas bonecas, pois com elas podia criar o mundo que quisesse, imaginar histórias, relacionamentos, profissão e ter muita diversão!

  • Quando criança , eu brincava na rua jogando bolo, soltando pipa, e ainda tinha tempo para estudar. Não corria perigo nas ruas, pois não tinha violência, só paz e união entre os vizinhos.
    As pessoas se cumprimentavam e respeitavam uns aos outros.
    Época excelente, passei muitas coisas para meus filhos, mais sei que no tempo foi diferente.
    Amei minha infância.

  • Brincar de roda na calçada, pular corda e amarelinha, pisque esconde atrás das arvóres, ciranda e cirandinha, passa o anel entre a galera, de tarde jogar queimada, não existe uma favorita, brincadeiras sempre nos leva a um sorriso.

  • A mais marcante foi “brincar de casinha”, onde os papéis se invertiam e podíamos ser donas de casa.Nossas bonecas ou bichinhos de pelúcia, se tornavam nossos filhos. O instinto materno, a doçura, o carinho já eram cultivados na mais tenra infância. Talvez venha daí o respeito por nossos pais.
    Adorava cozinhar nas panelinhas plásticas e receber as amigas para um chá!

  • A brincadeira era o que menos importava podia ser,pique-esconde,pique-pega,amarelinha,pula-corda ou até mesmo casinha,o importante mesmo era a inocência que existia naquela época e a alegria de estar com quem gostava.
    Hoje já não vejo com bons olhos as brincadeiras que as crianças tem,são muito violentas e agressivas que o simples fatos de agredir para eles se torna um prazer. Como eu gostaria de criar meus filhos naquela época,onde a inocência era a grande alegria da vida.
    Que certeza eu tenho hoje que nossos filhos estão seguros ao brincar com essa brincadeiras que só excitam a violência e fazem com que nossas crianças percam a inocência e o rostinho de anjo ?

  • Minha brincadeira predileta era policia e Ladrão, bricavamos em um lindo sitio com muitas arvores e eu muito sapeca sempre ficava na pontinha lá no alto e tinha que assoviar para ser encontrada, era engraçado as outras crianças olhando para cima, ao encontrar-me muitas vezes não conseguiam chegar até lá, eu ria muito, ai eu tinha que me entregar..pois a brincadeira já estava sem graça.

  • Não há brincadeira melhor do que pique-esconde, aquele medo de ser pego em seu esconderijo, a diversão de correr para poder se salvar e não havia emoção maior do que salvar todos, você se sentia um herói, e até hoje quando vejo crianças brincando de pique-esconde da vontade de entrar na brincadeira.

  • Minha brincadeira preferida na infância era jogar dominó. Quando a família viajava para a praia e chovia eu vibrava, pois a família inteira se reunia para jogar. Hoje, o dominó se tornou tradição em minha casa. Eu, meu marido e as crianças sempre jogamos, pois achamos que o jogo desenvolve a agilidade e o raciocínio. De tempos em tempos fazemos pequenos campeonatos com o restante da família. Até hoje é o divertimento da minha vida.

  • Relembrar minhas brincadeiras é muito fácil porque tenho delas uma memória recente, apesar do tempo que passou reproduzo as brincadeiras dia a dia com meu filho para que não caiam no esquecimento e para que ele possa fazer isso com seus filhos também. Eu e meus dois irmãos tinhamos muitas brincadeiras sem tecnologia, mas com muita criatividade…Uma delas era quando deixávamos a fantasia e as emoções fluirem e montávamos um cenário cinematográfico de filmes de aventura. Disso a gente virava mocinhos e bandido, salvávamos o mundo, nos víamos em situações como andar na calçada porque a grama era um rio, o quintal era a floresta, e o sofá era o barco e não se podia botar o pé no chão, ou então que o banheiro era o elevador, e a corda servia para o vilão prender a mocinha na arvore até que o seu salvador chegasse…o dia acabava quando éramos chamados a comer bolinhos de chuva…Que felicidade!!

  • Brincar de casinha! Eu me divertia porque imitava a minha mãe em tudo, nas roupas, nos gestos, nas palavras… Hoje sou eu quem sou imitada pelos meus três filhos, parece até que eu ensaiava enquanto brincava!

  • A-de-da-nha! O coração acelerava, o olhar brilhava e a mente trabalhava que nem gente grande. Minha brincadeira predileta era adedanha porque ela me dava a certeza de que o mundo era um ABC de possibilidades e cabia exatamente na minha mão!

  • QUEIMADA, era pura diversão porque tínhamos o poder de mirar em nosso alvo e torcer pelo acerto num frenesi de contentamento, sem se preocupar com BO.

    • O que é BO? Eu, na verdade, não gostava de ser queimada, pois tinham uns violentos que mandavam a bola muito forte e eu sentia dor.

  • minha brincadeira favorita de criança era elefante colorido, onde deixavamos o colorido da imaginação e da ingenuidade comandar uma infância feliz!

  • Minha brincadeira favorita eram os carrinhos, onde qualquer aventura e qualquer distancia ficavam muito perto,no coração de uma criança feliz
    !

  • Minha brincadeira de infância favorita era jogar, qualquer tipo de jogo, com as amigas porque nos aproximava, era divertido e deixava a turminha reunida.

