Cuidado com a postura das crianças

A má postura das crianças pode provocar ou agravar problemas de saúde. Para evitar problemas posteriores, como escoliose e hipercifose, é preciso ficar de olho no posicionamento nas cadeiras e também no peso das mochilas, tanto dentro quanto fora da escola.

A má formação ocorre devido à fase de desenvolvimento das crianças: as estruturas ósseas, ligamentos e músculos estão em formação. Com isso, se elas mantem como hábito uma postura incorreta para sentar, dormir, andar e praticar atividades físicas, é possível que hajam alterações que se tornem uma deformidade. A atenção deve começar quando a criança fica em pé e ser intensificada quando começa a vida escolar até o fim do crescimento (por volta dos 18 anos).

Fique atento a seis cuidados essenciais:

- é preciso atenção a fatores que promovem posturas inadequadas, como alterações visuais e auditivas, pois se elas existem e não são percebidas o aluno se posiciona de forma errada na cadeira, o que facilita o aparecimento da escoliose (desvio lateral da coluna). As questões psicológicas também podem interferir na postura: crianças mais tímidas podem ter as posturas “de fechamento”, o que pode gerar a hipercifose (aumento da curvatura da região dorsal). A forma correta de sentar é posicionar-se sobre o osso isquio (debaixo do glúteo), manter as costas retas e próximas ao encosto e os pés no chão.

- na hora de fazer a lição de casa, os pais precisam ficar atentos. A criança não deve ficar muito tempo em frente ao computador e, quando estiver usando-o, deve manter a mesma postura da sala de aula: sentar sobre o osso isquio, com as costas retas e os pés apoiados. Além disso, deve manter os braços sobre os braços da cadeira e ter a tela do computador em uma altura compatível aos olhos. Também é interessante ter os materiais por perto, para evitar a mudança brusca de posição e o não retorno à posição correta.

- Cuidado com a mochila! O excesso de peso das compromete o equilíbrio postural. Além disso, se o pequeno tiver a postura errada, pode causar outros problemas. E isso não vale somente para muito peso: o mínimo pode alterar o processo de desenvolvimento musculoesquelético. Para evitar excessos, faça com que seus filhos levem somente o material necessário e que será usado na aula. Feita a mochila, veja se o peso bem distribuído, sem sobrecargas de um lado. Vai comprar a mochila agora? Opte por um modelo adequado ao tamanho da criança, com duas alças e encosto maleável.

- sempre que possível, incentive os pequenos a andarem sem sapatos na areia ou na grama, o que estimula a capacidade de identificar e perceber os movimentos articulares. É um processo simples que auxilia no desenvolvimento correto da postura da criança.

- a principal dica, e que vale em qualquer idade, é observar as crianças. Afinal, as alterações nas estruturas ocorrem de forma silenciosa. Observe a criança sem camisa e veja se há alterações no alinhamento corporal, como um ombro mais alto do que outro. Também fique de olho na forma que a criança senta e oriente-a a manter a postura correta.



Deixe uma resposta