  • O mundo das crianças tem a exclusividade de ser encantado, e nele cabem todas as fantasias que a infância é capaz de produzir. Minha brincadeira mais divertida era fazer de conta que eu era professora e meus alunos eram…pintos! Sim, pintos que meu pai criava. Eu fazia chamada, perguntas, provas, tema de casa e até recreio escolar! Saudade disso!

  • Quando lembro da minha infância, lembro de muitas brincadeiras legais, nunca fui de brincar de boneca, eu era uma moleque. Adorava jogar bola, bola de gude, soltar pipa.Mas o que eu mais gostava de fazer, era quando toda a família se reunia para jogar dominó. Era uma risada atrás da outra, era uma coisa que reunia tios, avós. Adorava esse momento, e até hoje fazemos isso com a nova geração.

  • Na minha infância, a garotada sempre se reunia na rua, para jogar bolinha de gude, futebol, “bafo-bafo” com as figurinhas. Mas o legal mesmo, era quando chegava de noite que a galera toda da rua parava pra brincar de pique – esconde a noite. Era uma adrenalina só, e muito divertido.

  • A minha brincadeira favorita era brincar de casinha,pois ali já estava vivenciando o meu futuro, com filhas, que eram as minhas bonecas, com marido,que na época da brincadeira era de mentirinha e com a casa dos meus sonhos , que hoje é real.

  • Era dominò.Era divertido porque chamava as amigas ,riamos como malucas,comiamos picoca .Oh tempinho bommmm

  • Eu adorava brincar de PIORRINHA, um jogo simples, mas que marcou muito a minha infância. Juntava os amigos na calçada e era o momento em que se acabava o “faz de conta”, e ali simplesmente começava a brincadeira que embalaria minhas histórias de “felizes para sempre”, para o resto da minha vida!

  • Minha brincadeira preferida era Cavalinho de Pau. A gente montava num cabo de vassoura e saía andando e batendo no pau com uma varinha como se estivesse andando num cavalo de verdade. Era muito divertido porque nossos pais, tias e avós ficavam olhando e rindo da nossa inocente felicidade.

  • Brincando de Engenheiro. Passava incontáveis horas pondo peça sobre peça, construindo casas, pontes, castelos, até chegar à construção de cidades inteiras! A diversão foi tanta que cresci e acabei escolhendo como profissão a de engenheiro. Hoje, continuo brincando, dessa vez não mais sozinho, mas com meu filho de 3 anos. O que é divertido e edificante a gente passa às gerações seguintes. Espero um dia poder ver meus netos brincarem com isso também.

  • Brincando de Engenheiro. Passava incontáveis horas pondo peça sobre peça, construindo casas, pontes, castelos, até chegar à construção de cidades inteiras! A diversão foi tanta que cresci e acabei escolhendo como profissão a de engenheiro. Hoje, continuo a brincar, junto do meu filho de 3 anos.

  • Minha brincadeira preferida era sala de aula como somos oito irmãos sempre eu como mais velha, juntava as cadeiras e começávamos a famosa sabatina era muito bom, pois aprendíamos muito, pois nenhum queria ficar pra traz nas respostas, a minha parte preferida era o ditado, pois amo português.

  • Minha brincadeira favorita em minha infância era Pick Esconde , por que agente brincava todos juntos e únidos de noite cada um ia na casa do outro chamar pra brincar , eu ficava brincando até de noite com os amigos e quando dava a hora mamãe chamava pra entrar , agente não precisava de Iphone , Ipad , Play Station pra se diver agente se divertia , com sorrisos , amigos , paz então é isso essa é a minha brincadeira preferida da minha infância .

  • Sou um pouquinho mais nova do que a Xalingo e vive a minha infância no interior de Minas,numa cidade vizinha de B.H.Sobrava crianças e faltava brinquedos.Ninguém ligava,vivíamos no mundo da fantasia.Adorava brincar de casinha e fazia meus móveis,eletrodomésticos,cortinas e tapetes,recortando-os das revistas e jornais que meu pai trazia da capital.Minha casinha era a mais moderna de todas!

  • Sou um pouquinho mais nova do que a Xalingo e vive a minha infância numa cidade vizinha de B.H.Sobrava crianças e faltava brinquedos.Ninguém ligava,vivíamos no mundo da fantasia.Adorava brincar de casinha e fazia meus móveis,eletrodomésticos,cortinas e tapetes,recortando-os das revistas e jornais que meu pai trazia da capital.Minha casinha era a mais moderna de todas!

  • Somos doze filhos, tenho 7 irmãos e 4 irmãs e sou quase a caçula, hoje com 47 anos. O irmãos mais velho era o pai mais novo, muito sério e inteligente – havia uma distância grande de idade entre os mais velhos e brincávamos sempre os “quatro pequenos”. Minha mãe não deixava ir para a rua, pois tínhamos muitos companheiros para brincar e não ia ter maiores preocupações. O que eu mais gostava era de “passar anel”, porque, às vezes, meus pais brincavam juntos. Meus olhos brilhavam e sorria quando alguém deixava o anel na minha mãozinha… não conseguia disfarçar a alegria. Saudades desta pequena alegria, tão grande naquele momento!

  • São muitas as lembraças de infância que posso citar, pois foram muitos momentos alegres e de pura diversão, mas as brincadeiras eram improvisadas eu e uma amiga chamada jaqueline brincavamos muito de acampar em um rio próximo de minha casa aonde fazíamos nossa própria comidinha, e o rio, quando brincar pular fazer baragem para aumentar a quantidade de água, que infância doce pura e divertida.Ah que saudades!!!!!!!!!

  • Na minha infancia o que eu mais gostava de brincar com minhas primas era de sonhar. Eramos tudo que queriamos ser, bailarina, cantora, modelo, atriz, austronaltas e tudo mais que uma criança poderia imaginar. O mundo de imaginação de uma criança não tem limites. Tenho muita saudades deste tempo de sonhos.

  • Assim como muitas meninas, eu adorava brincar de boneca. Levava na escola, brincava nas férias e no prédio… Quando chovia, eu não tinha tédio. Improvisava a casa e soltava a imaginação… Até quando ficava um pouquinho doente, essa brincadeira era o meu remédio: acalmava a alma e enchia de felicidade o meu coração.

  • A minha brincadeira preferida na infância era casinha. porque brincando assim, eu e minhas amigas podiamos fantasiar o sonho de ser como nossas mães, cuidar da casa e de nossos ”filhinhos”.era criado alí, um mundo a parte da realidade em que tudo era lindo e muito mágico.

  • Dentro todas as divertidas brincadeira muitas inventadas por nós mesmos, a que mais me traz saudades é o jogo de memória. Fazíamos de 2 conjuntos de cartas de baralho o nosso material e, como a quantidade de cartas distribuídas era grande, o desafio era maior ainda. Como sempre, crianças buscam desafios e quanto maior melhor.

  • Brincar de ser alguém, quantas vezes eu e minhas irmãs, ficávamos em frente ao espelho, pra nos produzir e nos transformar naquelas moças bonitas, super corajosas, de As panteras, ou então pegávamos as escovas de cabelo pra imitar microfones e arrasar “naquele show”, dançando igual paquitas? Montávamos casinhas de bonecas, pra imitar a nossa mãe, eram tempos em que se planejava o futuro sem mesmo imaginar que ele chegaria tão rápido, e que sentiríamos tão rápido, saudades da nossa infância, eram tempos em que éramos felizes e sabíamos, por isso curtíamos cada momento como se fossem únicos…

  • Nosso maior desafio na Infância era tentar vencer o Gênius, fazer aquela combinação de cores e acertar, era o nosso maior prêmio, brincar com a imaginação, estimular, tentar vencer, desafiar os amigos, e ainda tirar “um barato”, era muito bom, olhar pra trás e ver que fomos felizes, é a melhor coisa que existe.

  • A melhor brincadeira sem duvidas na rua era esconde esconde e pular corda, nos dias de chuva dentro de casa era jogo de DAMAS e/ou DOMINO !!! nossa eu enchia a paciência dos adultos para jogarem comigo kkkk, adoro!!! e hj jogo com minha filha de 5 anos que também ADORAAAAAA!!

  • Na época da minha infância , nós brincávamos muito de Pai Francisco era muito bom porque na época havia muita criança na travessa que eu moro e todas filhas de proprietários e sempre brincávamos a noite na luz do luar não tinha poste com luz a energia era precária, mas foi uma ótima infância que tranquilidade. É uma pena que não se brinca mais, brincar de verdade. Saudades dos anos entre 1964 e 1971 + ou – .

  • Brincar é fundamental na infância. A cada momento as crianças descobrem coisas novas, situações que as acompanham para a vida toda. Pensando nisso, lembrei-me das brincadeiras com minha irmã e minha prima que geralmente eram ligadas a escola. Ficávamos durante horas brincando de professoras e alunas. Usávamos livros, folhas, canetas e lápis usados e um quandro negro da Xalingo, onde a “professora” passava as atividades para copiarmos. Era muito legal.
    Hoje somos todas professoras e trabalhamos com muito prazer, pois é muito bom ver a alegria e o sorriso no rosto das crianças.

  • Brincar é fundamental na infância. A cada momento as crianças descobrem coisas novas, situações que as acompanham para a vida toda. Pensando nisso, lembrei-me das brincadeiras com minha irmã e minha prima que geralmente eram ligadas a escola. Ficávamos durante horas brincando de professoras e alunas. Usávamos livros, folhas, canetas e lápis usados e um quadro negro da Xalingo, onde a “professora” passava as atividades para copiarmos. Era muito legal.
    Hoje somos todas professoras e trabalhamos com muito prazer, pois é muito bom ver a alegria e o sorriso no rosto das crianças.

  • Poxa, difícil escolher uma brincadeira só, foram tantas legais, adorava brincar de queimada, e de vôlei onde a rede era uma linha amarrada no poste, pique esconde era mais emocionante, valia se esconder em todo quarteirão e até na praça, tinha também o elástico, quando tinha gente faltando era só brincar de elástico ou dominó, depois um pouco mais mocinha era divertido sair patinando pelos passeios do bairro, era um monte de gente um atrás do outro, se um caísse era efeito dominó hehehe…bons tempos, boas brincadeiras, boas recordações.

  • Minha brincadeira preferida era cambalhota! Na grama, na cama, no chão, na areia, qualquer lugar era ótimo para isso… você se abaixa, e de repente o mundo gira… e gira… uma delícia! pra frente, pra trás, cambalhota é bom demais!

  • Beijo, abraço, aperto de mão ou passear na floresta, porque era a sua chance desde criança de dar uma volta de mão dada com a menina mais linda do bairro ou melhor conseguir um selinho daquela menina que você já estava todo apaixonadinho.

  • A minha infância foi muito legal nossa lembrar bate uma saudade,Quando tinha uns 5 anos na casa que eu morava o vizinho da frente tinha um caminhão eu e minha irmão e os coleguinhas adorava brincar de esconde esconde atras das rodas do caminhão ,Depois com uns 7 anos comecei a ir na minha vó e conheci uma amiga ,sempre que ia na casa dela ajuntava eu minha irmã ela e as primas dela ,brincar de gato mia nossa essa brincadeira é muito legal nossa brinquei muito …Depois com uns 10 anos as brincadeiras ha era queimada volei e entre outras mais nunca esquecia do gato mia sempre lembrava…Bons tempos que não voltam mais ♥

  • Minha infância

    Queria voltar à infância
    Queria voltar a brincar
    Brincar de casinha e bonecas
    pular, correr e nadar.

    Queria esquecer a vida
    esquercer a obrigação
    Queria esquercer os sonhos
    odia a dia , a decepção

    Daria tudo pela infância
    que ficou como outrora
    voltar a ser criança
    época alegre e gostosa

    Queria rever os amigos
    a dúvida , a ingenuidade
    as brigas de criança sem ódio e sem maldade.

    Por que, meu Deus por que?
    Deixais ela ir embora?Se é a melhor de todas,
    Por que não fica e demora…

    Se pudesse hoje faria tudo de novo, ciranda, pique esconde, dama, ludo, pique pega e amarelinha…
    Pique esconde, ciranda, dama, ludo, dominó, boneca e casinha…

  • Minha infância

    Queria voltar à infância
    Queria voltar a brincar
    Brincar de casinha e bonecas
    pular, correr e nadar.

    Queria esquecer a vida
    esquercer a obrigação
    Queria esquercer os sonhos
    odia a dia , a decepção

    Daria tudo pela infância
    que ficou como outrora
    voltar a ser criança
    época alegre e gostosa

    Queria rever os amigos
    a dúvida , a ingenuidade
    as brigas de criança sem ódio e sem maldade.

    Por que, meu Deus por que?
    Deixais ela ir embora?Se é a melhor de todas,
    Por que não fica e demora…

    Se pudesse hoje faria tudo de novo, ciranda, pique esconde, dama, ludo, pique pega e amarelinha…
    Pique esconde, ciranda, dama, ludo, dominó, boneca e casinha…

    Mas sem dúvida a minha brincadeira preferida era de boneca. Tinha emília, moranguinho, susi, e bebezinho, Tinha aquelas bonecas que eram quase do meu tamanho e eram minhas irmãs na minha fantasia. A irmã que eu gostaria de ter tido para ser minha eterna amiga.

  • Infância são fases…
    Aos 3 anos- bonecos mônica e cebolinha. Aos 4 anos- fofoletes e bonecas. Aos 5 anos- casinha e amarelinha. Aos 6 anos- queimada e etc. Aos 7 anos-pique esconde. Aos 8 anos – piscina, dominó e pique pega e pique esconde. Aos 9 anos- bete (taco), mais as anteriores. Aos 10 anos – memória e baralho, além das outras. Aos 11 anos, boneca nem pensar, Gostava de jogos. Aos 12 anos, as anteriores e pingue pongue.
    Aos 13 anos, todas as anteriores , mais video-game, castas…
    Todas tiveram momentos especiais…quanto mais criança, mais real é a brincadeira e com quanto mais amigos mais divertida…
    Casinha e boneca quando criança. Quando mais velha brincadeiras em grupo, como pingue pongue , dama e baralho.

  • como ainda sou criança ! descobri essa brincadeira de salada mista e to adorando , ainda mais quando brinco com a minha amiguinha DUDA KKKKKK ADORA DA BEJENHO NO RODTO DELA , TEM CHEIRINHO DE DE PERFUME MUITO BOM KKKKK

  • QUE SAUDADE DA MINHA INFÂNCIA, TEMPO BOM QUE NÃO VOLTA MAIS, GOSTAVA DE BRINCAR DE PEGA-PEGA PORQUE DAVA UMA SENSAÇÃO DE LIBERDADE, O VENTO CORRENDO NO ROSTO, COM A CERTEZA DE QUE AQUELE MOMENTO ERA ÚNICO E QUE HOJE VIVE NA MEMÓRIA DA ETERNA CRIANÇA QUE TODOS TEMOS DENTRO DE NÓS.

  • panelinhas, casinha e amarelinha faziam o maior sucesso, acreditava que a infância era perfeita e o mais complicado era descobrir quem era quem estava escondendo no passa anel!

  • Minha infância foi toda na casa de praia de minha avó. Eu adorava jogar “Taco” na praia com os amigos. Era um momento de descontração, amizade e companheirismo. No final caíamos todos em um banho de mar. Tempo bom que não volta mais e deixou saudade.

  • Sempre fui uma menina muito espoleta, adora brincar com meus irmãos,de bolita,carrinho de lomba,subir mais alto nas árvores,mas o que mais gostava era de virar estrelinha com meu irmão,virávamos, até cairmos tontos, era muito divertido, um momento único entre nós.

  • Eu adorava brincar de pular elástico! Primeiro porque aprendíamos a trabalhar em equipe. Segundo porque exercitávamos nossa coordenação motora e criatividade. Terceiro porque praticávamos a tolerância à frustração. Enfim, brincando eu descobri como levar a vida de adulto numa boa!

  • Na minha infância gostava de brincar de várias coisas como pular sapata, brincar de taco, esconde esconde, essas coisas eram muito boa, e nos dias atuais não se vê mais.

  • Montava um MERCADO, usando os recortes dos catálogos, fabricava a minha MOEDA com papel e caneta, era uma criança de negócios para brincar de ser ADULTO!!!

  • Minha brincadeira preferida era “Casinha” porque eu queria ser gente grande. Hoje eu sou gente grande e o que eu quero é chegar aos 65 anos com alma de criança!

  • Eu e minha irmã temos 5 anos de diferença, portanto, eu brinquei de boneca até 17 anos, quando minha irmã tinha12. Eu chegava da faculdade e montávamos uma casinha no quarto dos fundos da casa da minha avó…. colocávamos tudo que tinhamos de brinquedos e mais cacarecos que achávamos pela casa, no lixo [hoje lixo reciclável]…. era demais! Eu vivi minha infância e mais um pouquinho dela, acompanhando minha irmã crescer. Acho que era bom porquê tinhamos a companhia uma da outra.

  • Minha brincadeira preferida era MÃE DA RUA, pois tempo nas férias é o que não faltava quando pequena para brincar com os amigos e primos. Hoje queria que esse momento voltasse, porque o que a gente curtia era a alegria de ser feliz, já que o que fica hoje, é a SAUDADE DE SER CRIANÇA DE NOVO!!!

  • De polícia ou de ladrão todo mundo era irmão, o único crime era roubar a bandeira. O primeiro amor era descoberto no meio de inúmeras frutas, as queimadas ardiam, mas todos sorriam. Impossível escolher a preferida, dentre variadas brincadeiras todas tem seu valor, pois fizeram de mim o que sou.

    • Eu gostava muito de brincar de bonecas,de roda,amarelinha, já com o meu irmão a brincadeira era de dama .Eu e meus primos também nos divertimos muito. Tenho saudades desse tempo as brincadeiras eram muito divertidas.

  • Brincar de esconde-esconde sempre foi muito divertido, reunir os amigos da rua e se divertir até a noite chegar. Ficar escondido, ou na busca pelos amigos tinha seus mistérios e suspense, muitos sustos e gargalhadas para a mais divertida das brincadeiras.

  • Brincar com elástico era a brincadeira-esporte que praticávamos. várias meninas, todo final de tarde lá estávamos em algum canto da rua, uma menina de um lado e a outra do outro e tínhamos que pular em uma ordem e sincronia digna de esporte olímpico. Bons tempos, excelentes momentos.

  • Dando uma olhada no blog, vi que a Xalingo estava presente em muitas brincadeiras da minha infância, mas quando se é criança não se percebe isso. Amava quando nos juntávamos (um bando de moleques e molecas) na varanda da Tia Carmelita para jogarmos loto. “Roubávamos” feijão ou milho na dispensa para poder marcar os cartões. Os valores das apostas iam aumentando de R$ 0,05 a 0,25. Uau! Quando ganhava me achava ricassa! Chiquérrima! Tempos bons que não voltam mais. Tardes maravilhosas. Espero passar pra minha filha que são essas brincadeiras que ficam na memória.

  • Gostava de brincar de casinha, pois com a minha imaginação eu podia tornar infinita a diversão. E assim na brincadeira, o meu mundinho era perfeito, e mesmo sendo criança, eu sabia que um planeta mais justo e feliz começa em casa e que todo dia é dia pra ter esperança e alegria!

  • Os jogos de tabuleiro eram minha brincadeira favorita, reuniam outras crianças e eram recheados de risadas, suspense, aprendizado e amizade, os jogos de tabuleiro traduziam intensamente o brilho da infância e ajudavam a celebrar laços que se perpetuavam ao longo da vida!

  • Minha brincadeira favorita eram os quebra-cabeças. Eu adorava ver as figuras se formando ao juntar pequenas peças que se encaixavam perfeitamente e, em minha imaginação, eu me sentia muito importante por conseguir montá-los. Tornou-se uma paixão que cultivo até hoje.

  • Era divertido brincar de CABANA feita com lençóis e cobertores de casa. Construía um lugar SECRETO, onde habitavam amigos imaginários, segredos, medos e conflitos internos.

  • Quando criança, eu gostava muito de brincar de dominó, porque era a única brincadeira que reunia toda a família, principalmente, eu e meu avô. Era a hora que a gente se entendia e eu me sentia aceito no mundo dos adultos.

  • Minha brincadeira preferida era… brincar! A infância no sítio com meus irmãos e primos sempre foi sinônimo de diversão e aventura a vista. Não importava se era pular amarelinha, brincar de pique-esconde, jogar bolinha de gude, pular corda, nadar no rio, pescar, jogar bola, caçar borboletas, empinar pipas, brincar de casinha ou carrinho, andar de bicicleta, fazer bonequinhos de barro, subir em árvores ou qualquer outra que inventávamos na hora. A melhor delas era topar todas!

  • NA MINHA INFÂNCIA TINHA MUITAS BRINCADEIRAS AS QUE MAIS MARCARAM FORAM ,PULAR ELÁSTICO,PIQUE ESCONDE,PIQUE ALTO,IMITAÇÃO DOS ARTISTAS,ERA TÃO DIVERTIDO AS CRIANÇAS DA MINHA ÉPOCA NÃO PRECISAVAM DE BRINQUEDOS CAROS,NEM JOGOS DE ÚLTIMA GERAÇÃO PARA SEREM FELIZES,BASTAVA TER POR PERTO AMIGOS E UM DIA DE SOL,NOSSA QUE SAUDADE DAQUELA ÉPOCA QUE CRIANÇA CORRIA DESCALÇO NA RUA FAZENDO BARULHO LEVANDANO POEIRA COM A BOLA,ERAM TANTAS DIFICULDADES QUE A GENTE TINHA,MAIS A SEMPRE SORRIA PORQUE A GENTE DIVIDIA A ALEGRIA,,,AI AI QUE PENA DESSA NOVA GERAÇÃO QUE VIVE ESCONDIDA ATRÁS DAS TELAS DE GAMES,COMPUTADORES E TELEVISÃO ,ESSES NUNCA SABERÃO COMO É BOM TER ESSA EMOÇÃO..INFÂNCIA

  • Nossa li todas as outras respostas acima e vi que fui feliz e não sabia, e vi também que quase todas as outras brincadeiras eu já brinquei junto com as minhas irmãs e amigos, esconde-esconde,pega-pega,bila, cabana (com lençóis da minha mãe),pião,carimba, e outras. Graças a DEUS a minha infância foi uma maravilha, muitas saudades da minha infância e de meus amigos.

  • Quando criança adorava brincar de qualquer coisa, acho que isso é coisa de criança mesmo não? Pelo ao menos no meu tempo. Hoje é que mudou muito…. Bem e de todas as brincadeiras a que eu mais gostava era a “bandeirinha”. Tinha muita interação, e a gente não ficava parado, realmente se exercitava, corria para um lado e para o outro, era muito gostoso e quando terminavamos, todos estavam exaustos.
    Sempre relembro com meus filhos como era divertido, a gente realmete se divertia. Não tinha essas tecnologias de hoje, mas havia muita correria, piqu-pega, barra manteiga, até truco nós jogavamos. Saudades eternas

  • Sempre gostei de amarelinha…como não tive muitos brinquedos, bastava ter um pedaço de tijolo para riscar o chão e uma pedrinha para jogar….era diversão garantida em qualquer lugar!

  • Quando eu era criança eu me divertia muito com dominó….Enquanto não sabia as regras do jogo eu me divertia empilhando-os ou enfileirando-os para os verem ir caindo um a um….

  • Minha brincadeira preferida era de casinha de bonecas, como eu não tinha muitas bonecas, improvisava com vassouras, o pelo era os cabelos, espigas de milho também se tornavam belas bonequinhas, a comida fazíamos com panelinha de ferro amparada por dois tijolos, queimavamos tudo, eu e minhas amigas adorávamos, vivíamos no presente tudo era maravilhoso.

  • Minha brincadeira favorita era imaginar… Imaginava tudo: brincadeiras, histórias, conversas e, principalmente, companhias, pois eu era a filha temporona da família e minha brincadeira favorita era fingir que eu tinha uma irmã imaginária.

  • Esconde-esconde, cabra cega, queimado, pega-pega. Eram tantas brincadeiras que aposto que ninguém teve uma infância igual à minha. Mas, a que eu mais gostava era CASINHA, com panelas, bonecas e telefone de mentirinha.

  • Brincar de professora sempre foi minha brincadeira preferida na infância e com ela aprendi que a felicidade está nas pequenas coisas. Pedia pra mamãe comprar lápis e canetas e como não tínhamos dinheiro para comprar brinquedos, eu mesma os criava e transformava um pedaço de madeira numa lousa, minhas meias velhas eram costuradas e se transformavam em bonecas que no meu universo de magia,seriam alunos dedicados e felizes. O tempo de criança passou e o faz de conta de infância, se tornou realidade. Hoje trabalho com educação infantil e me sinto muito feliz.

  • Minha brincadeira preferida era subir no telhado da casa da minha mãe e soltar bolinhas de sabão. Meu pai preparava a argola de arame com algodão para que a bolinha saísse perfeita. Eu passava horas naquele lugar admirando as bolhas estourarem. Mas quando minha mãe descobria que eu estava lá no telhado, escondida, já sabia que eu ia apanhar! Era um Deus nos acuda! E quem disse que eu deixava de subir novamente? Sempre dava um jeitinho. Bons tempos eram aqueles!!!

  • A minha brincadeira de criança favorita de infância era mímica porque eu me divertia fazendo caras e bocas para os meus irmãos adivinharem os personagens cheios de magia, músicas de alegria e histórias de faz de conta que me encantavam com muito humor e aprendizado.

  • Minha brincadeira preferida era (C)onvidar as (A)migas e (S)imular (I)rreverentemente (N)ossas (H)istórias “(A)dultas”: filhos pra criar (bonecas), comidinha pra preparar e, além de tudo, trabalhar…Saudades de quando era tudo brincadeirinha!

  • Minha brincadeira preferida era brincar como criança joga
    , para expressar agressão, adquirir experiência, controlar ansiedades, estabelecer contatos sociais como integração da personalidade e por prazer….A infância é o tempo de maior criatividade na vida de um ser humano simplesmente por motivo das minhas brincadeiras preferidas…

  • O melhor da minha infância era brincar de esconde esconde com meus irmãos e primos. Mamãe, como pedagoga, organizava inteligentemente a brincadeira. A cada rodada tinha reunião para descrever o esconderijo. Tempo, cor, formato, textura, tamanho… Era diversão certa e aprendíamos brincando!

  • A minha brincadeira preferida era futebol de botão, pois mesmo sem recursos financeiros podia reunir meus amigos e brincar horas e horas sem enjoar. Aprendi a driblar o mau humor, chutar os aborrecimentos pra bem longe e marcar gols de alegria! Com essa brincadeira também aprendi a competir, a perder e ganhar!

  • A minha brincadeira favorita era quando os meus pais voltavam a ser crianças e resolviam brincar com a gente. Jogar bola, brincar de cavalinho, empinar pipas,curtir a natureza… Juntos aproveitávamos o que a vida tinha de melhor! “A INFÂNCIA”

  • Esconde-esconde nos quintais das casas, pois existiram na época em que podíamos ficar brincando por horas sem nossos pais se preocuparem, ninguém tinha celular para avisar onde estava e mesmo assim estavam tranqüilos, e o mundo, com certeza, era muito mais bonito!

  • Muitas delas eram favoritas, desde “é esse?” (torcendo para acertar o paquera), pula corda, até brincadeiras de pega (pega alta, pega dura e etc). Mas o destaque vai para a amarelinha, quando passávamos do céu ao inferno (pulando esse, é claro) com saltos coordenados!

  • carrinho de lomba e bolitas no carrinho de lomba o divertido era quem chegava primeiro na descida e as bolitas quem era melhor na competição colocando as bolitas no buraco.

  • Tive a sorte de viver numa época e lugar aonde era possível brincar livremente com os amigos na rua, e minha brincadeira favorita era de “explorador”. Colocávamos chapéus na cabeça, uma lupa na mão e saíamos atrás de “pistas”, que podiam ser pedrinhas, folhas, pequenos objetos, insetos. Dessa forma desenvolvi uma curiosidade pelo mundo em suas infinitas formas que me acompanha até hoje.

  • Eu gostava demais de dançar,subia em uma mesa velha que tinha no quintal de um amigo e dançava sem parar,não me recordo de brinquedos caros,más as brincadeiras nesse lugar meu coração guarda,á tarde sentávamos debaixo da arvore grande contar histórias, eu era a criança mais feliz do universo

  • Quando eu era pequena gostava de brincar de boneca,pic-esconde,pega-pega,amarelinha,casinha…na verdade ainda gosto de brincar disso,eu gosto de brincar com os meus primos(as),minha afilhada e até com as minhas amigas da escola.Essas brincadeiras são muito legais porque mostra que o simples também faz a gente feliz!<3 😀

  • Quando eu era menor adorava brincar de pic-esconde,pega-pega,boneca,casinha…Na verdade eu ainda gosto de brincar disso com os meus primos(as),minha afilhada e até minhas amigas da escola.Hoje podemos mostrar que não é só a internet ou o playstation que podem deixar as pessoas felizes, essas brincadeiras me deixavam muito felizes antes de conhecer a internet ou o playstation

  • Minha brincadeira preferida era competição de bilboquê. Era divertida porque eu mesma fazia o brinquedo com uma latinha de molho de tomate, um barbante e um pedaço de madeira e convidava a turminha para brincar e ver quem acertava mais vezes a latinha na madeira. A rua ficava em festa!

  • MINHA BRINCADEIRA DE CRIANÇA FAVORITA ERA SUBIR EM ÁRVORES, QUANTO MAIS ALTA MELHOR, AS MINHAS PREFERIDAS ERAM GOIABEIRAS. EU NÃO PRECISAVA DE AJUDA OU COMPANHIA PARA BRINCAR, EU ME SENTIA FORTE, CORAJOSA, UMA VERDADEIRA SUPER HEROINA, EU GAGORRAVA NOS GALHOS, PARECIA UM PASSARO LIVRE.

  • MINHA BRINCADEIRA PREFERIDA ERA A LOTO, MEUS AMIGOS E EU JOGAVAMOS VALENDO OVO COZINDO.
    AO FINAL DO CAMPEONATO O S GANHADORES DIVIDIAM OS PREMIOS COM OS AMIGOS E TODO MUNDO IA PARA SUA CASA DE BARRIGA CHEIA. APRENDEMOS A PARTILHAR, A CURTIR A PRESENÇA DOS AMIGOS E A SER FELIZES SEMPRE.

  • Quando criança? Isso foi a 33 anos atrás… Mas, essas lembranças, de uma forma engraçada e marcante, são as que nunca saem da nossa memória. Correr na rua, brincar de bola, casinha, cantar música com o disco de vinil, desejar, paquerar, esperar e finalmente ganhar aquele jogo, aquela boneca… Que tempos bons!!! Acredito que ser criança é isso tudo!

  • Brincadeira boa era aquela que brincava todo mundo junto sem maudade, menino e menina ,gordinho, magro, preto, branco ,não tinha esse tal de bulliyng o unico criterio era ser criança ,podia ser correndo no pique bandeira ou até pulando no elástico ,pulicia e ladrão quando as balas erão só na nossa imaginação ,andar sobre latas para parecer um adulto ,que bom relembrar e saber que o tempo não pode apagar as lembranças da época que a melhor brincadeira era ser criança.

  • “Gato mia”, era divertida porque todas as crianças podiam participar, independente da idade e do tamanho, era realizada em um quarto escuro, imagina a bagunça e o mais legal era na hora em que você era encontrado e tinha que miar, nessa parte todo mundo dava risada, cada miado esquisito…

  • A minha brincadeira preferida na infância era ”faz de conta”, quando podíamos ser tudo que sonhávamos, de herói a vilão, de princesa a bruxa malvada, podia ser professora ou jogadora de futebol, estava tudo ao alcance da imaginação! A felicidade era a melhor das brincadeiras e com ela eu podia ser tudo que quisesse!

  • Brincar de ”faz de conta” e ser tudo que quisesse, mudar de conto de fadas para fábula em um salto, de fada para bruxa em uma risada, sempre viver um sonho e hoje trazer o melhor do faz de conta para minha realidade!

  • Minha brincadeira favorita era a “Estrela Nova Cela”, era uma delicia estar com meu amigos e a cada pulo conseguir realizar os desafios que a brincadeira exigia … era sonhar, vislumbrar a capacidade de poder fazer e os amigos torcendo para nao errar e quando errava era uma diversao conjunta. Nao existia competitividade a regra era se divertir e dar muitas risadas juntos. O contato com os amigos, o apoio, a força em equipe, as vozes dizendo vai, vai, voce vai conseguir, isso é uma lembrança que nao tem preço. A brincadeira se torna uma escola no desenvolvimento de uma criança e sinto-me feliz por ter tido a oportunidade de ter essas lembranças saudosas e muito positivas em minha vida. Estendo essa energia ate hoje pois o brincar faz parte de nossa vida para sempre!!!

  • Minha brincadeira favorita era jogar vôlei, fazíamos uma quadra improvisada, uma rede com saco de batata aí começava a diversão, ela se tornava divertida porque não era apenas minhas amigas que vinham participar mas sim todas as famílias da minha rua, isso sim rendia boas risadas.

  • Brincar de casinha, pois além de aprender lições para toda a vida com a minha mãe, passamos tardes mágicas e hoje ao brincar com a minha filha sou grata e feliz por tanto ter a ensinar.

  • Quebra-cabeças, pois com a ajuda do meu pai aprendi a crescer sorrindo, a importância do esporte e lazer e que ambos podem ser educativos, afinal na vida tudo se encaixa, com paciência e ao lado de quem amamos sempre chegamos aonde queremos e até hoje ainda brincamos, só que com mais uma mãozinha para ajudar: meu filho.

  • Eu gostava de “quebrar a cabeça” tentando encontrar a “peça” certa para brincar comigo, gostava de dizer “bingo” quando dividia um brinquedo com um amigo, eu era uma verdadeira “dama” em miniatura, me vestia de “xadrez”, esperava o jogo chegar na minha vez, mas o que eu mais gostava era quando a alegria “pintava” e assim todas as brincadeiras se tornavam perfeitas, cada uma da sua maneira.

  • A minha brincadeira favorita é uma lembrança muito bonita porque eu gostava mesmo era de brinar de ser “mamãe”, de “cuidar da minha casinha”, “cozinhar” a comidinha e hoje depois de muitos anos eu continuo na mesma brincadeira, só que o faz de conta acabou e meu filho no lugar do boneco ficou.

  • Quando criança, adorava brincar de moinho e xadrez com a minha irmã. Ela havia ganho o jogo de presente, a caixa dupla de madeira, na qual as faces eram os tabuleiros e as pecinhas eram guardadas dentro, era simplesmente divina! Nunca tínhamos visto algo tão fascinante! Sempre era hora de jogar moinho. Levávamos para todo o lugar que íamos. É um jogo que me faz lembrar com carinho da minha, da nossa, infância. Momento de reunir a família, montar equipes e estratégias de jogo. Momentos felizes!!

  • Olá pessoal!
    O concurso está encerrado. Comentários enviados após as 17hs de hoje (27/09) estarão automaticamente desclassificados.
    Obrigado por todas as participações!
    Grande abraço!
    Equipe Xalingo

  • Minha brincadeira preferida quando criança era brincar de casinha, com panelinhas de plástico, as comidinhas eram matinho, folhas picadas, terra e muita imaginação. Eu gopstava porque eu era sempre a mamãe e cuidava das minhas irmãs mais novas com carinho eamor. Até hoje meu instinto materno fala alto e cuido da minha família como se ainda brincasse de casinha.

  • Oi equipe Xalingo! Onde está o resultado do concurso? No regulamento diz que iria sair dia 05/10. Mandei várias mensagens no face de vcs e não recebi resposta. O que houve?

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *